Fechar

Fechar

Arimatéa Souza

terça-feira, 08/08/2017

O mago ´açoita´ a oposição

Concentração de poder

A Operação Lava Jato novamente trafegou pela política paraibana, ontem, através de uma reportagem publicada no jornal O Globo (RJ), tendo como protagonista o ex-deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ).

De acordo com a reportagem, um relatório da Polícia Federal produzido a partir de mensagens capturadas do telefone de Cunha mostra que os tentáculos do político alcançavam as mais diversas áreas.

Tentáculos

O peemedebista influenciava nomeações para cargos públicos, distribuição de propina para o PMDB e até vagas de internação de hospitais do Rio de Janeiro.

Liquidez

Quando o assunto era o pagamento de vantagens indevidas, ele se garantia. “Chegou! Valeu. Agradeça lá”, escreveu o ex-presidente da Câmara Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), também preso, em mensagem de 2012.

“Claro, não tinha dúvidas. Aqui se atrasa, mas não falha”, responde Cunha.

Fonte

As trocas de mensagens foram feitas ao longo de 2012 e estavam no celular de Cunha, que foi apreendido pela PF em buscas feitas em dezembro de 2015.

 Liberado

O relatório foi concluído em dezembro de 2016 e enviado ao Supremo Tribunal Federal.

Somente agora foi retirado o sigilo do documento.

Intermediário

Em 2012, Cunha mandou mensagem para o deputado Hugo Motta (PMDB-PB) para atuar em nome dele.

“Acredita-se que o ex-parlamentar (Cunha) utilizaria, supostamente, do deputado Hugo Motta para interceder na MP (medida provisória) 561”, diz o relatório da PF.

Preposto

Na mensagem, Cunha digitou: “Vou pôr uma emenda para vc assinar que é do veto da 561”.

Motta respondeu: “Ok, aguardo. Abs!!!”.

Encaminhamento

Em outra ocasião, ainda conforme o jornal, uma assessora de Cunha chamada Claudia Medeiros enviou ao chefe um e-mail com uma minuta de requerimento e o questiona sobre a possibilidade de envio ao deputado Hugo Motta para assinatura.

Negativa

O prefeito Luciano Cartaxo (PSD-JP) ocupou a mídia ontem para renovar o desmentido sobre um eventual estremecimento nas relações com o PMDB local.

Uma dúzia

“Nós temos doze partidos que dão sustentação ao trabalho que está sendo realizado pela nossa gestão, e é sempre importante manter esse apoio que nos dá a condição de fazer cada vez mais por João Pessoa”, assinalou o prefeito.

Água no…

A direção da Ambev na Paraíba, através de sua assessoria de imprensa, confirmou a desativação parcial da unidade existente em João Pessoa, o que está provocando demissões e a redução do recolhimento de ICMS para o Estado.

… Chope

“Em decorrência da retração do mercado com um todo, a empresa está encerrando parcialmente suas atividades na unidade de João Pessoa, mantendo a cervejaria ativa, com ajustes no quadro de empregados. A empresa reforça ainda que o atendimento da demanda local não será afetado”, é o texto do comunicado enviado.

Na ativa

A secretária de Educação de Campina Grande, professora Iolanda Barbosa, esclareceu à Coluna que ainda não optou por uma intervenção cirúrgica para resolver um problema que enfrenta na perna.

Em deslocamento

“De fato, o problema e sério, mas permaneço à frente da secretaria. Estou com uma lesão no joelho, mas em tratamento de fisioterapia. No momento, não há indicativo de cirurgia, e dessa forma não haverá afastamento. Inclusive, estou viajando para um evento do Unicef em Salvador (BA), e na sequencia participarei do Fórum da Undime em Fortaleza (CE)”, situou a titular da SEDUC-CG.

Tiro direto

“Quanto a Rodrigo Janot, eu o considero o procurador-geral mais desqualificado que já passou pela história da Procuradoria (Geral da República). Porque ele não tem condições, na verdade ele não tem preparo jurídico nem emocional para dirigir algum órgão dessa importância.”

Gilmar Mendes, presidente do TSE e ministro do Supremo Tribunal Federal.

Mancada 

Ainda sobre o Ministério Público Federal, repercutiu nacionalmente a placa colocada, com um erro de português, quando da recente inauguração da nova sede do MPF em João Pessoa: em vez de edifício, estava escrito “edifícil-sede”.

Decano

O renomado advogado campinense Leidson Farias, um dos mais antigos ainda em atividade na cidade, é o entrevistado de hoje no programa ´Ideia Livre Política & Economia´, que começa às 22h15 na TV Itararé – canal 18.1 (HD) e 19 (analógico, e ainda na internet pelo endereço www.tvitarare.com.br

Bancada

Participam do programa, como debatedores, os advogados Henriquemar Dutra e Félix Araújo Filho, como também o procurador de justiça Agnelo Amorim.

Bordões

No show do cantor Zé Ramalho, no final de semana, em Campina, parte do público presente encontrou um canal para exteriorizar o seu desapontamento com os rumos políticos do País.

Ouviu-se o grito de ´golpistas´ e ´fora Temer´ massificado pelo PT e partidos aliados.

Catalisou

Acabou sobrando para o único político que estava no recinto no momento, e teve o seu nome registrado no serviço de som: o deputado Rômulo Gouveia (PSD).

Sem bandeiras

Fiel ao seu estilo meio enigmático, Ricardo Coutinho observou ontem, durante entrevista em João Pessoa, que “em qualquer canto do mundo a oposição para ganhar as eleições tem dois motes: um governo em desgraça, ou colado em denúncias”.

Ele frisou que os dois cenários são incompatíveis com a Paraíba dos dias atuais.

Zerou

RC desinflou as especulações sobre o nome do deputado Adriano Galdino (PSB) para a chapa majoritária: “Eu não estou discutindo nem governador, imagine vice”.

Desqualificação

Assertivo, o governador avaliou que os oposicionistas “têm sido pouco éticos ou então ineficientes. A oposição quer gerar um sentimento de que pode fazer mais do que quem faz”.

– Não agregaram nada, não passaram pela história, não sabem o que é gestão ousada, não têm compromisso com políticas públicas. Ou seja, a oposição não tem discurso e quer o poder pelo poder – acrescentou.

 

O PT/PB já se acalmou com relação à terceirização da conservação das escolas estaduais?...

Me Aguarde

Palanque

Simple Share Buttons

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube