Fechar

logo

Fechar

Arimatéa Souza

terça-feira, 09/02/2021

O ´imortal´ que se foi

Sem dono

Na condição de líder da bancada do Democratas na Câmara Federal, o deputado paraibano Efraim Filho divulgou ontem uma nota acerca da iminente desfiliação do ex-presidente da Câmara, deputado Rodrigo Maia (RJ), na qual afirma que “o Democratas é um partido plural e não tem dono. A bancada da Câmara não tem dono. O líder é eleito pela vontade expressa da maioria”.

Sem combinar

“Essa mesma maioria, que torna a decisão legítima, faltou a Rodrigo Maia para compor o bloco de centro-esquerda na disputa pela presidência. Na verdade, ao tentar levar o partido para essa posição, sem consultar a bancada sobre o que desejava, Rodrigo se viu isolado e perdeu o comando do processo, e muitas vezes o alertamos sobre essa dificuldade”, segue o texto.

Regra do jogo

Efraim avança salientando que “na democracia, maioria não se impõe, maioria se conquista”.

Injustiça

“Rodrigo tenta injustamente terceirizar a responsabilidade pela ruína do bloco (na disputa pela presidência da Câmara), não faz sua autocrítica e nem assume a sua mea culpa. É injusto colocar em nossa conta a derrota do seu candidato à sucessão”, acentua o líder demista.

Correção

Ainda segundo Efraim, o presidente do partido, ex-prefeito de Salvador ACM Neto, “foi correto ao respeitar a decisão da bancada, seguir o caminho da neutralidade quanto ao governo, preserva a independência do partido e tem a nossa solidariedade e confiança”.

´Garçom´

Na edição de ontem do jornal Valor Econômico, Maia afirmou que ACM Neto “entregou a nossa cabeça numa bandeja para o Palácio do Planalto” (governo Bolsonaro)”.

Destino

Rodrigo Maia tem convites para se filiar ao PSDB, MDB, PSL e Cidadania.

Afivelando as malas

Quem também sinaliza desembarque do DEM é o ex-ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta: “O DEM hoje não dá segurança de um projeto nacional a ninguém. A base do partido virou uma geleia”.

A volta dos…

A Executiva do PT na Paraíba deliberou, no final de semana, voltar oficialmente à base do governo João Azevedo.

… Que não foram

“Acho que nesse momento é importante, para o enfrentamento à pandemia, estarmos juntos, unindo forças em defesa do Estado da Paraíba. Foi uma decisão acertada”, comentou Jackson Macedo, presidente do PT/PB.

Só recordando

O PT ocupava um cargo no 1º escalão do Estado. Mas no período eleitoral do ano passado o ex-deputado federal Luiz Couto pediu licença da Secretaria de Agricultura Familiar para fazer campanha para o prefeitável e ex-governador Ricardo Coutinho (PSB).

Só restou ao governador João Azevedo a opção de demiti-lo.

Elo mantido

Acontece que – até por razões pragmáticas – a maioria do PT/PB não se afastou de Azevedo, ao ponto de o suplente de deputado estadual Anísio Maia estar no exercício do mandato por deferência governamental.

Sinal

O governador acolheu prontamente a iniciativa petista e declarou ontem que “acredito que (o PT) voltará a ocupar” cargos relevantes em sua gestão.

Aval

E emendou: “Anísio Maia tem se mostrado um defensor dos interesses do governo” na ALPB.

Sem volta

João aproveitou o mote petista para reiterar que é candidato à reeleição: “Já disse claramente: meu nome está posto e será colocado para reeleição. Eu serei candidato à reeleição!”

Retomada

Começa hoje a temporada 2021 do programa Ideia Livre na TV Itararé (canal 18.1).

Com uma entrevista imperdível: professor doutor em Ciências da Educação Alex Sandro Gomes (UFPE). Começa às 22h15.

Retrovisor

Há poucos dias, a senadora Daniella Ribeiro (PP-PB) comentou que o governador João Azevedo (Cidadania) “é uma pessoa de difícil relação”.

Espelho meu

João deu a resposta no dia de ontem: “Eu não me considero uma pessoa de difícil acesso. Realmente, não me considero”.

Contatos

Ele observou que esteve em três oportunidades com a senadora. Uma no gabinete dela, em Brasília, para solicitar recursos para investimentos no Estado.

O detalhe

Foi combinado na ocasião o valor de R$ 20 milhões para a construção do centro de convenções de Campina Grande, ainda não liberados.

Alianças eleitorais

O segundo encontro ocorreu na Granja Santana (residência oficial do governador), sobre as eleições do ano passado, juntamente com o deputado Aguinaldo Ribeiro e o então prefeitável Cícero Lucena (PP-JP).

Demanda

Mais recentemente, no período natalino, Daniella teria o procurado no sentido de que ele revogasse o decreto que estabeleceu restrições ao funcionamento de bares e restaurantes nas festas de fim de ano na Paraíba.

Interpretação

“Eu disse a ela que não poderia ser feita essa suspensão, porque era uma medida extremamente importante para proteger e salvar vidas. Se, por não ter atendido isso, foi o que a levou a tirar essa conclusão, tudo  bem, que seja assim. Eu não tenho essa preocupação”, verbalizou o governador.

Municipalização

O secretário de Planejamento de Campina Grande, Félix Araújo Neto, informou ontem na ´Caturité FM´ que está em cogitação na PMCG a criação de uma Fundação “que se dedique ao patrimônio histórico da cidade”.

Tirar do abandono

O titular da Seplam também revelou que a PMCG vai tentar junto ao governo federal a obtenção da permissão para revitalizar a área da estação ferroviária (Estação Nova).

O detalhe

Uma das alternativas em cogitação é a transformação do local num terminal de integração do sistema de ônibus.

CCJ

Ex-líder do governo na Assembleia Legislativa, o deputado Ricardo Barbosa (PSB) deverá ocupar a presidência da Comissão de Constituição e Justiça.

Orçamento

O deputado Branco Mendes Pedrosa (Podemos) provavelmente assumirá a presidência da Comissão de Acompanhamento e Controle da Execução Orçamentária da ALPB.

Sensação de imortalidade

Tem sido recorrente a sensação, desde a noite de ontem, de que não procede a notícia de que o senador José Maranhão perdeu a batalha para a Covid-19.

Quem acompanha o mundo político há mais tempo, nutriu a sensação de que ´seu Zezinho´ era imortal, tamanha a vitalidade com que encarava a sua atuação como homem público, notadamente em períodos eleitorais.

Mas, mesmo para quem caminhava na direção de celebrar 88 anos de idade, “a vida de instantes é feita e num instante passa”, na celebre expressão do tribuno Alcides Carneiro.

Siga com os olhos no Judiciário...
Share this page to Telegram

Arquivo da Coluna

Arquivo 2019 Arquivo 2018 Arquivo 2017

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube