Fechar

logo

Fechar

Arimatéa Souza

terça-feira, 31/03/2020

Indústria mutilada

Atemporal

Tenho uma antiga amizade com o executivo da Rede Paraíba de Televisão Eduardo Carlos, que ontem perdeu inesperada e dolorosamente o seu filho primogênito Mateus.

A bem da verdade, nem saberia dizer se a recíproca é verdadeira. Isso não vem ao caso a tempo e a hora presentes.

Durante muitos anos tive com ele uma intensa convivência, à época em que atuei na Rede Paraíba de Comunicação.

Com o fim do Jornal da Paraíba impresso, nossos caminhos inevitavelmente se bifurcaram.

Estigma

Envolve Eduardo Carlos uma postura que desencadeou um preconceito relacionado a sua pessoa: quem não priva de sua convivência facilmente o rotula, por inspiração na aparência, como um sujeito arrogante e antipático, o que desagua em antecipado distanciamento.

Sem filtros

Visto com as lentes de aproximação, ele é um sujeito pacato, afável, de boa índole e de afeto imensurável para com filhos e demais familiares.

Reprimida

O contraste entre a realidade de seu íntimo e a imagem projetada potencializa e enraíza a sua dor.

Perfurante

Dor que já é desmedida na origem. Nada mais doloroso, único, intenso e inesquecível na vida do que quando o calendário é subvertido e os pais (pior ainda, os avôs) são compelidos a sepultar seus descendentes.

Hesitação

Nessas horas, é compreensível e humano titubear quanto a providência divina.

Ensinamento

Cabe lembrar uma frase recorrente nos shows da cantora Aline Barros: “Quando você passar por momentos difíceis e se perguntar onde estará Deus, lembre-se que durante uma prova o professor está em silêncio”.

A distância

A Eduardo e família o abraço que não cicatriza as feridas da alma, mas conforta pela via da cumplicidade na fé por intermédio das orações.

Da boca de…

“… A prioridade agora é conter a doença, a razão da crise…” (ex-ministro da Fazenda Henrique Meireles).

Sem…

O vereador Anderson Maia (PSB) cobrou ontem da mesa diretora da Câmara Municipal de Campina Grande a adoção de providências estruturais para a realização de sessões virtuais.

… Recesso

“É imprescindível e urgente que a Câmara possibilite as reuniões, para que os vereadores possam discutir os problemas que a cidade vem atravessando nesse momento”, enfatizou o socialista.

Vem aí

O governador João Azevedo (PSB) promete anunciar, ainda esta semana, um pacote de medidas sociais e econômicas na perspectiva de atenuar a crise atual.

O detalhe

Desde o final de semana que a Federação das CDLs da Paraíba vem cobrando essa iniciativa governamental.

Bola fora

A filial de João Pessoa do Makro promoveu um inconsequente ´queima´ de mercadorias, ontem, para zerar os estoques às vésperas da entrega do imóvel ao grupo Carrefour, que adquiriu as filiais da rede na região Nordeste.

Casa nova

O vereador campinense Ivan Batista (PSDB) informou, em entrevista à TV Itararé, que deverá optar pelo PSD para tentar uma mandato nas eleições deste ano.

Postergação

A Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB) prorrogou a suspensão das atividades legislativas até o dia 10 de abril por conta da pandemia do coronavírus.

´Pra casa´

O deputado Hervázio Bezerra (PSB) anunciou que está deixando o cargo de secretário de Esporte e Fazer do Estado para reassumir o seu mandato na Assembleia Legislativa.

O detalhe

Jutahy Menezes (Republicanos) volta à condição de suplente de deputado.

Ação…

As unidades da Alpargatas espalhadas pelo Brasil – Campina Grande e Santa Rita no meio – estão sendo adaptadas para a fabricação emergencial de máscaras e de jalecos, bem como calçados fechados para uso na rede hospitalar.

… Social

A empresa também anunciou a doação 100 mil pares de calçados para trabalhadores do setor de limpeza pública e igual quantidade de kits para moradores de grandes favelas (sabonete, álcool, artigo de limpeza e alimentos).

Alerta

O Papa Francisco voltou a se pronunciar, ontem, sobre a pandemia do coronavírus.

Ele externou a preocupação com o que chamou de “genocídio viral”, caso os países optem por dar prioridade à economia e não à saúde das pessoas.

Dois…

O ´sucessor de Pedro´ também exortou o mundo a fazer uma reflexão “no agora e no depois”.

… Tempos

“Porque se preparar para o depois é importante, pois há algumas consequências que deverão ser enfrentadas: fome, especialmente para pessoas sem trabalho permanente; violência; o surgimento de agiotas, a verdadeira praga de futuro social, criminosos desumanizados “.

Lições…

Há muitos anos, lideranças empresariais e políticas Brasil afora alertam as autoridades sobre o agudo processo de desindustrialização a que está sendo submetida a economia nacional, ao ponto de a participação do segmento no PIB (produto interno bruto – a soma da produção de riquezas) estar literalmente despencando.

… Da crise

Nessa situação aguda do coronavírus, invade-nos a sensação de impotência diante da incapacidade imediata de prover, através do parque fabril nacional, coisas elementares como máscaras, que precisam ser importadas da China.

Abdicação

Em muitos outros setores industriais abrimos mão da geração de empregos e de valores agregados (beneficiamento de matéria-prima) aqui no País para uma cômoda e imediatista importação, que agora, no calor das necessidades prementes, mostra mais uma de suas facetas adversas: o desabastecimento.

É preciso cantar

“O que será que me dá

Que me queima por dentro, será que me dá

Que me perturba o sono, será que me dá

Que todos os tremores me vêm agitar

Que todos os ardores me vêm atiçar

Que todos os suores me vêm encharcar

Que todos os meus nervos estão a rogar

Que todos os meus órgãos estão a clamar”

 (Chico Buarque)

O mandato de Bolsonaro ´subiu no telhado´...
Share this page to Telegram

Arquivo da Coluna

Arquivo 2019 Arquivo 2018 Arquivo 2017

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube