Fechar

logo

Fechar

Arimatéa Souza

terça-feira, 13/10/2020

João de ´coração´ contrariado

Método Bolsonaro de agir

Leia matéria publicada no final de semana no jornal O Globo, coluna do jornalista Lauro Jardim.

Dez dias atrás, quando o caldo entre Paulo Guedes (ministro da Economia) e Rogério Marinho (Desenvolvimento Regional) entornou publicamente mais uma vez de forma robusta, Jair Bolsonaro pegou o telefone e ligou para Marinho. Tinha diante de si, em seu gabinete, José Múcio Monteiro, presidente do TCU (Tribunal de Contas da União).

´Se oriente´

Bolsonaro disse a Marinho (na ligação): “Sabe quando a pessoa está numa competição cabo de guerra? Sabe onde a corda arrebenta? No lado mais fraco. Fica atento”.

Sem opção

Pouco antes, fora questionado por Múcio: “Presidente, quantos substitutos o senhor tem para o Paulo Guedes?”.

Nenhum, foi a resposta.

Um punhado

Múcio fez uma segunda pergunta: “E para o Rogério Marinho?”.

“Uns vinte”, devolveu Bolsonaro.

Outro prefeitável

No programa Ideia Livre de hoje – 22h15, na TV Itararé, canal 18.1 – o entrevistado será o candidato a prefeito Artur Bolinha (PSL-CG).

Palanque

“Assumo compromisso de abrir esse diálogo (para a) a realização de uma nova licitação para empresas de ônibus, como forma de abrir o debate público. Petrolina (PE) fez isso e tem conseguido realizar grandes soluções. A mobilidade não é feita apenas de transporte público e pavimentação de ruas, mas deve ser um sistema de devolução da cidade para as pessoas; é sairmos de uma mobilidade urbana para uma mobilidade humana, onde o foco será, cada vez mais, as pessoas”.

Prefeitável Bruno Cunha Lima (PSD-CG).

Ações…

Os prefeitáveis de Campina Grande foram convidados para apresentar os seus planos de governo durante evento no auditório da Federação das Indústrias, marcado para as 10 horas da manhã.

… Concretas

“Buscar ideias para o desenvolvimento de Campina Grande” é a conclamação da FIEP, que também convidou representantes de vários segmentos do setor produtivo local.

Zarpar

Segundo o jornal Folha de São Paulo, o ex-ministro da Justiça Sergio Moro está sendo pressionado pela família a sair do Brasil.

Cota dada

A mulher dele, Rosângela Moro – segue o jornal – tem repetido a interlocutores que o marido já deu a contribuição que tinha que dar ao país e que a política partidária não seria para ele.

Palanque

“A minha experiência de vida, a minha experiência de gestão, me permite reivindicar, me colocar à disposição da população, para ser o seu próximo prefeito”.

Ricardo Coutinho (PSB-JP), em entrevista.

Da boca de…

“… O presente que as crianças precisam receber é uma melhor educação…” (Fabiano de Abreu, escritor).

Réplica

“Bruno me pediu para lhe apoiar, ofereceu vantagens, espaços, mas não chegamos a um denominador comum, pois temos visões diferentes acerca da política e da vida. Eu lhe disse um não, com muita educação, porque nunca estive à venda”.

Origem

Tatiana Medeiros (MDB), candidata a vice-prefeita, respondendo ao prefeitável Bruno Cunha Lima (PSD-CG), que a acusou de ter tentado barganhar apoio à sua postulação.

Subsolo

Desde o começo de setembro que as sessões ordinárias do Poder Legislativo de Campina Grande estão ´escondidas´, sem disponibilidade na internet.

Precedente

E recorde-se a denúncia, feita há algumas semanas pelo vereador Alexandre Pereira (PSD), dando conta de que estaria existindo montagem dos vídeos das sessões ordinárias.

Alterado

Ou seja, o texto bruto e na íntegra das sessões estaria sendo editado por ´ordem superior´.

Da boca de…

“… Muitas vezes nos comportamos como proprietários e esquecemos que somos os guardiões da natureza…” (cardeal Luís Antonio Tagle).

Palanque

“A saúde pública de Campina Grande está na UTI (…) Na nossa gestão vamos priorizar a saúde pública e elevar o nível, para ficar conhecida como a melhor saúde pública do Brasil e ser referência nacional”.

Prefeitável Inácio Falcão (PCdoB-CG).

VLT

O governador João Azevedo, em sua recente passagem por Campina Grande, voltou a abordar a questão do veículo leve sobre trilhos – um tema que ressuscita a cada campanha eleitoral recente na cidade.

Freio

Segundo João, a PMCG obstaculou a concretização do projeto por parte do governo estadual e não deu “um passo na direção” da obra.

Retomada

“A prefeitura não fazendo, o governo do estado voltará a pegar o projeto e implantar”, afirmou o governador, acrescentando que a PMCG protagoniza uma “ação inócua e inconsequente, que só trouxe prejuízo para Campina”.

“Pequenez política”, emendou.

Distanciamento

Por sinal, nessa visita de João a Campina ficou evidente o estremecimento nas relações com o casal Feliciano (deputado Damião e vice-governadora Lígia Feliciano), que não foi convidado para discursar.

Sem ´infidelidade´

Lígia, ao final da referida solenidade, buscou ´não passar recibo´ do tensionamento, desencadeado desde que o PDT firmou uma aliança com o prefeito Luciano Cartaxo (PV) para disputar a sucessão pessoense.

“Diferenças não existem. Nós somos todos governo. Cada um tem os seus candidatos. Isso é a disputa partidária”, argumentou Lígia, para acrescentar: “Aqui é trabalho. E sonhando com o nosso governo pós-pandemia”.

Bolsonaro vai entrar na campanha deste ano...
Share this page to Telegram

Arquivo da Coluna

Arquivo 2019 Arquivo 2018 Arquivo 2017

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube