Fechar

logo

Fechar

Arimatéa Souza

sexta-feira, 07/12/2018

Líder aciona o extintor

Fumaça branca

O governador eleito João Azevêdo (PSB) anuncia hoje, a partir das 10h, em transmissão ao vivo em suas redes sociais, os primeiros nomes de sua equipe de governo.

Mas ontem o socialista antecipou que Gilberto Carneiro vai continuar à frente da Procuradoria Geral do Estado.

Secretariáveis

No terreno das especulações – além da manutenção de boa parte do atual secretariado -, cogita-se o nome do médico Geraldo Medeiros (atual diretor do Hospital de Trauma de Campina Grande) para a Secretaria de Saúde do Estado, como também o do ex-senador Efraim Morais (DEM) para a Pasta da Agricultura.

Novel

Será às 20h de hoje, no auditório da Associação Médica de Campina Grande (às margens do Açude Velho), a posse do novo membro da Academia de Letras de Campina Grande, Paulo Marcos Cavalcante, na cadeira 24, que tem como patrono Murilo da Mata Buarque.

Ele será recepcionado pelo acadêmico Ailton Elisiário de Sousa.

Famup

Em eleição apertada, o prefeito da cidade de Sobrado, George Coelho (PSB), foi eleito ontem o novo presidente da Federação dos Municípios da Paraíba, entidade que há muitos anos orbitavam em torno de prefeitos (ou ex-prefeitos) próximos ao deputado estadual e ex-prefeito de Picuí Buba Germano (PSB).

Poucos votos

George – que tem como vice-presidente o prefeito de Boa Vista, André Luiz Gomes (PDT) – obteve 67 votos, enquanto o candidato situacionista, Eduardo ´Duda´ Dantas, de Cubati, teve 60 votos.

A posse será no dia 30 de janeiro próximo.

Rápido

O vice-prefeito pessoense Manoel Júnior já foi investido da condição de presidente da comissão estadual provisória do Solidariedade, sucedendo ao deputado Bruno Cunha Lima, que se desligou da legenda.

Prefeitável

Para entregar o comando do partido a Manoel, o dirigente nacional do SD, deputado federal ´Paulinho da Força´ (SP), declarou que “ele vem se colocando na disputa pela prefeitura. Se ele quiser mesmo disputar, terá todo o apoio da legenda para que possa ser candidato a prefeito de João Pessoa pelo nosso partido”.

Resgate

Por respeito aos leitores, cabe retomar a questão do cogitado ´motim´ para eventualmente tentar anular o 2º mandato como presidente da vereadora Ivonete Ludgério, no Legislativo campinense.

Contundência

O vereador Pimentel Filho (PSD) vociferou enfaticamente contra este colunista – conforme reproduzido neste espaço -, que divulgou na semana passada o fato.

O edil revestiu-se de uma estranha surpresa retórica, potencializada pela aspereza vernacular.

Nem isso

Wolfgang Pauli, vencedor do prêmio Nobel, ao ser colocado diante de retórica inconsistente, respondeu que o interlocutor “não chega nem a estar errado”.

Sem “meninice”

Começo citando um ponto convergente com o vereador referido: “Eu sou de um tempo do jornalismo com seriedade, que ia procurar se a informação era correta ou não”.

Ao que tudo indica, compartilhamos a mesma geração.

Percurso

Esse ´movimento´ contrário à postura da vereadora Ivonete se arrasta há VÁRIAS semanas nos bastidores do Legislativo campinense.

Checagem

E esta Coluna só o repercutiu na última semana depois de obter de QUATRO vereadores a confirmação do assunto, e de recolher (e condensar) declarações dadas nos últimos dias.

Domínio público

Até o inanimado busto de Félix Araújo, existente no plenário da Câmara campinense, sabe do que se tratou nesta Coluna, apesar do advérbio NUNCA renovadamente propagado pelo vereador do PSD.

A amnésia é patológica ou pura dissimulação.

Sementes

O questionamento mais explícito à condução da vereadora à frente da Câmara começou quando a mesa diretora achou por bem aguardar a tramitação normal das ações que dizem respeito ao projeto que reajustou os vencimentos dos vereadores e introduziu o pagamento do 13º salário para os mesmos, na gestão de Pimentel Filho como presidente (dezembro de 2016).

Tramitação

Essa ação, proposta pelo ex-vereador Napoleão Maracajá, obteve uma liminar na Vara da Fazenda Pública em Campina Grande.

Liminar essa confirmada pelo Tribunal de Justiça, através do desembargador Saulo Benevides.

 

 

Caminho de volta

Dessa maneira, o processo regressou ao Fórum Afonso Campos para o julgamento do mérito.

Por conta própria

Diante da considerada ´passividade´ de Ivonete em contestar o rito processual, circulou a proposta – endossada pelo vereador do PSD – de subscrição de uma lista, por parte dos edis, para que fosse contratado um advogado visando ingressar na Justiça como parte interessada no processo – uma espécie de ´amicus curiae´ – na expressão latina (amigo da corte).

Celeridade

Algumas reuniões informais ocorreram para definir o ingresso coletivo no processo em andamento.

Nessas discussões visando a obtenção da procuração para o advogado, avançou-se, como cogitação, que essa aglutinação por interesse comum poderia se desdobrar no questionamento do 2º mandato da presidente, o que poderia fortalecer, por tabela, no aspecto temporal, o desfecho judicial ou extrajudicial para o impasse remuneratório, uma vez que não existiria interesse da presidência em apressar uma solução.

Desconstrução

No começo do mês de novembro, em declaração à imprensa, Ivonete tratou do assunto e disse que “acredito que esse movimento não tem fundamento, nem base legal e nem número”.

Manutenção

Ainda conforme as suas palavras, “acredito que a grande maioria, cerca de 70% da Câmara, deseja que o que foi decidido continue”.

Retrovisor

Ao divulgar a informação na semana passada – recorde-se -, esta Coluna falou em (pelo menos) seis vereadores engajados (os 30% fora do cálculo da presidente).

Derivação

Em recente entrevista à Rádio Caturité FM, a vereadora-presidente confirmou a insatisfação remuneratória: “Depois que alguns colegas assinaram, surgiu ai, não sei de que cabeça pensante, de que aquela situação não seria só para a questão do aumento, e que por trás disso havia a tentativa de mexer com o resultado daquela eleição, que foi em março de 2017”.

Minimizando

“Começaram a surgir esses boatos, mas acredito que são só boatos”, atenuou adicionalmente.

Origem

Na mesma entrevista, a parlamentar admitiu que a ideia original de atuar judicialmente à revelia da presidência da Câmara “partiu de colegas da bancada de situação”.

Lá de cima

O grau de tensionamento devido a essas tratativas de bastidores atingiu a tal ponto, que o vereador Alexandre do Sindicato (PHS) chegou a declarar que Ivonete precisava “ter proteção divina para conseguir trabalhar na casa”.

Bênção

“Temos que pedir a Deus todos os dias proteção para quem senta naquela cadeira”, reforçou Alexandre.

Prece

A elevação nos bastidores da Câmara levou o deputado Manoel Ludgério (PSD), esposo da vereadora, a clamar através das redes sociais: “Peço a Deus todos os dias que te proteja, Ivonete”.

Menção

No discurso que fez na terça-feira da semana passada, na tribuna da Câmara campinense, Pimentel Filho se dirigiu diretamente a Ivonete e disse: “Vossa Excelência sabe de ações que foram feitas. Eu disse, inclusive em reunião, que não falava de assunto nenhum da mesa se não estivessem todos os vereadores”.

Virar a página

Adiante, ele se reportou ao tema em foco dizendo que “esse assunto não interessa mais a esta Casa, é assunto passado”.

Entrelinhas

Na resposta a Pimentel, a vereadora-presidente sublinhou que “a justiça está a meu favor”.

Para um bom entendedor…

Incongruência

Pimentel, a bem da verdade, nunca esteve solitário nessa empreitada que se desenvolveu longe do plenário – e dos holofotes.

Mas, credite-se a ele a inglória vocação para se confrontar com os fatos. E, nesse embate, a verdade vai ficando pelo caminho.

Amortecedor

O deputado Hervázio Bezerra (PSB), líder do Governo na Assembleia Legislativa, buscou ontem apaziguar a rota de colisão entre o governador Ricardo Coutinho e o deputado Ricardo Barbosa (PSB).

“Posso enumerar em uma mão as vezes em que Ricardo Barbosa chegou a destoar das orientações da base do governo ou da liderança. Foram poucas vezes. Agora é difícil contar as vezes em que foi correto e que foi com muita coragem defender o governo. Eu tenho a obrigação de dar meu testemunho de forma pública”, afirmou o líder.

“Não importa o quanto você grite, os seus atos falam mais alto”...

Arquivo da Coluna

Arquivo 2018 Arquivo 2017 Arquivo 2016
Simple Share Buttons

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube