Jornalista há quase 30 anos, escreve a coluna Aparte desde 1991. Já trabalhou em TV, rádio e foi editor chefe do Jornal da Paraíba e colunista das TVs Cabo Branco e Paraíba. É comentarista político das rádios Campina FM, Caturité AM e editor do portal de notícias Paraibaonline.

segunda-feira, 13/02/2017

O ensino médio no Supremo

Boas novas

Na abertura do ano legislativo, nesta terça-feira, o prefeito campinense Romero Rodrigues (PSDB) deverá detalhar duas importantes iniciativas a serem implementadas ao longo dos próximos meses.

São elas: construção de modernas instalações para o Hospital da Criança (avenida Floriano Peixoto); e a construção de um polo de calçados, vestuário e artesanato (cerca de 750 boxes) às margens da BR 104 (Complexo Aluízio Campos).

Da boca de…

“… Sabíamos de tudo e de todos…” (ex-deputado Eduardo Cunha, PMDB-RJ, sobre Michel Temer).

Garimpo

Por falar em Temer, eis o seu perfil, traçado pela jornalista Dora Kramer: “É habilidoso, bem treinado nas artes e nas manhas, conforme atestam seus anos a fio na presidência do embornal de felinos chamado PMDB (…) Fala sem dizer, atua sem se comprometer”.

Troca

Conforme a mais recente edição da revista Veja, o ´Palácio do Planalto´ (leia-se Governo Temer) vem “mandando recados” ao PP de que “gostaria de outro nome” para o lugar do ministro da Saúde, Ricardo Barros, mas o partido deseja continuar com ele.

Direito autoral

A transmissão de músicas pela internet configura exibição pública das obras.

A decisão é da 2ª Seção do Superior Tribunal de Justiça.

´Carão´ público

O deputado estadual Inácio Falcão (PTdoB) reprovou publicamente, em entrevista à Rádio Caturité, a postura do vereador da legenda em Campina, Jandui Ferreira, que integra o chamado ´bloco independente´ na Câmara.

Invencionice

“Nunca vi uma moeda ter três faces. Só conheço a moeda com cara ou coroa. Ou é um político que representa a situação ou oposição. Independência nunca vi na minha vida em política. O nosso partido é oposição ao prefeito Romero Rodrigues. Cabe ao vereador tomar as suas decisões (…) O partido tem uma linha e regras”, avisou Falcão.

Dilminha

Veio à luz o depoimento que a ex-presidente Dilma Rousseff prestou em dezembro último à Polícia Federal, acerca da Operação Lava Jato: “A declarante acredita que, caso o ex-presidente Lula viesse a assumir a Chefia da Casa Civil, como havia previsto, possivelmente não teria sofrido o impeachment”.

Sem 2ª…

Em correspondência remetida à Coluna, o deputado Manoel Ludgério (PSD), atual chefe de gabinete da PMCG, garante que não existe “objeto oculto” na sua iniciativa de pedir ao prefeito Romero Rodrigues para retornar à Assembleia Legislativa.

… Intenção

“Tenho como missão determinada pelo prefeito manter uma relação de harmonia e de respeito com a classe política, com as instituições de nossa cidade”, frisa Ludgério.

Faz tempo

O deputado relata que antes mesmo do final do ano já havia conversado com Romero acerca de seu retorno à ALPB, “para que ele pudesse ampliar a convocação de suplentes à Câmara”.

Sem desagregar

“Jamais eu ia me permitir a estimular desarmonia na base aliada do prefeito” reforçou Ludgério, que está se submetendo a uma “intensa revisão médica”.

Outro resgate

Hoje resgato trechos do discurso do governador Ricardo Coutinho (PSB), no começo deste mês, na abertura dos trabalhos ordinários na Assembleia Legislativa.

Avançar

“Chegamos ao sétimo ano deste governo. Para alguns, seria a hora do descanso. Não para nós. Após seis anos de intenso, profundo e ininterrupto trabalho, entramos em 2017 sob o produtivo impulso do inconformismo e da determinação em darmos passos ainda mais firmes nessa caminhada que tem transformado a Paraíba.

Futuro

“Alguns poderiam perguntar: mas por que tanto ânimo, tanta determinação? Afinal os governos sempre começam e terminam (quer dizer: ultimamente nem todos os governos conseguem terminar, não é mesmo). Para nós a resposta pra essa pergunta é simples: estamos animados e determinados, porque nosso compromisso sempre foi e continua sendo com o futuro!

Efeito externo

“Impossível, naturalmente, não sofrer os efeitos desse cenário que se configura como um dos piores períodos de instabilidade política e econômica da história republicana deste país. A Paraíba, como se sabe e como se diz, não é uma ilha. Mas, para satisfação de muitos, tem sido uma fortaleza.

Estabilidade

“Nunca a palavra estabilidade foi tão desejada. E ela não tem como ser gerada num ventre onde a unidade é estéril.

Reflexos

“O recente agravamento da crise institucional que, há dois anos, vem tensionando, dividindo e paralisando o país, provocou e continua provocando sérios danos à governabilidade da União, de estados e municípios, ameaça a credibilidade das instituições republicanas, angustia a Nação e põe sob risco social imediato milhões de brasileiros.

Aprofundamento

“No âmbito institucional, as anomalias e incertezas administrativas, a insegurança jurídica e, mais recentemente, o conflito entre poderes aprofundam a instabilidade política e social, com consequências dramáticas para toda a sociedade.

Descrença

“Os efeitos na vida social são igualmente perversos. A sociedade se antagoniza, estimulada pela disseminação irresponsável de ódios e intolerâncias de todo tipo, ao mesmo tempo em que é submetida sistematicamente ao descrédito na democracia como valor universal.

Respeito à lei

“O Estado Democrático de Direito, preservado em sua mais absoluta integridade, é o único instituto aceitável e capaz para conduzir de forma estritamente republicana o enfrentamento aos crimes de corrupção. Será exclusivamente sob o rigoroso respeito ao império das leis para todos, sem quaisquer distinções, que seremos capazes de enfrentar firmemente o problema da corrupção.

Fecho 

“Já somos uma Paraíba do Futuro. E essa não cabe mais em estreitos pensamentos. É do tamanho dos nossos sonhos. Tem a medida exata do nosso trabalho!”

Reforma pendente

Mesmo estando em vias de ser sancionada pelo presidente Temer, a reforma no ensino médio ainda é objeto de batalha no âmbito do Judiciário.

O ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal, pediu pauta para que o colegiado delibere sobre ações propostas que contestam a reforma, originárias do PSOL e da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação.

Cadê as delações dos executivos da Odebrecht?...
Simple Share Buttons