Fechar

logo

Fechar

Arimatéa Souza

segunda-feira, 02/12/2019

´Mendicância´ do MDB

Fora do páreo

O senador Veneziano Vital do Rego (PSB) concedeu, dias atrás, uma entrevista à TV Arapuan, de João Pessoa, na qual explicitou que “eu me dou muito bem com a senadora Daniella Ribeiro (PP)”.

Igualmente, disse que “eu provavelmente nas as disputarei”, acerca das eleições do ano que vem.

À espera…

Ainda o `V´, sobre a crise no seu partido: “Eu estou à vontade no PSB, mas obvio que tenho que esperar (a posição do governador João Azevedo)”.

… De João

O senador admitiu que “existe a possibilidade de acompanhá-lo (governador) na saída da legenda socialista.

“Tudo é possível”, emendou.

Perseguição

Na última semana, o presidente Jair Bolsonaro determinou a exclusão dos processos licitatórios da administração federal da empresa que edita o jornal Folha de São Paulo, alvo de suas críticas e ataques há muitos meses.

Síntese

Neste final de semana, o jornal publicou um duro, contundente e marcante editorial, que pela relevância histórica e em função da atual realidade política que o País atravessa, merece ser destacado, pelo menos topicamente. É o que segue.

Não assimila

“Jair Bolsonaro não entende nem nunca entenderá os limites que a República impõe ao exercício da Presidência. Trata-se de uma personalidade que combina leviandade e autoritarismo.

Bem diferente

“O Palácio do Planalto não é uma extensão da casa na Barra da Tijuca que o presidente mantém no Rio de Janeiro. Nem os seus vizinhos na praça dos Três Poderes são os daquele condomínio.

Tem limites

“A sua caneta não pode tudo. Ela não impede que seus filhos sejam investigados por deslavada confusão entre o que é público e o que é privado. Não transforma o filho, arauto da ditadura, em embaixador nos Estados Unidos.

Não é mágica

“Sua caneta não tem o dom de transmitir aos cidadãos os caprichos da sua vontade e de seus desejos primitivos. O império dos sentidos não preside a vida republicana.

Novo desafio

“Prestes a completar cem anos, este jornal tem de lidar, mais uma vez, com um presidente fantasiado de imperador. Encara a tarefa com um misto de lamento e otimismo.

Mesquinhez

“Lamento pelo amesquinhamento dos valores da República que esse ocupante circunstancial da Presidência patrocina. Otimismo pela convicção de que o futuro do Brasil é maior do que a figura que neste momento o governa”.

Na ponta do lápis

Em nível das refinarias da Petrobras, a gasolina já subiu este ano 28%.

E o óleo diesel, 19% no mesmo período.

O detalhe

Mesmo com o aumento de 4% anunciado na semana passada, na Petrobras o litro da gasolina custa R$ 1,93.

Rumo aos…

Mais de 900 ações penais de tribunais superiores prescreveram num intervalo de dois anos.

O levantamento é do gabinete do ministro do Supremo Tribunal Federal Luís Roberto Barroso.

… Arquivos

830 processos que tramitaram no Superior Tribunal de Justiça (STJ) foram arquivados por prescrição em dois anos.

No Supremo, foram 116 casos.

Conterrâneo

Entre os políticos que tiveram casos prescritos estão o ex-presidente José Sarney (MDB) e o deputado Aguinaldo Ribeiro (PP-PB).

Da boca de…

“… Os governos de esquerda não foram capazes de taxar os lucros e dividendos dos banqueiros. Por outro lado, o atual governo já taxou os trabalhadores desempregados. Isso não é normal, isso é fruto das nossas falhas…” (Carlos Siqueira, presidente nacional do PSB).

Disparou

Em São Paulo, nos últimos dias, o preço da carne verde subiu, em média, 35%.

Exemplo: quilo da alcatra a R$ 50,00.

2ª feira…

“Já dizia (o escritor mineiro) Otto Lara Resende que depois de certa idade, nossas amizades tornam-se alameda de cruzes. E a minha tem avançado célere e dolorosamente, afogando-me em pranto e saudades”.

…filosófica

Geovaldo Carvalho, jornalista e acadêmico, em artigo publicado no PARAIBAONLINE sobre o adeus ao jornalista William Monteiro.

Serviço

Leio o texto na íntegra aqui.

Régua

Os sites de comércio eletrônico brasileiros faturaram na 6ª feira de Black Friday R$ 3 bilhões e 200 milhões.

A dúvida

Nessas horas, emana uma interrogação inevitável: este País está em crise mesmo?

Explode…

Apesar de sua polidez habitual, o vereador campinense Olímpio Oliveira (MDB) começa a exteriorizar, gradualmente, o seu desapontamento com a direção estadual do partido.

… Coração

“O mandato que nós exercemos merece respeito. Nós temos uma conduta partidária irretocável. Eu acho estranho não estar participando dessas decisões e conversações. É muito estranho”, declarou o edil em entrevista ao PARAIBAONLINE.

Nem prestígio nem reconhecimento

Para o vereador, em recado indireto ao senador José Maranhão, presidente estadual do partido, “o MDB deve ter candidatura própria. Nós temos nomes importantes no partido e não precisamos sair por aí mendigando atenção. De jeito nenhum!”

– Precisamos ter respaldo. Ao que me parece, ele (Maranhão) não está prestigiando muito os nomes ´prata da casa´ do partido, que estão há muito tempo no MDB, em que pese as dificuldades, e ninguém pulou do barco. É a hora de reconhecer esses valores que nós temos no partido – comento Olímpio Oliveira, sem se reportar ao distanciamento da presidente municipal da legenda, Tatiana Medeiros.

A família Feliciano fará uma pesada aposta na sucessão campinense...
Share this page to Telegram

Arquivo da Coluna

Arquivo 2018 Arquivo 2017 Arquivo 2016

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube