Fechar

Fechar

Arimatéa Souza

quinta-feira, 29/12/2016

O desafio da unidade

´Papai Noel´ existe

Os prefeitos não podem se queixar do ´show da virada´. Amanhã, o governo federal creditará nas contas das prefeituras R$ 4 bilhões 449 milhões referentes ao programa de repatriação – aquela ação do governo federal para ´esquentar´ dinheiro que foi remetido para o exterior ilegalmente, e trazê-lo de volta, mediante o pagamento do Imposto de Renda e multa, com a garantia de que o dono não irá para a cadeia por sonegação.

Outro crédito

Também amanhã, o governo federal mandará adicionalmente às prefeituras R$ 1 bilhão e 53 milhões, relativos ao saldo a pagar do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb).
Passando a régua: R$ 5,502 bilhões.

´Pole´

De acordo com o jornal O Globo, o deputado Rômulo Gouveia (PSD) liderou este ano, na Câmara Federal, a apresentação de projetos de leis: 120 propostas.

A maioria das proposições foi nas áreas de Saúde, Segurança e Transportes.

Indenização

Alguns dos projetos foram destacados (e questionados) pelo jornal: um que propõe que um marido ou uma mulher que tenha sido infiel deve indenizar o outro por danos morais.

Ressarcimento

Em outro, Rômulo propõe que os presos ressarçam o Estado pelas despesas na cadeia.

Fechando…

O senador Cássio (PSDB) reuniu ontem diversos profissionais de imprensa de Campina Grande para uma confraternização de final de ano.

Foi no restaurante ´O Bananal´ (Lagoa Seca).

… As cortinas

Foram mais de 40 minutos de entrevista. A seguir, um resumo da conversa esticada.

O que vem por aí

“Investimento (do governo federal) de R$ 307 milhões, que vai resolver um problema grave. Será a 1ª etapa da duplicação da BR 230 até o Sertão (trecho Campina/Praça do Meio do Mundo).

Capital

“Em João Pessoa, teremos um investimento importante do governo federal, que será a triplicação (da BR 230) do trecho de Oitizeiro (saída para o Recife/PE) até Cabedelo, um investimento de R$ 255 milhões.

Nova cota

“Mudança no regime de cotas nas universidades federais e escolas técnicas federais (IFs). Consegui incluir as pessoas com deficiência (…) É uma ação extraordinária de inclusão social.

Balanço

“2016 se encerra como um dos anos mais difíceis da história do Brasil, pela dimensão e profundidade da crise. 2017 começará também com dificuldades.

Falta d´água

“O governo do Estado tem se mostrado muito omisso e insensível à gravidade do problema. Nem mesmo o que seria básico, uma campanha de esclarecimento à população, com a antecedência necessária, foi realizada (…) Campina exige do governo atenção e solução para os problemas.

 

Governo Temer

“É fruto de uma crise que ele herdou. A situação do País não foi criada agora (…) Ele tem tomado algumas providências para a médio prazo reverter a situação. Mas, infelizmente, as respostas não saem de forma tão imediata (…) É enfrentar essas adversidades e buscar saída para essa grande crise.

PEC

(emenda constitucional que limita o crescimento das despesas públicas) “Eu vejo como algo importante, porque existe um desequilíbrio profundo nas contas públicas. E quando existe uma situação de desequilíbrio, seja nas contas publicas ou na vida pessoal, você tem dois caminhos: reduzir as despesas ou tentar ganhar mais dinheiro, trabalhando mais. No caso do governo, o caminho seria aumentar impostos. Só que ninguém aceita mais aumento de impostos.

Poda

“O outro caminho (o escolhido) é conter os gastos públicos, preservando naturalmente os serviços essenciais de educação e saúde, e cortando onde pode ser cortado. O Congresso (Nacional) terá a responsabilidade de cortar onde pode ser cortado – e tem muita gordura e gasto necessário para serem cortados.

Indicações?

(para o novo secretariado da PMCG) “Sobre esse assunto nós não tratamos, até porque já no primeiro mandato o prefeito (Romero Rodrigues), como é natural, teve – como terá sempre – autonomia plena para compor a sua equipe e montar o seu quadro de auxiliares. É algo que está dentro de sua alçada e ele tomará as decisões com o mesmo tirocínio e espírito público que vem tomando até agora.

13º salário…

(… para vereadores) “Não é o momento mais adequado para isso. A cidade (Campina) tem uma crise, o País tem uma crise. E não seria bem recebida, como não foi, uma medida como essa. Mas está dentro da autonomia dos vereadores.

Nunca antes

“Eu fui prefeito durante três mandatos e nunca recebi 13º salário. A cidade tem essa característica: nunca foi pago aos ex-prefeitos e aos ex-vereadores o 13º salário. Não é o momento oportuno.

Reforma…

“Algo que precisa ser profundamente debatido com a sociedade. Não adianta querer impor, como se diz popularmente, de goela abaixo, uma medida que tem alcance na vida de todos.

… Previdenciária

“É preciso clareza na argumentação e transparência nos números, para mostrar à sociedade, que é a grande responsável e a dona verdadeira do sistema previdenciário, que se não for feito algo, daqui a 15, 20 anos, não se pagará aos aposentados.

Sem açodamento

“A sociedade tem que ter consciência disso e debater as medidas que estão sendo propostas. Acredito que o Congresso (Nacional) vai rever algumas das sugestões que foram enviadas pelo governo”.

2018, o que dizer?

Ainda Cássio: “A crise que o Brasil vive e a Paraíba enfrenta é tão grande, que não devemos antecipar qualquer tipo de iniciativa do calendário eleitoral. Vamos deixar 2018 para 2018.

 Na Paraíba, especificamente, a minha opinião é que devemos preservar e, se possível, ampliar a ´frente das oposições´, que alcançou uma vitória consagradora nas eleições municipais. Das 10 maiores cidades, nós vencemos em oito. Das 30 maiores, nós vencemos em 19 cidades. A oposição vai governar, a partir de janeiro, 72% da população do Estado”.

Se Geraldo Alckmin se filiasse ao PSB, Ricardo Coutinho continuaria na legenda?...

Me Aguarde

Palanque

Simple Share Buttons

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube