Fechar

Fechar

Arimatéa Souza

quarta-feira, 23/05/2018

O exemplo é imorredouro

A dor do ofício

Há dias, por força dos fatos, em que eu não desejo escrever Aparte. Há dias nos quais eu não me sinto plenamente habilitado em fazê-lo. Existem dias em que as ideias parecem não se articular com a harmonia mínima.

E há dias, como hoje, em que tudo isso acima relatado se soma no mesmo instante.

Proximidade

Nessa edição, preciso falar de um antigo e exigente leitor de APARTE, que igualmente tive a oportunidade – e a graça – de conviver diariamente durante quase duas décadas.

Convergência

O advogado (e padre) José Cursino de Siqueira unia, na mesma pessoa, a força do convencimento e a força do exemplo.

Diferencial

Era uma espécie de pai adotivo que a vida nos presenteia.

Uma voz experiente e serena a orientar passos e descortinar horizontes.

Resistência

Ele lutou tenaz e resignadamente contra graves problemas renais, que o levaram à necessidade de realizar semanalmente três brutais sessões de hemodiálise durante cerca de 13 anos.

Essa é a…

Na missa de corpo presente que celebrou, ontem, o bispo diocesano de Campina Grande, dom Dulcênio Fontes, enfatizou que “a morte, para quem buscou viver integralmente a sua fé, não deve ser motivo de tristeza”.

… Nossa crença

“Eu sou a ressurreição e a vida. Quem crê em mim, jamais morrerá”, recordou o bispo as palavras de Cristo, no Evangelho de João.

Reconhecimento

Em entrevista à TV Itararé, o padre José Assis Pereira Soares afirmou que a diocese “deve inúmeros favores ao Dr. Siqueira, como ele era conhecido entre nós. Seja na defesa dos interesses da Igreja em Campina; seja sustentando a Rádio Caturité nos anos mais difíceis; e, sobretudo, como amigo e próximos dos padres”.

Suporte

“A minha geração sempre o teve como alguém que a gente poderia recorrer nos momentos de dúvida ou até de assistência jurídica a nós por ele prestada”, acrescentou o padre Assis.

Gratidão

“Tudo o que eu sou hoje, devo a Dr. Siqueira”, assinalou a diretora comercial da Caturité, Lúcia Duarte, com quem conviveu durante 32 anos.

O que fica

Ao término do velório, o jornalista Carlos Siqueira (seu filho) disse oportunamente que “esse homem deixa um legado para Campina e toda região. Um homem que deixa um exemplo de honestidade, de simplicidade, de retidão… Os adjetivos são poucos”.

Mandamento

“Campina perde hoje uma das maiores reservas morais desta cidade. Ele só pregava o bem, só queria o bem e a correção. Fica essa lição para todos nós”, adendou Carlos.

Continuidade

Dr. Siqueira adorava as filhas que tinha – Moema e Cristina (com os dengos conferidos tradicionalmente à caçula) -, mas o seu ´alterego´ era o ´Galego´: em Carlos ele projetava o seu futuro além de sua vida terrena.

Encargo

E Carlinhos se mostrou altivo nessa passagem do pai, suportando em muitos momentos a dor diante da necessidade de ser amparo para o restante da família.

Ele sabe que daqui por diante vão se multiplicar, simultaneamente, a saudade paterna e as suas responsabilidades familiares.

Citação

A neta do Dr. Siqueira, Karla Beatriz, invocou a expressão bíblica apropriada: “Combati o bom combate, acabei a carreira, guardei a fé” (Timóteo).

Chamado

Ela justificou a invocação: “Esse é o versículo que representa vovó Siqueira. Esse homem de fé, de garra, o qual a gente ama muito. E não seria justo que num momento como esse a gente não reconhecesse que ele precisaria agora estar nos braços do Senhor”.

Reproduzir

“Estamos aqui para honrá-lo e dizer que ele foi um homem que merece ser reconhecido e lembrado. Todos os filhos e netos pedimos a Deus que a gente possa ser, pelo menos 5%, do que vovó Siqueira foi”, verbalizou Karla.

Essência

“Eu me recordo que, quando muito pequena, ele me ensinava que os verdadeiros valores da vida não estavam em coisas materiais, mas estavam em ter um coração contrito à presença do Senhor; estavam em ter um coração pronto para amar o nosso próximo”, prosseguiu a neta.

Fugaz

Seguiu Karla: “A vida é uma passagem, e ele mesmo me dizia que tudo nessa terra é passageiro, mas a gente precisa caminhar para a glória eterna”.

“E eu sei, que se ele tivesse aqui no nosso meio, ele queria estar dizendo ´nós tudo podemos Naquele que nos fortalece´ (Filipenses).

Frutificação

Karla Beatriz disse que “estou aqui para dizer o quanto sou grata e feliz de ser neta de vovó Siqueira; de ser fruto de seus valores e fruto de sua garra; que nunca desistiu de lutar. E que pareceu muito com Jesus Cristo, que em meio às dificuldades não reclamava, mas confiava no Senhor”.

Descanso

“Então, vovó, que o senhor possa descansar nos braços do Senhor. E que todos os dias possamos carregar em nosso coração o legado que você deixou. Que todos nós possamos ser aqui um pouco do que ele foi, porque ele foi um pouco do reflexo de Jesus. Pode descansar em paz, na certeza de que os nossos corações estão com o senhor”, finalizou a neta.

Pranto

Júlio César, outro neto de Dr. Siqueira, também exteriorizou o sentimento aos presentes: “Ontem (2ª feira), por volta das 22h30, meu avó, nossa família recebeu a notícia de sua partida. E, inconsolavelmente, todos nós nos reunimos em sua casa para chorar a sua perda”.

Atributos

“Um homem digno, de fé inabalável, e cheio de virtudes. Foi excepcional em vida, e um guerreiro até a morte.

 

 

Vertente

“Tomo como exemplo o símbolo de sua profissão – a balança: a sua vida foi um perfeito equilíbrio. De um lado, um pai de família exemplar, que sempre amou a sua esposa e os seus filhos intensamente, e cuidou deles com tanto zelo. E do outro, um profissional de direito incomparável, que durante a sua atuação nunca perdeu uma causa.

Combativo

“Quanto à sua morte, em breves palavras cito uma frase que li em um livro do senhor – ´A Mosca Azul´, do frei e escritor Frei Betto: “A morte é um descanso do guerreiro”.

E que o senhor foi um guerreiro, ninguém tem dúvidas disso.

Muito além

“O senhor sempre será um exemplo para mim e para toda a família. E para todos que o conheceram. Esse meu adeus, vovozinho, não é só uma despedida. É também uma mensagem a Deus, que nos permitirá um dia nos reencontrar com o senhor. Nós o amamos e o amaremos eternamente! Fique em paz nos braços de Deus!” – concluiu Júlio César.

Entronização

Foi pelas sugestões e recomendações de leituras feitas por Dr. Siqueira que aprofundei o conhecimento da sabedoria ímpar de São Tomaz de Aquino e de Santo Agostinho, entre outros, como também o ensinamento da pronúncia e da profundidade das frases latinas.

Mantra

Igualmente fui apresentado ao poeta e dramaturgo romano Terêncio e a sua célebre frase ´nada do que é humano me é estranho”.

Porta aberta

Tinha uma espécie de ´trânsito livre´ para a sua sala na Caturité.

Provavelmente devo ter sido quem mais a frequentou além dos funcionários do setor administrativo da emissora.

Mestre

Foram anos de muito aprendizado e absorção de conhecimento e de sua maturidade.

Creio que ele estendia comigo o exercitar do professor (e reitor) que foi e que cedo saiu da sala de aula.

Retrovisor

A sensação que me invade, com as lentes do presente (e das recordações), é de que poderia ter desfrutado ainda mais.

Consulta

Lembro bem quando surgiu o convite para ir trabalhar no Jornal da Paraíba.

Como funcionário da Caturité, fui pedir a sua autorização para avançar nas conversações.

Alavancou

Ele nem deixou eu terminar o relato e foi logo se adiantando com o consentimento e o estímulo.

“O talento profissional não pode ser sequestrado nem aprisionado”, acentuou.

Intuição

Eu e Carlos Siqueira (que ele chamava de ´o galego´) ingressamos no Grupo Paraíba de Comunicação com uma diferença de poucos meses.

E Dr. Siqueira precocemente apostou que cresceríamos rapidamente na imprensa regional.

Aventura

A certa altura da década de 90, inventei de comprar um pequeno sítio na cidade de Puxinanã, próximo aos transmissores da Caturité.

Dito e…

Eu o levei para conhecer o local e a sua avaliação foi, ao mesmo tempo, direta e profética: ´Ari, você terá duas alegrias aqui. A da compra, que está sentindo agora, e a da venda”.

… Feito

Alguns anos depois, estávamos eu e ele na justiça (ele como advogado) resolvendo as complicações da referida área.

Prenúncio

Quando adquiri uma casa, no bairro da Liberdade, há vários anos, o levei para conhecer o local.

No regresso ao prédio rádio, passei pela casa de minha mãe. À saída, Dr. Siqueira disse uma frase marcante: “A senhora pode ter uma certeza: Ari não se afastará nunca da senhora!”

Recomendação

Ao conhecer a minha esposa (Rosa), Dr. Siqueira pronunciou um conselho: “Tenha muita paciência com Ari, ele é um sonhador”.

Origem

Esse ´sonhador´ advém da minha natural compulsão de encarar situações e causas adversas, como também o encantamento pela filosofia.

Para não…

Ao ser indicado para o Conselho Deliberativo do Hospital da FAP, como conselheiro que representa a diocese campinense – cargo que ele ocupou por muitos anos -, logo tratei de comunicá-lo.

… Se esquecer

Após os parabéns, a expressa recomendação para pensar sempre e primeiramente no infortúnio das pessoas humildes compelidas à necessidade do tratamento oncológico.

Alma gêmea

Durante várias décadas e, especialmente, na sua longa e crescente debilidade física devido à situação renal, Dr. Siqueira teve o anteparo constante e ímpar de sua esposa Marleide, uma incansável companheira que não se permitiu delegar o cuidado cotidiano e intenso do esposo, mesmo com as consequências físicas inerentes a essa entrega total.

Bem…

No sepultamento, descobri caprichosamente que a última morada de Dr. Siqueira fica a 10 metros de onde estão depositadas as lembranças de João (meu pai), Luíza (minha única irmã), Odete (uma querida tia) e Madalena (minha mãe adorada e inesquecível).

… Próximos

Todos eles, parceladamente, devolvi à presença de Deus ao longo da última década.

“Na presença do Pai eterno”

Quando o caixão adentrava na sepultura, a mensagem derradeira, com a força das palavras que almejam a eternidade, novamente na voz de Carlos Siqueira: “Meu pai é um exemplo que fica para todos nós. Peço a Deus que o conduza. O senhor cumpriu muito bem a sua missão na terra, ao lado de uma guerreira chamada Maria Marleide Magalhães Siqueira, minha mãe”.

 “Tenho certeza de que aqui só vai o corpo, porque um homem da estirpe de José Cursino de Siqueira jamais morrerá. E ficará presente na mente de todos nós. Que Deus o conduza. Eu sei que ele já está na vida eterna desde às 10 horas da noite de ontem (anteontem). É a única certeza que eu tenho e digo de viva voz pra vocês: meu pai está na presença do Pai eterno! Vai com Deus!”

“C’est la vie (isso é a vida)”, gostava de proclamar o nosso eterno diretor da Rádio Caturité.

“Quem morre ressuscita toda vez que é lembrado”...

Me Aguarde

Palanque

Simple Share Buttons

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube