Fechar

logo

Fechar

Arimatéa Souza

terça-feira, 01/10/2019

Mudanças no MPF

Balas trocadas

Foi pesada a troca de farpas, ontem, entre o atual presidente da Assembleia Legislativa, deputado Adriano Galdino (PSB), e o seu antecessor, deputado Gervásio Maia (PSB), em mais uma indicação de que a crise na legenda socialista só tem se agravado com o passar dos dias.

´Fuxiqueiro´

Adriano declarou que “quem mais fez e quem mais colocou coisas na cabeça e no ouvido de Ricardo (Coutinho) foi o deputado Gervásio Maia. Ele foi o que mais fez fuxico, porque queria espaços no governo”.

Compensação

“O deputado perdeu espaços na Assembleia e queria ser compensado na gestão de João (Azevedo). Mas o governador não aceitou e ele (Gervásio) ficou jogando coisas no ouvido de Ricardo”, acrescentou Galdino.

Ingrato

Em nota divulgada posteriormente, Gervásio afirma que “não posso ser responsável por nenhuma crise de quem quer que seja, pois isso não faz parte da minha história. A ingratidão é algo tão terrível que parece corroer a alma de quem a exerce”.

Sem abandono

Adiante, no texto, Maia enfatiza que “na minha vida, os que me conhecem sabem do meu perfil e caráter. Jamais se encontrará na minha trajetória de vida a desonestidade ou covardia. Jamais fui contra minhas crenças, minhas convicções, nem abandonei meus amigos, principalmente, em horas difíceis”.

Estrilou

Ainda no âmbito do PSB, a vereadora pessoense Sandra Marrocos bateu pesado no governador, diante da exoneração de sua irmã, Silene Marrocos, da coordenação da recepção do Hospital de Emergência e Trauma de João Pessoa.

Perseguição

“Essa atitude só demonstra a pequenez de quem usa da perseguição e da intimidação, usando o cargo que hoje ocupa, fruto da luta coletiva, para perseguir e ser ingrato”, bradou a edil.

De papel passado

De sua parte, João Azevedo formalizou junto à direção nacional do PSB a não aceitação do convite para integrar (como vice-presidente) a comissão estadual provisória do partido.

Da boca de…

“… Não vejo como não ter diálogo com o governo que nós elegemos…” (deputada Estela Bezerra, nova presidente do PSB em João Pessoa, sobre a relação com o Governo João Azevedo).

Prefeitável

O ex-deputado e atual chefe de gabinete da prefeitura campinense, Bruno Cunha Lima, é o entrevistado de hoje no programa Ideia Livre da TV Itararé (canal 18.1). Começa às 22h.

Ele aborda, entre outros assuntos, a sua pré-candidatura a prefeito e a Operação Famintos.

Limites…

Lei recentemente sancionada pelo presidente Bolsonaro limita o julgamento de causas previdenciárias na justiça estadual somente aos casos em que o domicílio do segurado seja em cidade localizada a mais de 70 quilômetros de município sede de vara federal.

… Fixados

Atualmente, não há limite de quilometragem para uma causa ser julgada pela justiça estadual se não houver sede federal na cidade do interessado.

Da boca de…

“… O Brasil cobra muito mais imposto quando o brasileiro compra um quilo de arroz ou feijão do que quando ele compra uma mansão ou tem renda de milionário. O desafio de uma reforma tributária justa é inverter essa lógica, diminuindo a carga tributária sobre os mais pobres…” (deputado federal Marcelo Ramos – PL-AM).

A quem compete?

O prefeito Luciano Cartaxo lançou, ontem, um pouco de ´luz´ na sua sucessão, durante entrevista: “O nome do PV é do PV. Nós vamos apresentar um nome que vai representar, exatamente, esse modelo de gestão e esse legado que estamos deixando para João Pessoa. Nós temos nomes qualificados na nossa gestão que podem fazer ainda mais pela cidade”.

Endosso…

O sindicalista Napoleão Maracajá elogiou, ontem, o nome do médico Geraldo Medeiros, secretário de Saúde do Estado, como alternativa da oposição para a sucessão campinense.

… Prévio

“É uma boa alternativa, eu não tenho dúvidas disso. É um homem de bem e transita bem em todas as correntes políticas. É um nome que eu gosto muito”, acentuou Napoleão em entrevista à Rádio Caturité.

Finitude

O concorrido mercado das ´maquininhas´ de cartões de crédito começa a se preparar para uma nova realidade: esses equipamentos em alguns anos se tornarão desnecessários, porque as quitações ocorrerão através do aparelho de telefone celular e com o uso do código de imagem – chamado de QR code.

Da boca de…

“… É uma crise interna do partido, eu não pertenço ao PSB. Eu torço para que eles (João Azevedo e Ricardo Coutinho) se entendam…” (deputado estadual João Gonçalves, secretário de Articulação Política do Estado).

Ágil

Começou a funcionar rapidamente a ´caneta´ do novo procurador geral da República, Augusto Aras, empossado no cargo na semana passada.

Dança de cadeiras

Ele promoveu mudanças nos comandos do Ministério Público Federal na maioria dos Estados e também nas procuradorias regionais eleitorais.

No caso da Paraíba, na titularidade do MPF, Sergio Rodrigo Pimentel de Castro Pinto foi substituído por José Godoy Bezerra de Sousa.

Rodolfo Alves Silva deixa o comando da Procuradoria Eleitoral, que passa a ser exercida por Marcos Alexandre Bezerra Wanderley de Queiroga.

Veneziano ainda quer indicar o presidente do PSB em Campina?...
Share this page to Telegram

Arquivo da Coluna

Arquivo 2019 Arquivo 2018 Arquivo 2017

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube