Fechar

logo

Fechar

Arimatéa Souza

quinta-feira, 30/07/2020

João aprendeu ligeiro

O lenço que não sai das mãos

As últimas semanas – para usar um recorte de tempo mais recente – têm sido marcadas por súbitas, inesperadas, dolorosas e definitivas despedidas.

No dia de ontem, na aurora revestida de crepúsculo, foi a vez da despedida do professor Cícero Agostinho – que foi a óbito devido a complicações de uma cirurgia cardíaca.

Abnegação

A proximidade com ele veio de maneira tardia, há alguns anos, com o meu ingresso no conselho da fundação Furne.

Sua simplicidade e fidalguia escondiam o professor dedicado e preparado que formou muitas gerações de campinenses.

Invocações

Devido a esse encontro tardio, valho-me das palavras dos colegas acadêmicos e professores Josemir Camilo e Ailton Elisiário para retratar um pouco do mestre que se foi. É o que segue.

Claro que valeu

Josemir: “Saudade, Cícero, de sentar à mesa de sua modesta residência e ouvir toda tua explicação, professor apurado, mestre-escola (…) Vai, Cícero, cumpriste tua boa missão, combateste o bom combate, camarada! Só saudades!”

Serviço

Para ler a crônica inteira de Josemir, clique aqui.

Intensidade

Ailton Elisiário: “Cícero Agostinho foi um homem que viveu intensamente sua existência de doação aos outros. Desde jovem que absorvido pelo amor cristão, que se tornou frade franciscano com o nome de Frei Olegário.

Vinculação

“Jamais Cícero desvinculou-se do Convento de Ipuarana, permanecendo fiel mesmo depois de haver contraído matrimônio, ali mantendo contatos permanentes e aonde assistia as missas, não obstante residir vizinho a uma igreja de sua paróquia.

Três em um

“Dizia que seu nome era magnífico, porque era composto de três nomes grandiosos da história universal: Cícero, o filósofo romano; Agostinho, o doutor africano da Igreja Católica; e Vieira, o padre pregador português.

Correspondência

Interessante é que esses nomes o investiam das características de seus titulares e o faziam realmente um filósofo, um doutor, um pregador.

Diferenciação

“Distinguia o velho do idoso, dizendo que o primeiro não tinha perspectivas e o segundo tinha projetos de vida.

Legado

“Haveremos sempre de nos lembrar de Cícero, de sua simpatia, de sua alegria, de suas aulas, de suas defesas institucionais, de sua responsabilidade social, de sua solidariedade, de sua fé e esperança em dias melhores, mas, sobretudo, do professor apaixonado pela sua missão de educador, que soube exemplarmente levá-la adiante até os seus últimos momentos.

“Sua crença em Jesus Cristo foi seu norte sempre, a quem agora se uniu para o repouso eterno dos justos”.

Serviço

Leia aqui a crônica completa de Ailton Elisiário.

´Fumaça branca´

O prefeito Luciano Cartaxo (JP), presidente do Partido Verde na Paraíba, marcou para as 19 horas de hoje o anúncio oficial do nome escolhido para concorrer à sua sucessão municipal no seu agrupamento político.

Injeção extra

A Câmara Federal aprovou, ontem, remanejamentos orçamentários que vão destinar mais R$ 12 bilhões para financiar a capitalização (capital de giro) de micro e pequenas empresas.

Em aberto

Presidente do Democratas na Paraíba, o deputado federal Efraim Filho declarou ontem que a legenda “não tem definição tomada” sobre a sucessão em Campina Grande.

Prioridade

“O nosso foco total e absoluto é na eleição para vereador; é recuperar as cadeiras na Câmara Municipal que nós perdemos na eleição passada. O Democratas montou a melhor chapa de pré-candidatos”, enfatizou o demista.

Só será eleitor

O deputado Gervásio Maia, presidente do PSB/PB, garantiu ontem que o partido terá candidatura própria em João Pessoa, mas antecipou que o seu nome está fora do páreo.

Viver Brasília

“Eu estou muito focado no mandato de deputado federal, muito sintonizado com a nossa bancada e com o nosso partido em Brasília. O PSB tem grandes quadros e nomes com muita identificação e com muita força para disputar do pleito”, comentou o socialista.

 

´Covidiana´

A prefeitável Ana Claudia Vital do Rêgo (Podemos-CG) confirmou ontem que está ´positivada´ em termos de coronavírus: “Eu estava com alguns sintomas que em outro momento poderia achar que estivesse com uma faringite associada a uma rinite alérgica”.

Providências

“Ao realizar o teste, para minha surpresa, recebi a confirmação que deu positivado. Entramos em contato com médicos, passamos a adotar a medicação recomendada. Estou com o corpo cansado e um pouco de dor de cabeça. Esse é quadro que eu sinto, a gente fica sem resistência”, acrescentou.

´Apostila´

Há um antigo ensinamento escolar que diz mais ou menos assim: um líquido é um estado da matéria sem formato específico. Ele muda facilmente e se molda ao recipiente que o contém.

Personificação

Aplique-se o enunciado acima à classe política.

Em sentido mais estrito: ao governador João Azevedo, tido como um militante avesso à atividade política no processo eleitoral de 2018.

Metamorfose

O exercício do poder está remodelando o atual ocupante do ´Palácio da Redenção´.

Baixas

Fatos emolduram o dito acima: em praticamente uma semana, João dilapidou duplamente a já restrita bancada que lhe faz – ou tenta fazer – oposição no Legislativo estadual.

´Cabeça´

Primeiramente, por intermédio de articulações na política municipal de Guarabira, atraiu para perto simplesmente o líder do bloco oposicionista: deputado Raniery Paulino (MDB).

Base ampliada

No dia de ontem, saltou a informação da aproximação com o PRTB, que tem como prefeitável em João Pessoa o deputado Eduardo Carneiro.

Aproximação

Mas a estrela maior do PRTB atende pelo nome de general Hamilton Mourão, que vem a ser vice-presidente da República.

Platitude

O discurso de Carneiro para justificar a aproximação com o governo é como o ´líquido´ acima referido: cabe em qualquer ´retórica eleitoral´.

Intermediação

“Neste momento, me colocarei como um elo entre o setor produtivo do Estado com o Poder Executivo. Foi isso que nós conversamos com o governador e com os secretários do governo. Esta será a nossa grande missão e a partir de agora”, verbalizou o ´neogovernista´ misturando generalidades com pragmatismo em estado puro.

“Nesse momento pós-pandemia é importante estarmos unidos”, argumentou.

Colegiada

O deputado buscou ´compartilhar´ o pulo para a base governista: “Tomamos uma decisão pensada, madura, conversando com todas as esferas do nosso partido, no âmbito municipal, estadual e nacional”.

Garimpo

A notícia que segue foi publicada no site da revista Crusoé e retrata uma ´saia justa´ no Tribunal de Contas da União.

Noutra…

A ministra Ana Arraes, próxima presidente do TCU, protagonizou momentos de constrangimento ao conduzir a sessão virtual da Segunda Câmara do tribunal.

… Frequência

Durante a reunião, ela entendeu que o procurador Lucas Furtado havia feito um pedido de vista – na verdade, ele tinha acompanhado o relator.

Irritação

A confusão da ministra irritou o chefe de gabinete do integrante do Ministério Público junto ao TCU.

Sem notar que o microfone estava aberto, o servidor reclamou: “Não pediu vistas, porra!”.

Presságio

Na sequência, ele a ofendeu: “A mulher é louca. Ele não pediu vista. Rapaz do céu… A ministra Ana Arraes vai ser o caos na presidência do TCU!”.

Bumerangue

As declarações foram ouvidas por todos os ministros na transmissão.

O caso foi encaminhado pelos ministros para a corregedoria do tribunal – que é comandada pela própria Ana Arraes.

Como anda o relacionamento governador/prefeito de Campina?...
Share this page to Telegram

Arquivo da Coluna

Arquivo 2019 Arquivo 2018 Arquivo 2017

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube