Jornalista há quase 30 anos, escreve a coluna Aparte desde 1991. Já trabalhou em TV, rádio e foi editor chefe do Jornal da Paraíba e colunista das TVs Cabo Branco e Paraíba. É comentarista político das rádios Campina FM, Caturité AM e editor do portal de notícias Paraibaonline.

quarta-feira, 07/03/2018

Mais tempo

´Usina de crimes´

Ao participar ontem de um encontro de governadores nordestinos no Piauí (Teresina) para tratar da crise na segurança pública, Ricardo Coutinho disse que “o Brasil se transformou em uma fábrica de produção de matéria-prima para a criminalidade”.

Desejo antigo

“Sempre defendi que o país tivesse um ministério específico para tratar da segurança pública. Espero que o Ministério da Segurança tenha compromisso e políticas públicas de médio e longo prazos”, frisou RC.

Agências pelos ares

Sobre o ´festival´ de explosões bancárias, o governador observou que elas “afetam a sensação de segurança de muitas cidades. Uma explosão causa pânico nas pessoas, porque os bandidos chegam com técnicas de guerrilha, cercam a cidade, metralham a delegacia. As polícias não podem ser guardiãs dos bancos. A questão dos bancos tem que ser revista nacionalmente. As instituições bancárias precisam investir mais em segurança privada”.

Agenda

O ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann, acertou detalhes, ontem, para uma reunião (em breve) com a bancada federal da Paraíba “para tratar dos números da violência no Rio de Janeiro, no Brasil como um todo e da Paraíba em particular”, informou o senador Cássio.

De volta

Será nesta sexta-feira a inauguração solene da – reformada e ampliada – agência do Sebrae em Campina Grande, localizada na avenida Canal do Prado (Catolé).

Agora é Lula

“Se não provarem um real na minha conta, um dólar na minha conta, uma telha na minha conta que não seja minha, eu terei que ser considerado um preso político e eles terão que arcar com a responsabilidade de prender a pessoa que foi o melhor presidente do Brasil.”

Ontem, em entrevista à Rádio Metrópole (Salvador-BA).

Interlocutores

O deputado Rômulo Gouveia, presidente do PSD/PB, manteve diálogos, nos últimos dias, com o deputado Aguinaldo Ribeiro (PP) e com os senadores Raimundo Lira (MDB), Cássio (PSDB) e José Maranhão (MDB).

Versão

A assessoria da Infraero garantiu que não está intermitente, como divulgado, anteontem, neste espaço, o fornecimento de combustíveis ´bandeirados´ no Aeroporto João Suassuna, em Campina Grande.

Quase unânime

81% dos juízes federais que votaram na consulta feita pela Ajufe (Associação dos Juízes Federais) defenderam a paralisação programada para o dia 15 próximo.

Costura…

José Maranhão tem se reportado, em suas recentes entrevistas, à ´convergência´ federal entre MDB e PSDB.

… Nacional

A sua referência diz respeito às tratativas para que os dois partidos celebrem uma coligação no plano nacional, com Geraldo Alckmin (PSDB-SP) para presidente, e o ministro da Fazenda Henriques Meireles se filiando ao MDB para ser candidato a vice-presidente.

´Enxurrada´

Conforme Ronaldo Menezes, gerente da Cagepa em Campina Grande, o volume de água que chegou ao açude de Boqueirão, no final de semana passado, permite o abastecimento das cidades atendidas pela barragem no período de cinco meses.

Senha

O prefeito Luciano Cartaxo (PSD-JP) vai sinalizar, com a anunciada reforma em seu secretariado, quais legendas estarão com ele afinadas no processo eleitoral deste ano.

Pedro

No entendimento do deputado Pedro Cunha Lima, “esse debate no PSDB” sobre quem deve concorrer ao governo estadual “já foi feito há algum tempo e já é até ultrapassado. Temos um excelente nome e não temos motivos para ficar levantando novas hipóteses”.

“Romero é o nome da vez, pela gestão que realiza em Campina”, sublinhou.

Fora de…

Pedro desidratou a hipótese de o seu pai (senador Cássio) vir a ser o candidato a governador pela oposição: “Não consigo ver essa hipótese, até porque enfraquece a real candidatura que é a de Romero”.

… Cogitação

“A demora não foi algo que facilitou o processo, mas é algo compreensível. É um orgulho defender o nome de Romero”, observou o parlamentar ´tucano´.

Prolongamento

Romero Rodrigues informou ontem que provavelmente não será possível anunciar, ainda esta semana, o seu posicionamento definitivo acerca da sucessão estadual.

Ele falou ontem à ´Campina FM´. Leia trechos.

Assimilação

“Nada decidido. Só reflexão nesse instante. Todo mundo foi surpreendido com a decisão de Luciano Cartaxo. Eu também fui. Claro que a gente respeita demais a decisão dele. Poucos dias antes (do anúncio) tinha conversado com ele pessoalmente (…) A conversa que nós tivemos foi no sentido da manutenção da pretensão dele.

Abrir o leque

“Vamos tentar conversar com todos os partidos que fazem parte dessa base de oposição. A responsabilidade da oposição é conjunta, não pode se resumir a uma pessoa. O resto é aguardar, dar tempo ao tempo, e decidir com sabedoria e discernimento”.

Alinhamento

Ainda Romero: “Agora é refletir um pouco e parar para pensar. Estou muito tranquilo, com a cabeça boa. E vou me manter no lugar onde estou. Qualquer que seja a decisão, vou estar junto com o grupo político que hoje luta por uma Paraíba melhor, que é o da oposição, que tem nomes a oferecer, não se resume ao meu”.

Cartaxo aceita indicar o candidato a vice-governador na oposição?...
Simple Share Buttons