Fechar

logo

Fechar

Arimatéa Souza

quinta-feira, 13/06/2019

João prevê “o caos total”

Corda esticada

Está para ser consumada hoje a ameaça de um grupo de deputados – endossada pelo presidente da Câmara Federal, Rodrigo Maia (DEM-RJ) -, de supressão de estados e municípios da reforma previdenciária.

O próprio ´líder da maioria´ na Câmara Federal, deputado Aguinaldo Ribeiro (PP-PB), avisou: “Se os governadores quiserem garantir os votos, eles apresentam a emenda”.

 

Incoerência

“Tem governador que, em vez de assinar uma carta, deveria dizer quantos parlamentares das suas bancadas regionais e partidárias votarão a favor da reforma. Carta de governador não rende voto na Câmara. Não me parece razoável um governador dizer no Estado dele que é contra, a bancada regional dele votar integralmente contra e ele assinar uma carta dizendo que quer que inclua Estados e municípios na proposta”, afirmou o presidente da comissão especial da reforma, Marcelo Ramos (PL-AM).

Reforços

Os deputados Jutay Meneses (PRB) e Caio Roberto (PL – ex-PR) estão se incorporando à base governista na Assembleia Legislativa.

Sinal vermelho

Ao cabo de muita discussão, a ALPB aprovou ontem um projeto do deputado Taciano Diniz (Avante) que suspende a cobrança sistemática de estacionamento em shoppings, mercados e centros de compra.

Adequações

Emenda do deputado Wilson Filho (PTB) propõe critérios à gratuidade: não cobrança nos 20 minutos iniciais ou quando o valor da compra nas lojas e/ou mercados for superior a 10 vezes à taxa de serviços do estacionamento.

Controverso

Mesmo tendo votado a favor do projeto, o deputado Bosco Carneiro (PPS-Cidadania) lembrou que ainda não está pacificada no Judiciário uma posição sobre o tema.

Fala ´capitão´

“Ricardo Salles (ministro do Meio Ambiente) está no lugar certo. Consegue fazer o casamento do meio ambiente com a produção. Eu falei para ele: ‘Mete a foice em todo mundo no Ibama. Não quero xiita´”.

Presidente Bolsonaro, em discurso esta semana na Federação das Indústrias de São Paulo.

Comenda

A Câmara campinense promove às 19h de hoje uma sessão solene para a entrega do título de cidadania ao deputado Jutay Meneses Gomes, conforme propositura dos vereadores Alcindor Villarim e Marinaldo Cardoso (ambos do PRB).

Com a palavra

Ex-comandante do Exército e a figura mais respeitada na atualidade nas Forças Armadas, general Eduardo Villas Bôas: “Momento preocupante o que estamos vivendo, porque dá margem a que a insensatez e o oportunismo tentem esvaziar a operação Lava Jato, que é a esperança para que a dinâmica das relações institucionais em nosso país venha a transcorrer no ambiente marcado pela ética e pelo respeito ao interesse público”.

Leitura 

Será lançado hoje – 19h, hall das placas, campus de Campina Grande da UFCG – o livro (romance) ´Nenhum espelho reflete seu rosto´, da escritora Rosângela Vieira Rocha, professora aposentada da Universidade de Brasília e advogada.

Dito e…

Como havia prometido o seu novo comando, o PSDB não vai ficar mais ´em cima do muro´ em temas polêmicos.

… Feito

O presidente nacional, Bruno Araújo, informou que partido fechou questão em favor da reforma previdenciária.

Nunca antes

“Nós tiramos pela primeira vez, em 30 anos, uma posição formal de fechamento de questão. Nas anteriores era indicativo e com isso nós vinculamos os nossos parlamentares ao voto sim”, destacou Bruno.

Uníssonos

“Todos os parlamentares do PSDB irão dizer sim à reforma da previdência no parecer do texto principal que chegará ao plenário, que sairá da comissão especial”, reforçou o dirigente tucano.

Chegada

Será na próxima terça-feira a posse do suplente de deputado Trocolli Júnior (Podemos) na vaga do titular Branco Mendes (Podemos), que se licenciou da Assembleia Legislativa.

LDO

Também na terça-feira, de forma consensual, será votada a Lei de Diretrizes Orçamentárias de 2019 na ALPB.

Peregrinação

Antes da solenidade de lançamento do Salão do Artesanato, na noite de ontem, em Campina Grande, o governador João Azevedo (PSB) visitou praticamente todos os artesãos lá instalados.

Projeção

Na solenidade, o deputado-presidente Adriano Galdino (ALPB) disse que João “vai fazer um governo até melhor do que o de Ricardo Coutinho”.

Referências

“João é um homem sério, honesto e, acima de tudo, um homem de diálogo”, acrescentou Galdino.

Homenagem

O governador começou o seu pronunciamento registrando que “os artesãos contam a nossa história”.

“O nosso artesanato é de uma riqueza e de uma variedade inimagináveis”, emendou.

Agradou

João reforçou que o novo espaço do Salão em Campina (área externa do Museu Assis Chateaubriand, no Catolé) “ficou maravilhoso”, agradecendo em seguida a cessão ao médico Dalton Gadelha, diretor da Fundação Pedro Américo, que está, em convênio com a UEPB, revitalizando aquele espaço.

Incenso

Azevedo também fez menção a Adriano Galdino: “Tem feito um trabalho fantástico na condução da Assembleia”.

Com bis

O governador fez duas menções a Marielza Rodrigues, que coordena o Salão: “Não descansa um minuto (…) Ela vai mudar o artesanato em suas políticas”.

Condução

Na parte final de seu discurso, João se permitiu tratar do quadro macroeconômico do Estado: “As pessoas de fora se surpreendem com a situação da Paraíba. Esse é um projeto que desde 2011 muda radicalmente a gestão pública”.

Conforme o governador, “dar continuidade a esse projeto é pra mim uma missão”.

Diferencial

O socialista enfatizou que a Paraíba “é o único estado da federação que reduz, ano após ano, a quantidade de homicídios”.

Renovado…

Na conversa com jornalistas, João externou elogios ao presidente da ALPB: “Adriano Galdino “tem feito um excelente trabalho e demonstrado claramente que é possível unir a base.

… Afago

“Conduzindo a Assembleia da forma como Adriano conduz, nos dá a certeza de dias tranquilos com relação à governabilidade. Nossa base são 24 deputados”, adendou Azevedo.

Sinal de alerta

Ao se reportar à anunciada decisão da comissão especial da reforma da Previdência de retirar do relatório estados e municípios, João disse que “eu vejo com preocupação, evidentemente”.

Zorra

Para o governador paraibano, “se não houver a inclusão de estados e municípios, o Brasil corre o risco de ter 2.300 municípios que têm institutos próprios com legislações diferentes; estados com legislações diferentes. Vai ser um caos total! Não é possível isso! Mas vamos aguardar a leitura do relatório (prevista para hoje) e vamos trabalhar”.

– As pessoas (deputados) estão preocupadas apenas com o desgaste – emendou João.

E o celular de Bolsonaro, escapou?...
Share this page to Telegram

Arquivo da Coluna

Arquivo 2018 Arquivo 2017 Arquivo 2016

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube