Fechar

Fechar

Arimatéa Souza

segunda-feira, 18/06/2018

O ´fator Lula´

Interesses conflitantes

O impasse nas conversações entre o PP e o PSB na Paraíba reside em dois pontos: o primeiro deseja sair em faixa própria para concorrer à Câmara Federal.

O PP igualmente almeja concorrer ao Senado com a deputada Daniella Ribeiro.

Os socialistas querem o PP no ´chapão´ proporcional e Daniella como candidata a vice-governadora.

 

´Plano B´

Diante desse quadro, a família Ribeiro (PP) voltou a dialogar com o senador José Maranhão (MDB).

Estoque

Existem 52 processos envolvendo governadores ou ex-governadores em tramitação no Superior Tribunal de Justiça.

Made in PB

Predominantemente são inquéritos (26) e ações penais (16).

Um deles diz respeito ao paraibano Ricardo Coutinho (PSB).

O detalhe

Diante da nova interpretação dada ao foro privilegiado, a maioria dessas ações deverá ser remetida ao Estado de origem.

Convergência

Conforme alguns dos principais jornais do Brasil, as conversas para uma aliança entre o PRB (do presidenciável/empresário Flávio Rocha) e o Podemos (do senador Álvaro Dias/PR) avançam, na perspectiva de união dos dois já no 1º turno das eleições.

 

Como é?

Tramita na Câmara Federal um projeto do deputado Capitão Augusto (PR-SP) que proíbe que um juiz de futebol apite a partida do time pelo qual torce.

 

Mito

Sem Lula na chapa, 43% dos eleitores do Nordeste optariam – se a eleição fosse agora – por votar em branco, nulo ou deixar de ir à urna, mostra a mais recente pesquisa do Instituto Datafolha.

Parceria

Foi anunciado, no final de semana, o apoio da família Paulino (ex-governador Roberto, ex-prefeita Fátima e deputado Raniery) ao deputado Benjamin Maranhão (MDB) na cidade de Guarabira.

Em compensação, Raniery terá o apoio de Benjamin na região de Araruna.

É hoje

A entrega solene (10h) no novo prédio do Sesc, às margens do Açude Velho, em Campina Grande.

Incenso

As dependências do Sindicato dos Bancários, em João Pessoa, serviram para o PDT demonstrar, sábado último, a sua aposta na pré-candidatura da vice-governador Lígia Feliciano ao governo estadual.

Sutileza

Foi sintomático o cuidado das lideranças do PDT em não ampliar as zonas de atrito com o PSB local, diante da pré-candidatura de Lígia.

Panos…

Carlos Lupi, presidente nacional do partido, realçou que é um momento que requer muita habilidade e conversação.

 

… Quentes

“Quem fecha a porta no 1º turno, não consegue abrir a porta no 2º turno. É hora de inteligência e de pensar no Brasil. O projeto da Nação tem que ser maior do que o meu projeto individual”, reforçou Lupi.

Conduta

A própria Lígia declarou, em entrevista em João Pessoa, que “defendo todos os avanços que fizemos nesse governo (Ricardo). Não aceito retrocesso e quem quer destruir o que foi construído”.

Filtro

A vice avisou que “aceito conversar com todos aqueles que queiram abraçar as bandeiras dessas ideias que vêm transformando a Paraíba”.

Sem varejo

O deputado Damião Feliciano, presidente estadual do PDT, disse que “não me envolvo com as picuinhas da política, até porque já fui eleito sem ter o apoio de um prefeito ´para fazer um chá´ para baixar a febre de uma pessoa”.

“É o povo que me elege, e é a ele que eu tenho satisfação a dar”, emendou.

Preservação

Presente, o presidenciável Ciro Gomes declarou que o nome de Lígia não será ´sacrificado´ em função dos objetivos nacionais da legenda.

Sensibilidade

“O PDT não sacrifica companheiros. Nós não deixamos companheiros no meio do caminho. E a Ligia tem sido muito delicada, muito hábil e cuidadosa. Ela sabe do que está em jogo: o destino da Pátria brasileira e o destino da Paraíba”, disse o ex-ministro em entrevista.

Sequenciamento

“Nós vamos ter que ter apenas delicadeza, respeito. A Lígia está na fundação do projeto que Ricardo Coutinho brilhantemente lidera”, ressaltou Ciro, acrescentando que “nós vamos apresentar uma candidatura não contestar esse rumo, mas para confirmar esse rumo”.

Defesa

“Se ela (Lígia) se apresentasse como oposição, iria perder a característica dela. Aí sim, ela seria uma oportunista. Nós defendemos os valores essenciais do governo de Ricardo. E eu faço isso com muita alegria e prazer. Basta olhar para o Estado vizinho, o Rio Grande Norte, onde povo está comendo o pão que o diabo amassou”, discorreu o pré-candidato.

Ajustada

“A Paraíba – prosseguiu – está com as suas contas em dia, progredindo, organizada, investindo por conta da política dele (RC) e a Lígia faz parte disso. Não adianta negar. Agora partido é partido e cada um tem sua lógica”.

Sem conflitos

A essa altura, avaliou Ciro Gomes, “o que pode e deve ser feito – e todos sabem disso – é trabalhar em uma campanha respeitosa, fraterna, para que quem não for ao 2º turno das eleições possa apoiar quem foi. Isso é o que devemos fazer”.

Fato desestabilizador

Segundo Ciro Gomes, “por tudo que está acontecendo com o Lula, sendo ele o maior líder popular do País, há um fator de instabilidade e de indefinição generalizada, que perpassa todos os quadros políticos brasileiros. Na política nacional e nos Estados”.

 

Quando Cássio comentará a escolha de Micheline como candidata a vice?...
Simple Share Buttons

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube