Fechar

logo

Fechar

Arimatéa Souza

quinta-feira, 12/03/2020

MDB de Campina ´trincou´

´Flerte´ avança

Na política, nada acontece por acaso. Aplique-se essa máxima ao que começou a se desenhar em termos de eleição para prefeito de João Pessoa: um ensaio de aproximação entre o governador João Azevedo (Cidadania) e o prefeito Luciano Cartaxo (PV).

Em sentido contrário, amplia-se o fosso entre Cartaxo e o PSDB, aliados nos últimos pleitos municipal e estadual, ao ponto de os cargos ocupados na gestão pessoense terem sido colocados à disposição do prefeito.

Claro que os cargos sempre estão à disposição de quem os nomeia. Mas o gesto é claramente um ação de distanciamento.

 

Endosso

No começo da semana, conforme registrou APARTE, o deputado (licenciado) e secretário de Esporte e Lazer do Estado Hervázio Bezerra (PSB) sinalizou positivamente: “Em política, tudo se resolve com um bom diálogo, com uma boa conversa. Por isso que eu defendo uma boa composição para vencermos as eleições deste ano”.

Sem óbices

Dois dias depois, coube ao líder do governo na Assembleia Legislativa, deputado Ricardo Barbosa (PSB), adubar a possibilidade.

“Eu não vejo dificuldade alguma”, acentuou.

Alternativas

Ainda conforme Barbosa, “temos que discutir mesmo. Ao final, vamos avaliar se o agrupamento do governador lança um nome para a disputa na capital ou se participa coadjuvantemente, oferecendo um de seus quadros para compor a chapa”.

Somatório

Presidente do Cidadania em João Pessoa, o vereador Bruno Farias afirmou que “é muito difícil você fechar portas para a política, você ter opiniões acabadas, totalmente concluídas. A política é a arte de soma, de soma de forças, de soma de visões”.

Prognóstico

“A preço de hoje, eu acho muito provável uma aliança política entre o Cidadania e o PV”, enfatizou.

Vazio

O fato perceptível é que o governador não dispõe de um nome que desponte com chances reais de disputar pra valer a sucessão pessoense.

Peneira

Está entre os deputados Walber Virgulino (Patriota) e Eduardo Carneiro (PRTB) o nome do candidato a prefeito do ´bloco bolsonarista´ em João Pessoa.

Vento a favor 

Ainda sobre a eleição pessoense, comenta-se que está em curso uma aproximação entre o ex-senador Cícero Lucena e a direção estadual do Progressistas – leia-se família Ribeiro.

É só pedir 

O deputado estadual Walber Virgulino (Patriota) disse à APARTE que o partido está à disposição do ex-deputado Bruno Cunha Lima (sem partido) para a eleição para prefeito de Campina Grande.

Cotação

A gasolina já está sendo comercializada, em João Pessoa, a R$ 3,95 o litro em vários postos de abastecimento. E o etanol a R$ 2,85.

Em Campina, a maioria dos estabelecimentos segue vendendo a R$ 4,39 e R$ 3,19, respectivamente.

Correlação

Cálculo divulgado no mercado financeiro mostra que a cada 10 dólares de queda no preço do barril do petróleo, a arrecadação federal de impostos cai aproximadamente R$ 10 bilhões.

O ´capitão´

“Muito do que tem é mais fantasia. A questão do coronavírus não é tudo que a grande mídia propaga”.

Presidente Bolsonaro, anteontem.

A realidade

Ontem, a Conferência das Nações Unidas sobre Comércio e Desenvolvimento projetou que o coronavírus deverá provocar um prejuízo à economia mundial da ordem de 1 trilhão de dólares.

Sociedade

As multinacionais Telefônica/Vivo (espanhola) e a Tim (italiana) estão se credenciando para comprar a parte de telefonia móvel da OI.

Monopólio

Caso essa operação se concretize, o País terá esse segmento concentrado nas duas empresas acima referidas juntamente com a Claro (capital mexicano).

Flutuação

O Diário Oficial da União publicou decisão da Câmara de Regulação do Mercado de Medicamentos (CMED) que libera os preços de todos os medicamentos isentos de prescrição.

Exemplos

São os casos dos fitoterápicos, anestésicos locais injetáveis de uso odontológico, antigripais, relaxantes musculares e antiespasmódicos, entre outros.

Ampliou-se

A crise em torno do MDB de Campina Grande piorou ao longo desta semana, ao ponto de ter sido necessário o adiamento da convenção municipal, prevista para o próximo ano.

Bifurcação

O pano de fundo são dois caminhos para a eleição do próximo prefeito: a adesão ao nome de Ana Claudia Vital do Rêgo (Podemos) ou a aposta numa candidatura própria, na expectativa da filiação à legenda do ex-deputado Bruno Cunha Lima, que por sua vez aguarda uma definição do prefeito Romero Rodrigues (PSD) e do ex-senador Cássio Cunha Lima (PSDB).

Veto à aliança

A presidente do MDB/CG, Tatiana Medeiros, não simpatiza com o apoio ao Podemos.

A opção que vingar poderá implicar na mudança do comando partidário na cidade.

Há quanto tempo Luciano Cartaxo e Romero Rodrigues não dialogam?...
Share this page to Telegram

Arquivo da Coluna

Arquivo 2019 Arquivo 2018 Arquivo 2017

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube