Jornalista há quase 30 anos, escreve a coluna Aparte desde 1991. Já trabalhou em TV, rádio e foi editor chefe do Jornal da Paraíba e colunista das TVs Cabo Branco e Paraíba. É comentarista político das rádios Campina FM, Caturité AM e editor do portal de notícias Paraibaonline.

sexta-feira, 11/11/2016

Inversão da prova

Mobilização serrana

O clamor de APARTE, felizmente, começa a render frutos. O Poder Público de Campina Grande; representantes do empresariado local; e parlamentares paraibanos intensificaram os contatos, ontem, para que o Aeroporto João Suassuna seja resgatado das mãos do concessionário do posto de combustível lá instalado, que dá renovadas demonstrações de descompromisso com a cidade, até porque não tem nem teceu vínculos.

Aos fatos

Em Brasília, o deputado Rômulo Gouveia (PSD) retomou os contatos com a direção da Infraero para reforçar a urgência para a resolução do problema, objeto – segundo ele – de renovados ofícios já remetidos por seu gabinete.

Atalho

Gouveia foi informado que a Infraero está providenciando uma licitação emergencial para a hipótese de o atual concessionário do posto insistir em não comprar o combustível numa distribuidora credenciada pelas empresas aéreas.

Paralelo

De sua parte, o senador Cássio (PSDB) informou à Coluna que também fez gestões à Infraero para que se encontre uma solução para o impasse o quanto antes.

Prefeito

Na noite de ontem, Romero Rodrigues e vários auxiliares estiveram reunidos com a direção do Aeroporto para conhecerem em detalhes a situação e os prejuízos que a falta de abastecimento às aeronaves comerciais causam à cidade.

Aviso prévio

Da reunião também tomou parte um representante da empresa Gol, Marcos Tognato, que informou aos presentes ser impraticável – economicamente – prosseguir com os voos para Campina sem o oferecimento de combustível.

Reapareceu

Diante da repercussão sobre o fato, o próprio concessionário – o empresário baiano Marcos Guedes – entrou em contato com a Infraero para informar que estaria abrindo negociações com a distribuidora Shell e que também aceitaria discutir o repasse da concessão.

Ações…

Objetivamente, a reunião noturna produziu as seguintes linhas de ação: a PMCG, através da Procuradoria Geral do Município, vai buscar caminhos jurídicos para destravar essa pendência, uma vez que os interesses do Município estão prejudicados.

… Imediatas

A Infraero local vai tentar avançar na busca de uma solução burocrática.

O empresariado campinense do segmento será sondado para eventualmente negociar o controle do posto do ´João Suassuna´.

Por aqui

A nossa parte: continuar acompanhando a evolução dos fatos, noticiando os desdobramentos e solicitando pressa para o desfecho.

Garimpo

Nota publicada no jornal Folha de São Paulo: “Um sinal de alerta acendeu-se entre tucanos e integrantes do governo: nos últimos dias, cresceu o temor de que o ministro Herman Benjamin recomende a cassação da chapa Dilma-Temer, sem separação de presidente e vice.

Instabilidade

Segue: “Benjamin é o relator das ações no TSE e já se fala que seu voto não demorará a ser divulgado. Para auxiliares de Michel Temer, uma recomendação dessa natureza geraria incertezas no mercado financeiro, ainda que ela precise ser ratificada pelo restante da corte”.

Ele vai…

O ex-candidato a prefeito e deputado Veneziano (PMDB-CG) anunciou ontem na ´Campina FM´ que encerrará em breve a ´quarentena´ de silêncio que se permitiu (ou se obrigou) após o insucesso eleitoral nas eleições deste ano.

… Emergir

“Falarei ao seu tempo. Precisava ter tempo suficiente para uma devida e mais profunda avaliação do que ocorreu em Campina. O tempo é necessário para que nós disponhamos a nossa opinião com muito equilíbrio, que sempre foi característica da minha personalidade”, enfatizou o ´V´, acrescentando que tem “muito o que falar”.

Repaginar

Espera-se que a jovem liderança campinense tenha assimilado as ´lições da rua´ e esteja apto a promover uma renovação em sua atuação política e na modalidade de interagir com o eleitorado.

Eleita

A juíza Maria Aparecida Sarmento Gadelha foi eleita ontem como a nova presidente da Associação dos Magistrados da Paraíba, com 194 votos, contra 108 dados à sua concorrente, a juíza Micheline Jatobá.

Situação

Aparecida era a candidata do – digamos – agrupamento existente na AMPB que controla o comando da entidade há 13 anos, desde a gestão do juiz Marcos Sales.

Engrossando

O que se observa com o passar dos pleitos é uma lenta, mas gradual estruturação da oposição.

O detalhe

Em Campina, Aparecida teve 35 votos, contra nove destinados a Michelini.

Sem continuidade

Houve uma mudança no estatuto da AMPB acabando com a reeleição, mas elevando o mandato de dois para três anos.

A posse ocorreu de maneira automática.

De volta

Com a renovação da diretoria da AMPB, o juiz Horácio Ferreira de Melo Júnior reassume a titularidade da 2ª Vara do Tribunal do Júri em Campina Grande.

 Várias…

Na sessão de ontem do Tribunal de Justiça ocorreram várias promoções, a exemplo de Vanessa Andrade Dantas Liberalino da Nóbrega (2º Juizado Auxiliar de Família da 1ª Circunscrição da Capital), Gilberto de Medeiros Rodrigues (1ª Vara da Fazenda Pública de Campina Grande) e Edailton Medeiros da Silva (2º Juizado Especial Cível de Campina).

Promoções…

Mais: juízes Antônio Gonçalves Ribeiro Júnior (6ª Vara Cível de Campina Grande), Marcos Aurélio Jatobá Filho (Vara de Feitos Especiais de Campina), Algacyr Rodrigues Negromonte (Vara Privativa da Infância e Juventude de Campina Grande), Ana Amélia Andrade Alecrim Câmara (6ª Vara Cível de João Pessoa).

Outras

Já pelo critério de merecimento foram removidos para a unidade de Campina Grande os magistrados Ramonilson Alves Gomes (1º Juizado Auxiliar Cível), Falkandre de Sousa Queiroz (1º Juizado Auxiliar Criminal), Déborah Cavalcanti Figueiredo (1º Juizado Especial Cível), Max Nunes de França (5ª Vara Cível) e Maria Aparecida Sarmento Gadelha (7ª Vara Cível – nova presidente da AMPB).

Todos contra

Nos discursos que o ex-presidente Lula verbaliza para os seus correligionários, o mundo está conspirando contra ele e o PT.

Isso foi reproduzido ontem, quando do lançamento de uma campanha em seu favor, em São Paulo.

O ´pacto´ contra Lula

“Tenho preocupação quando eu vejo um pacto quase que diabólico entre mídia, a Polícia Federal, o Ministério Público e o juiz (Sérgio Moro) que está apurando todo esse processo. (…) A menor preocupação é com a verdade”, discursou o ex-presidente.

Ainda em sua fala, Lula afirmou que “eu não tenho que provar minha inocência. Eles é que têm que provar a inocência deles na acusação que fizeram”.

O PSDC começa a sonhar alto na Paraíba...
Simple Share Buttons