Fechar

logo
logo

Fechar

Arimatéa Souza

sábado, 17/07/2021

O desestímulo dos mestres

Como é?

Em entrevista dada ontem, a deputada federal Renata Abreu (SP), presidente nacional do Podemos, afirmou que “todos” os antigos dirigentes do partido na Paraíba “estavam cientes das mudanças”.

“A ideia era não gerar nenhum trauma ao grupo político do Estado”, assinalou.

Cara a cara

Renata relatou que na recente visita à Paraíba conversou com Ana Cláudia Vital do Rêgo e com o ex-vereador campinense Galego do Leite (vice-presidente e presidente, respectivamente, à época) sobre essas mudanças, decorrentes da não filiação ao partido do senador Veneziano Vital do Rêgo, que teria, anteriormente, sinalizado o ingresso no Podemos.

Iniciativa

“Foi um ato meu vir ao Estado para entender o cenário de como estaria o partido com essa migração de Veneziano para o MDB. Eu até pedi para que o governador (João Azevedo) nos ajudasse a estruturar uma chapa local para elegermos um deputado federal”, acentuou a deputada.

No limite

Renata Abreu disse que não conseguiu, sequer, a garantia da permanência de Ana Cláudia no partido.

Garimpo

Trecho de recente editorial do jornal O Estado de São Paulo: “É evidente que o Brasil não seria o único país do mundo a ser poupado dos efeitos devastadores de uma pandemia como a que ora aflige todos, mas tampouco mais de meio milhão de mortos representam o que seria o ´curso natural´ da peste entre nós. Houve esforços para que se chegasse a este funesto resultado”.

´Incubação´

O prefeito Bruno Cunha Lima (PSD-CG) disse que a previsão é de que, nos próximos 60 dias, a oposição faça o anúncio da composição de chapa para as eleições de 2022.

Reação

A Confederação Nacional dos Municípios (CNM) reagiu duramente ao relatório da reforma do Imposto de Renda (IR) apresentado pelo deputado federal Celso Sabino (PSDB-PA).

“É um escândalo” – exclamou uma Nota na entidade.

Na contramão

À ótica da CNM, a proposta “desonera a renda das empresas e pessoas mais ricas do país, em um momento em que o mundo tenta avançar em sentido contrário”.

E, por outro lado, a proposta “produz um rombo de, pelo menos, R$ 30 bilhões nas contas públicas”.

Sangria

Nos cálculos da CNM, R$ 13,1 bilhões seriam subtraídos (anualmente) dos cofres municipais, “enfraquecendo os serviços públicos prestados à população mais vulnerável”.

Outra via

“Se o Congresso Nacional deseja reduzir a carga tributária do país, que o faça preferencialmente reduzindo a contribuição social sobre o lucro líquido (CSLL) das empresas e os tributos sobre o consumo, que são muito altos no Brasil. Mas não promova uma deterioração na receita do IR, tão importante para reduzir as desigualdades de renda na sociedade e na federação, por meio dos Fundos de Participação de Estados e Municípios, assinala o documento da CNM.

O detalhe

Na projeção da Confederação dos Municípios, a proposta em discussão no Congresso reduziria anual as receitas das 223 prefeituras paraibanas em R$ 411 milhões 146 mil.

´Tô fora´

A senadora Nilda Gondim (MDB-PB) disse ontem, em entrevista, que “não tenho nenhuma intenção de ser candidata” nas eleições do próximo ano.

Aposentadoria

“Eu sou política, praticamente vivi na política a vida toda. Entrei com 15 anos de idade, hoje estou com 75. Sou agradecida a Deus pela força, coragem, determinação e saúde para fazer o que estou fazendo, mas agora quero viver uma vida no campo, curtir com a família”, discorreu a senadora.

Pra lá de…

A grande sensação atual no mercado publicitário brasileiro é a disputa pela conta da Caixa Econômica Federal: R$ 374 milhões, a serem gerenciados por três agências.

… Disputada

Existem 10 concorrentes: Agência Um, Artplan, Binder, Calia, Cálix, Fields, Lua, Propeg, Nacional e Nova/SB.

Da boca de…

“… Nós não conversamos com ninguém sobre nada…” (Renato Feliciano, presidente do PDT na Paraíba, sobre alianças para 2022).

Inspiração…

A coluna APARTE tem perguntado aos seus leitores ´que música´ gostaria de ter composto.

A indicação de hoje é do juiz de direito Horácio Ferreira de Melo Júnior, da Comarca de Campina Grande.

… Desejada

“Não adianta nem tentar me esquecer/ Durante muito tempo em sua vida/ Eu vou viver/ Detalhes tão pequenos de nós dois/ São coisas muito grandes pra esquecer/ E a toda hora vão estar presentes/ Você vai ver..” (Detalhes, a antológica canção da dupla Roberto/Erasmo Carlos.

Serviço:

Veja aqui a interpretação.

Minoria

Menos de 20% dos professores brasileiros estão satisfeitos com os salários que ganham. O índice é menor do que as médias da América Latina e dos quase 40 membros da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE).

Aferição

O perfil profissional da categoria consta no último relatório divulgado este mês pela OCDE em parceria com a ONG (organização não-governamental) Todos Pela Educação.

Lá fora

De acordo com o relatório “A educação no Brasil: uma perspectiva internacional”, a média de professores satisfeitos com os salários em países da OCDE chega a quase 40% – praticamente o dobro do índice brasileiro.

Fonte

A insatisfação é resultado de outro apontamento do documento: o piso salarial dos professores, que está entre os mais baixos quando comparado com os parceiros da OCDE e outros países latino-americanos.

Remodelação

“As carreiras são muito mal desenhadas. Pagam salário inicial muito baixo, o professor demora muito tempo para conseguir valorização e tem toda questão da aposentadoria a ser resolvida. Em resumo, precisamos de um novo desenho das carreiras do professor, que busque valorização”, avaliou Gabriel Corrêa, líder de políticas educacionais da ´Todos Pela Educação´, em entrevista ao canal CNN Brasil, que repercutiu o estudo.

Nos bastidores, parece que a eleição será ´amanhã´...

Arquivo da Coluna

Arquivo 2019 Arquivo 2018 Arquivo 2017

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube