Fechar

logo

Fechar

Arimatéa Souza

quinta-feira, 26/09/2019

João não queima etapas

Mais uma

A partir de agora, empresas com até dez trabalhadores poderão ter apenas um banheiro individual de uso comum entre os sexos, desde que garantida a privacidade, informou o jornal o Globo.

Até então, era obrigatória a instalação de banheiros masculino e feminino, qualquer que fosse o tamanho do empreendimento.

Situando

A mudança foi realizada em um dos itens da Norma Regulamentadora (NR) 24, que trata de higiene e conforto nos locais de trabalho.

Eleito

O senador Veneziano Vital do Rêgo (PSB-PB) foi eleito, ontem, vice-presidente do Conselho de Ética e Decoro Parlamentar do Senado.

Começam os…

O especialista em comunicação política Bruno Soller vai proferir uma palestra hoje à noite em Campina Grande – 19h, auditório do hotel Intercity, na avenida Rio Branco, Centro.

… Preparativos

O tema do evento é ´Cenário Eleitoral 2020´ e visa a qualificação dos filiados do PP, mas será aberto ao público em geral e com inscrição gratuita.

A promoção é da Fundação Milton Campos e da Executiva do PP na cidade.

Rito

Com o auditório principal da FIEP lotado, o empresário Francisco Buega Gadelha assumiu ontem a presidência da Federação das Indústrias da Paraíba para mais um quadriênio: 2019/2013.

Recomeçar

Ele frisou no início de seu pronunciamento que efetivamente o novo mandato se constituía “num recomeço”.

Sem acomodação

Buega prestou contas de suas ações no mandato que havia concluído, com realce para os 60 mil alunos que estudam no Sistema Fiep e para os investimentos em modernização na estrutura existente.

“O que era mecanizado, está digitalizado”, grifou, para emendar: “Nós não nos acomodamos”.

Perseverar

Ao se reportar à conjuntura econômica nacional, Francisco Buega observou que “o Brasil não atravessa um momento muito firme na economia. Mas todos conhecem a minha temperança e o meu otimismo”.

Sem fim

“Meu álbum de amigos eu nunca terei a oportunidade de dizer que está completo”, concluiu o presidente da FIEP.

Afinidades

Presidente da Federação das Indústrias do Rio Grande do Norte (e representante da Confederação Nacional da Indústria na solenidade), Amaro Sales de Araújo disse na introdução de suas palavras que era “amigo, companheiro e um irmão” de Buega, observando que o empossado “é uma liderança no Nordeste”.

Coesão

Amaro dirige igualmente um movimento chamado ´Organização Nordeste Forte´, que aglutina as federações das indústrias dos estados da região para que juntas encaminhem “pleitos e reivindicações para uma região diferente”.

Saudação

O dirigente da Fiern parabenizou o governador João Azevedo pelo envolvimento com o Consórcio Nordeste, que congrega os estados da região.

Tratamento

“Por muito tempo o Nordeste pediu e até mendigou por recursos que ele próprio possuía”, assinalou, para acrescentar que a região merece “um tratamento diferente porque o Nordeste não é problema, é solução para o Brasil”.

Potencial

Amaro mencionou que no dia anterior (3ª feira), o Nordeste produziu através da geração de energia eólica (ventos) 90% de sua demanda.

União

“O Nordeste precisa de uma voz ativa e unificada. Não devemos ser tratados como mendigos sentados numa botija de ouro”, concluiu.

Afago

Como representante do prefeito Romero Rodrigues na solenidade, o chefe de gabinete da PMCG, Bruno Cunha Lima, disse que os campinense se sentem “felizes por tê-lo (Buega) na presidência da FIEP”.

Escalada

Bruno igualmente destacou para os presentes o crescimento generalizado dos gastos públicos no País.

“Essa elevação representa o sufocamento da ´galinha dos ovos de ouro´, que são o setor produtivo e a classe trabalhadora”, enfatizou.

Reconhecimento

Último orador da solenidade, João Azevedo qualificou Buega como “um parceiro de muito tempo”.

“Sabemos de sua importância e de seu trabalho. A Paraíba reconhece os passos que foram dados”, emendou.

Estagnou

O governador afirmou que “temos a nítida sensação” de que a economia brasileira “está paralisada.

Criatividade

“Sem nenhum avanço, cada estado que tem se reinventar para se manter”, realçou João, para em seguida registrar que “é preciso que se discuta a Federação (de Estados) de uma maneira mais justa”.

Retaguarda

Em entrevista, o governador paraibano disse que “ao poder público cabe exatamente fomentar e criar as condições para que a iniciativa privada possa gerar empregos”, numa menção à solenidade na FIEP.

Rotineiras

Instado a falar sobre a reunião da noite da última segunda-feira com alguns partidos de sua base política, João Azevedo ponderou que “faço reuniões constantemente com os partidos. Foi uma boa reunião. Tivemos a oportunidade de ouvir e também colocar posições”.

Saída imprevista

Ele disse que não entrou em pauta o seu futuro partidário: “Fomos tratar da leitura da situação política da Paraíba. Esse foi o tema, e não mudança de partido. Eu tenho o foco na gestão. Não tenho porque me preocupar com mudança de partido agora, se é que isso vai ocorrer. Não há nenhuma indicação no momento disso. Nós temos que aguardar os acontecimentos”.

“Os problemas internos dos partidos, têm que ser resolvidos pelos partidos. Eu sempre digo: quem criou o problema tem que buscar a solução”, completou.

Com quem se aliará o PSD em João Pessoa?...
Share this page to Telegram

Arquivo da Coluna

Arquivo 2019 Arquivo 2018 Arquivo 2017

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube