Fechar

Fechar

Arimatéa Souza

quarta-feira, 28/06/2017

Instinto de sobrevivência

Debate reaberto

A Procuradoria-geral da República protocolou, no Supremo Tribunal Federal, uma Ação Direta de Inconstitucionalidade (Adin) contra a chamada ´lei da terceirização´.

A relatoria (por sorteio eletrônico) ficou com o ministro Gilmar Mendes.

Falha

A PGR alega que há inconstitucionalidade na mudança de regras do mercado de trabalho.

Violação

“A lei impugnada configura legislação socialmente opressiva e desproporcional, que incorre em desvio de finalidade, porquanto subverte os fins que regem o desempenho da função estatal, em violação do interesse público”, assinala o procurador Rodrigo Janot.

´Daqui…

A resposta à pergunta que encerrou a coluna de ontem veio com o pronunciamento que Michel Temer fez à nação.

… Não saio´

O presidente adentrou no recinto do pronunciamento, no Palácio do Planalto, tendo ao seu lado o deputado Aguinaldo Ribeiro (PP-PB), líder do Governo na Câmara Federal.

Nada de…

O secretário de Planejamento de Campina Grande, André Agra, esclareceu ontem que não existe nenhuma “decisão política” para a mudança de local do Parque do Povo.

… Concreto

Segundo ele, houve tão somente uma recomendação para um “estudo técnico” e um “pré-projeto”.

Expansão

Pessoalmente, André entende que “existe a necessidade de extensão das arenas”.

Última forma

A solenidade do ministro das Comunicações, Gilberto Kassab, com os radiodifusores da Paraíba foi transferida de Campina Grande para João Pessoa: sexta-feira, às 11 horas, na Estação Cabo Branco (Altiplano).

O detalhe

Kassab manteve na agenda a visita aos festejos juninos campinenses.

Visita

Amanhã, o senador Blairo Maggi (PMDB-MT), ministro da Agricultura, vai se encontrar (15h, auditório da FIEP) com lideranças do segmento rural em Campina Grande.

Sucessão

O executivo Marcelo de Castro é o novo superintendente do Aeroporto João Suassuna, em Campina Grande. É o primeiro funcionário de carreira do local a ocupar o cargo.

A posse ocorreu no último final de semana.

O detalhe

Daniel Sobrinho, ex-superintendente, deixou o cargo em decorrência da aposentadoria.

A ´ex´

“Resultado do Golpe de 2016: deixar o País nas mãos do único presidente denunciado por corrupção”.

Dilma Rousseff, ontem, nas redes sociais.

Proximidade

O prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo (PSD), teve a companhia do ex-deputado Ruy Carneiro, presidente estadual do PSDB, na visita que fez ontem aos festejos juninos na cidade de Cabedelo.

Com Zé

Por falar em companhia, o senador Raimundo Lira (PMDB) esteve nas festas juninas de Patos e Santa Luzia tendo ao seu lado o presidente estadual do PMDB, senador José Maranhão.

Pra torcida

O ex-presidente Lula ´saiu da toca´, ontem, para pedir a Michel Temer que antecipasse as eleições “e a gente pudesse escolher, antes de outubro de 2018, um novo presidente da República, um novo Congresso Nacional”.

Frágil

À ótica do petista, a “maioria” da base do governo no Congresso Nacional “está fragilizada tal é a grandeza da vontade da sociedade que o Temer deixe a Presidência”.

Em causa própria

Lula – à espera de sentença do juiz Sérgio Moro – declarou a uma rádio da Bahia que “a delação não pode ser avacalhada”.

Breque

O prefeito Romero Rodrigues (PSDB) anunciou ontem que sustou a intenção de criar a Secretaria de Habitação na estrutura da PMCG, em razão da queda nas receitas municipais.

Dança de cadeiras

O ´tucano´ acrescentou que deverá promover um remanejamento em seu primeiro escalão, com a finalidade de acomodar o deputado Tovar Correia Lima (PSDB).

Regresso

De sua parte, Tovar já se antecipou à definição de Romero e externou o desejo de reassumir a chefia de gabinete, cargo atualmente ocupado pelo deputado (licenciado) Manoel Ludgério (PSD).

Quarteto

Quatro deputados paraibanos integram a Comissão de Constituição e Justiça da Câmara Federal, primeira parada da denúncia da Procuradoria Geral da República contra Michel Temer.

Quem são

Efraim Filho (DEM), Luiz Couto (PT), Benjamin Maranhão (SD) e Pedro Cunha Lima (PSDB).

Sobrou

Preterido na eleição realizada ontem para a formação da lista tríplice de procuradores da República que desaguará na escolha do novo procurador geral da República, o paraibano Eitel Santiago criticou a condução das investigações inerentes à Operação Lava Jato no âmbito do Ministério Público.

Visibilidade

“O carnaval nas investigações não é conveniente a ninguém e prejudica a economia nacional. Elas podem ser feitas com o maior rigor possível, mas sem tanto estardalhaço nos meios da comunicação, até porque a lei diz que só devem ser divulgadas quando se instaura ação penal pública”, ponderou Eitel, na ´Correio FM´.

Motivo para insistir

Apesar do ´torniquete´ que se forma em torno de seu governo, é pouco provável que Michel Temer chegue ao gesto extremo de renunciar ao cargo.

Além das razões de natureza política, sobressai o pragmatismo: deixar a Presidência significaria a perda do famoso foro privilegiado para o próprio presidente e para todos os seus ministros que não sejam possuidores de mandato parlamentar.

Dito de outro jeito: seria optar entre um palácio e eventualmente um presídio.

O ´mago´ sumiu...

Me Aguarde

Palanque

Simple Share Buttons

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube