Fechar

logo

Fechar

Arimatéa Souza

sábado, 06/04/2019

O ´mago´ na ofensiva

Começou a ´miar´

Vale a pena resumir o mais recente depoimento do ex-governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral (MDB), preso desde 2016 e que tem uma condenação que soma décadas de cadeia por cumprir.

Ele disse que foi “achacado” por deputados federais e senadores, e que acertou “tratos” com ministros do STJ (Superior Tribunal de Justiça) e TCU (Tribunal de Contas da União).

Demandas

Cabral disse ainda que teve “que atender presidente da República para beneficiar certas pessoas”.

O detalhe

Ele foi governador no período correspondente aos mandatos de Lula e Dilma.

´Alpiste´

O emedebista revelou que ajudou o deputado Aécio Neves (PSDB) em sua campanha presidencial em 2014 com R$ 3 milhões via ´caixa dois´.

O dinheiro teria sido repassado pelo empresário José Carlos Lavouras e a empreiteira OAS.

O detalhe

Em 2014, Cabral fazia campanha e pedia votos para Dilma.

Da boca de…

“… O deputado Adriano Galdino atua de uma forma competente e diferenciada…” (governador João Azevedo, PSB, em entrevista).

Desproporção

O secretário especial da Receita Federal, Marcos Cintra, postou nas redes sociais (Twitter) que “no Brasil, quem paga imposto, paga demais”.

Equalização

Ele emendou: “E uma camada de privilegiados paga pouco ou nada. Para baixar impostos dos assalariados, que são muito tributados, temos que simplificar e fazer todos pagarem, inclusive os informais e sonegadores. Se todos pagarem, todos pagarão menos”.

Pista livre

Em meados de março, o presidente Bolsonaro anunciou o fim das lombadas eletrônicas nas rodovias federais, algo reafirmado na semana passada: “Não teremos mais nenhuma lombada eletrônica no Brasil, e as lombadas que por ventura existirem – que ainda são muitas – quando forem perdendo a validade, não serão renovadas”.

“É quase impossível você viajar sem receber uma multa”, justificou.

Freio

No mundo real, a iniciativa presidencial carece de alguma modalidade alternativa de contenção da velocidade nas rodovias federais, porque a quantidade de acidentes aumentou a olhos vistos, pelo menos na Paraíba.

Alicerce

O prefeito Romero Rodrigues anunciou ontem que no próximo dia 15 assinará a ordem de serviço para a construção das novas instalações do Hospital da Criança de Campina Grande.

O detalhe

O processo licitatório, segundo ele, foi concluído na última quinta-feira.

Mimo

O presidente Jair Bolsonaro deverá aproveitar a sua visita a Campina Grande, nos próximos dias, para anunciar a concessão do 13º salário a todos os beneficiários do programa Bolsa Família.

´Tô fora´

Em entrevista em João Pessoa, esta semana, o senador Veneziano Vital (PSB) reafirmou que não disputará as eleições municipais de 2020.

Leque

De acordo com as suas palavras, as alternativas da oposição local são o deputado estadual Inácio Falcão (PCdoB), o vereador Olímpio Oliveira (MDB) e sua esposa, a suplente da Câmara Federal Ana Claudia Vital do Rego (Podemos).

Baixa adesão

Apenas quatro deputados federais e o senador Veneziano atenderam ao convite da Famup (Federação dos Municípios da Paraíba) para uma reunião que ocorreu ontem, em João Pessoa.

Reivindicações…

A entidade elencou quatro prioridades aos congressistas: acréscimo de 1 ponto percentual nos repasses de setembro do FPM (Fundo de Participação dos Municípios); participação dos municípios nas receitas oriundas da exploração do petróleo.

… Encaminhadas

Mais: ampliação da base de incidência de ISS (Imposto Sobre Serviço); e participação na compensação do ICMS subtraído das exportações (a chamada ´Lei Kandir´, nome de um ex-ministro do Planejamento – Governo FHC).

O detalhe

Os deputados que compareceram foram Damião Feliciano (PDT), Hugo Mota (PRB), Wilson Santiago (PTB); e Ruy Carneiro (PSDB).

Sábado é dia de poesia

“E agora penso que a estrada/ Da vida tem ida e volta/ Ninguém foge do destino/ Esse trem que nos transporta…” (Alceu Valença, que está de volta à programação do Maior São João do Mundo.

Da boca de…

“… Temos que trabalhar juntos com o sistema político, o Congresso, o governo e as cortes judiciais para que não tenhamos retrocessos no avanço anticorrupção. Não vai ser no meu turno como ministro que nós vamos deixar esses esforços anticorrupção serem perdidos…” (Sérgio Moro, ministro da Justiça e da Segurança Pública).

Outro caminho

O prefeito Romero Rodrigues disse ontem que não pretende ingressar do PSL, apesar dos renovados convites, porque entende que a legenda já tem um comando consolidado no Estado, que é o deputado federal Julian Lemos, um espaço que deve ser respeitado.

Quatro mãos

Em artigo assinado conjuntamente – e publicado esta semana no jornal Folha de São Paulo -, o ex-presidenciável Fernando Haddad (PT) e o ex-governador Ricardo Coutinho (PSB) salientam que “estamos assistindo a um desgoverno que rapidamente se esgota. Não há políticas públicas apresentadas à nação, como se demonstra com o caos no Ministério da Educação”.

“Gerar conflitos passou a ser conteúdo e é a única forma de governar. Criam-se ´inimigos´ o tempo inteiro para dividir o país e, com isso, supostamente sustentar o governo”, acrescenta o texto.

O candidato de Romero à sua sucessão sairá de seu secretariado?...
Share this page to Telegram

Arquivo da Coluna

Arquivo 2019 Arquivo 2018 Arquivo 2017

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube