Fechar

logo

Fechar

Arimatéa Souza

sexta-feira, 12/06/2020

Moro mira 2022

´Saga´

Um estudo divulgado pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) mostra que 7 milhões e 800 mil brasileiros vivem em locais que exigem viagens de, pelo menos, quatro horas, até uma cidade que tenha hospitais com UTI, respiradores e equipes especializadas em doenças respiratórias.

Pastor

O papa Francisco voltou a manter contatos com bispos brasileiros, ontem, para se inteirar da situação da pandemia no país.

Ele deixou uma mensagem: “Coragem e esperança. Somos pessoas de fé!”.

Após a fogueira

Jackson Macedo, presidente do PT na Paraíba, situou que a decisão do partido em Campina Grande só deverá ser consumada no começo de julho.

Caminhos

“Até lá o diretório vai se reunir e discutir o encaminhamento que vai fazer na cidade. Existem duas teses: aliança com o PCdoB, apoiando a candidatura do deputado estadual Inácio Falcão; ou colocar uma candidatura própria, com o professor Márcio Canielo, ex-presidente do partido”, situou Macedo.

Garimpo

“O Brasil está pagando um preço alto pelas palhaçadas de seu presidente”.

Publicação do famoso jornal inglês (especializado em economia) Financial Times.

Elevação

O índice de inadimplência nas faculdades privadas do país chegou em abril a 26,3% – a média habitual era 16%.

O detalhe

No mesmo mês, também subiu o percentual de trancamento de matrícula: 32,5%.

Laranjal

De acordo com o jornal O Globo, as investigações da segunda fase da Operação Favorita, deflagrada pela Polícia Federal há alguns dias, mostram que o empresário Mário Peixoto utilizou mais de 100 ´laranjas´ em possíveis fraudes em licitações no sistema público de Saúde do Rio de Janeiro.

Convite

O deputado Raniery Paulino (MDB) apresentou um requerimento na Assembleia Legislativa no sentido de que o governador João Azevedo (Cidadania) participe de uma sessão para discutir o planejamento para o período posterior ao isolamento social.

Demanda

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) informou ao Ministério da Economia que este ano já foram comercializados cerca de 35 milhões de medicamentos à base de cloroquina, devido ao propagado uso para combater o coronavírus.

O detalhe

Originariamente, essa droga se destina ao tratamento de doenças crônicas, como lúpus e artrite reumatoide, além de malária.

Profusão

A medida provisória (950) que amplia descontos nas contas de energia elétrica de consumidores de baixa renda, durante o período de pandemia, já recebeu cerca de 200 emendas em sua tramitação no Congresso Nacional.

Xadrez

Lenta e sutilmente, o ex-juiz e ex-ministro Sérgio Moro vai encarnando, no viés conservador, o contraponto ao presidente Jair Bolsonaro, presumivelmente na perspectiva eleitoral do ainda distante processo de 2022.

Resgate

Recentemente, Moro publicou no jornal O Globo um artigo que se encaixa como uma luva nesse protagonismo acima referido.

Leia alguns trechos.

Onipresente

“O imperador romano, na tradição política e jurídica da época, era o senhor do mundo e estava acima da lei, mais do que isso, era a própria lei.

Separação

“Dentro do modelo do estado de direito o governo é de leis, não do arbítrio do governante ou de interesses especiais. Dessa forma, é essencial separar o Estado da pessoa do governante.

Neutralidade

“As instituições de Estado, ainda que sujeitas a algumas orientações políticas, estão vinculadas à aplicação neutra e apartidária da lei.

Garantia

“É fundamental, assim, para o modelo do estado de direito, garantir a independência das Cortes de Justiça e do Ministério Público.

Autonomia

“Também é preciso garantir a autonomia funcional até mesmo de órgãos vinculados ao Poder Executivo. Os órgãos policiais, por exemplo, encarregados de apurar crimes, por vezes, dos próprios governantes, não podem ficar sujeitos ao arbítrio do mandatário de ocasião.

Coletivo

“Os órgãos do Estado, afinal, têm sua atuação regrada pela lei e por finalidade atender o bem-estar comum e não cumprir os caprichos e arbítrios do governante do momento.

Políticos populistas tendem a ignorar tal distinção.

“Escancarado”

“Não é o caso de falar em totalitarismo ou mesmo em ditadura, no presente momento, mas o populismo, com lampejos autoritários, está escancarado. Judiciário e Legislativo são inconvenientes quando não se dobram à vontade do Executivo.

Submissão

“Órgãos vinculados ao Executivo devem cumprir acriticamente a pauta do Planalto e estão sujeitos a interferências arbitrárias.

Convergência

“O quadro é muito ruim. Mas quero deixar claro: o populismo é negativo por si mesmo, seja de direita, seja de esquerda. Manipular a opinião pública, estimulando ódio e divisão entre a população é péssimo. Temos mais coisas em comum do que divergências. Democracia é tolerância e entendimento.

Diferenciação

“Há espaço para todos. Não há problema na presença de militares no governo, considerando seus princípios e preparo técnico. Não há espaço, porém, para ameaçar o país invocando falso apoio das Forças Armadas para aventuras”.

Não recomendável

“Crises diárias, ameaças autoritárias, instabilidade, ódio, divisões, nada disso é positivo (…) Insistir no populismo, que até agora nada ajudou contra a pandemia ou para recuperar a economia, não parece ser o melhor caminho.

Discernimento

“É melhor, como outros já disseram, “colocar a bola no chão”, agir com prudência, observar a lei, respeitar as instituições, buscar o consenso necessário para combater a pandemia, assim protegendo as pessoas, bem como para recuperar empregos e a economia.

Viável

“Não é difícil unir as pessoas em um momento de crise e em prol de um objetivo comum, especificamente salvar vidas e empregos e fazer do Brasil um grande país.

Agir

“Para tanto, é necessário fazer a coisa certa, sempre, sem tentações populistas ou autoritarismo. Há tempo para o governo se recuperar e é o que todos desejam. Mas precisa começar, já que a crise é grave e não permite perder mais tempo do que já foi perdido”.

É preciso recitar

“Volta bem
quem viajou leve:
cabelos à brisa do mar
e as mãos na cintura,
com braços por enlaçar
algum torso feito tronco,
um barco a navegar,
um berço de ninar,
um bote pra salvar”.

(José Américo de Almeida, escritor paraibano)

Fato: o isolamento está indo para o espaço...
Share this page to Telegram

Arquivo da Coluna

Arquivo 2019 Arquivo 2018 Arquivo 2017

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube