Fechar

logo

Fechar

Arimatéa Souza

quinta-feira, 05/03/2020

O armistício das pesquisas

Edil esconjura avanço no SUS

Na expressão do vereador (evangélico) Alexandre do Sindicato (partido incerto para as eleições deste ano), o Sistema de Regulação de Consultas (Sisreg), implantado no Sistema Único de Saúde (SUS), “é o Satanás, o cão. Quem inventou o sistema deve ter vindo orientado por Satanás. O Ministério criou essa desgraça”.

– Antigamente, não é segredo para ninguém, com a amizade que o vereador tinha, ligava para um diretor de hospital ou com o próprio médico e a gente (conseguia resolver) – discorreu o edil.

Situando

O Sisreg é um sistema online que tem por finalidade gerenciar todo o sistema regulatório, da rede básica à internação hospitalar.

Metas

O objetivo, conforme o Ministério da Saúde, é a humanização dos serviços, maior controle do fluxo e otimização na utilização dos recursos públicos.

Fluxo

Outra prioridade do Sisreg é assegurar o respeito às filas de espera, com base na ordem cronológica.

Amor estrelar

Conforme o jornal Folha de São Paulo, a presidente nacional do PT, deputada federal Gleisi Hoffmann (PR), e o ex-senador paraibano Lindbergh Farias (PT-RJ) estão namorando.

Declaração de voto

“Foi o senador que eu votei”.

Expressão do deputado federal Julian Lemos (PSL-PB) ao se encontrar com o senador Veneziano Vital (PSB).

´Trator´

Sob o protesto da bancada de oposição, deputados do bloco governista vão comandar a comissão especial da Assembleia Legislativa que vai analisar a reforma da previdência estadual.

Membros

Taciano Diniz (Avante) será o presidente; Branco Mendes (Podemos) o vice; e Ricardo Barbosa (PSB) será o relator.

Insatisfação

“Isso acabou criando um ambiente de desconfiança, o que é muito ruim”, lamentou o deputado Raniery Paulino (MDB).

Protocolo

Os advogados do ex-governador Ricardo Coutinho (PSB) recorreram ao Superior Tribunal de Justiça contra a determinação do desembargador Ricardo Vital de Almeida de determinar a colocação de tornozeleira eletrônica no socialista.

Leque

Com evidente ´falta de ambiente´ no MDB, o vereador campinense Olímpio Oliveira afunila o processo de escolha da legenda por onde disputará a reeleição.

Objetivamente, oscila entre três opções.

´Vem pra cá´

Na sessão de anteontem do Legislativo campinense, o vereador João Dantas (presidente do PSD-CG) convidou Olímpio para o seu partido.

Expurgado

“É um nome de bem que vem sendo excluído das escolhas. Não recebeu solidariedade nem de José Maranhão nem de Veneziano”, registrou Dantas.

O ´príncipe´

“Nunca peguei um telefone para reclamar de um jornalista, de seu chefe ou do dono da empresa onde ele trabalhava”.

Fernando Henrique Cardoso, em entrevista ao canal Globonews.

Conterrâneo

O procurador da Fazenda Nacional – e atual secretário nacional de Proteção Global do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos -, o paraibano Sérgio Augusto de Queiroz, aceitou o convite do ministro da Cidadania, Onyx Lorenzoni, para assumir o comando da Secretaria Especial do Desenvolvimento Social, “pasta que coordena todas as seis secretarias nacionais do extinto Ministério do Desenvolvimento Social”.

Correção

As reminiscências campinenses estão vivas, ao ponto de ter trocado o nome (edição de anteontem) da camisaria que entrou em processo de recuperação judicial.

O nome correto é Colombo – e não União (antiga similar campinense) – como publicado. Nossas desculpas.

Anestésico

O prefeito Romero Rodrigues (PSD) reagiu ´olimpicamente´ ao ´recado´ público do deputado Manoel Ludgério (PSD), segundo o qual não aceitará que o nome do candidato a prefeito do grupo seja escolhido “entre quatro paredes”.

Próxima etapa

“Não vamos excluir ninguém, vamos conversar com todos eles. Estabelecer uma agenda este mês e focar nisso”, acentuou Romero.

´Meu…

Romero também relativizou o desabafo da vereadora-presidente Ivonete Ludgério (PSD), que declarou que o seu esposo (Manoel) não seria escolhido nunca como candidato, por não integrar uma família importante e de tradição.

…. Exemplo´

“Sinceramente, se sobrenome fosse uma prevalência tão grande, eu não teria sido candidato a prefeito de Campina. Se fosse pela questão de sobrenome, eu teria sido excluído. Eu fui incluído com o sobrenome que tenho e tenho muito orgulho. Graças a Deus a cidade me deu a confiança de ser prefeito”, verbalizou RR.

Passaporte

O badalado afago que o presidente Jair Bolsonaro fez para o ex-senador Cássio Cunha Lima, quando da inauguração do Complexo Aluízio Campos, ´deu cria´.

Caneta

Evaldo Cruz Neto, neto do ex-prefeito campinense Evaldo Cruz e casado com Marcela, filha de Cássio, foi nomeado para a Superintendência de Desenvolvimento do Nordeste (Sudene), cargo ocupado pelo ´tucano´ na gestão do ex-presidente Itamar Franco.

Primeiras palavras

”Sinto-me motivado e honrado com a indicação. E, com elevado senso de responsabilidade e dedicação, pretendo contribuir para que o Nordeste, norte de Minas Gerais e Espírito Santo atinjam níveis consistentes de crescimento econômico, repercutindo diretamente na geração de riqueza, criação de emprego e distribuição de renda”, declarou Evaldo acerca de sua nomeação.

Encaroçado

Está evidente que o processo de escolha do candidato a prefeito na base governista em Campina está ´baldeado´, como pode ser demonstrado pelas inesperadas (e duras) declarações de Manoel Ludgério.

Desgastante

Na verdade, esse agrupamento historicamente padece desse misto de indefinição, hesitação e centralismo nessas escolhas.

A força dos números

Nas últimas conversas mantidas pela cúpula (Cássio e Romero) – a rodada mais recente ocorreu esta semana em Brasília -, foi avaliado que a melhor alternativa, a essa altura, é a contratação de duas rodadas de pesquisas – com um hiato de tempo entre elas – para que esses números balizem os entendimentos finais com os prefeitáveis.

Bruno Cunha Lima decidiu acelerar...
Share this page to Telegram

Arquivo da Coluna

Arquivo 2019 Arquivo 2018 Arquivo 2017

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube