Jornalista há quase 30 anos, escreve a coluna Aparte desde 1991. Já trabalhou em TV, rádio e foi editor chefe do Jornal da Paraíba e colunista das TVs Cabo Branco e Paraíba. É comentarista político das rádios Campina FM, Caturité AM e editor do portal de notícias Paraibaonline.

domingo, 02/10/2016

Indiferença diante da urna

Silêncio antecipado

A juíza Adriana Lóssio, titular da 72ª Zona Eleitoral e responsável pela fiscalização da propaganda de rua em Campina Grande, procurou na tarde de ontem alguns candidatos a prefeito para apelar que não adentrassem pela noite fazendo campanhas pelos bairros da cidade, como forma de evitar indesejáveis imprevistos de última hora.

Salseiro

Foi feia a confusão entre o vereador Pimentel Filho (PSD) e o candidato a vereador Márcio Melo, anteontem, durante uma caminhada no distrito campinense de Galante.

Foi embora

Ao ponto de o prefeito Romero Rodrigues (PSDB) se irritar com o fato e abreviar a sua saída.

Da boca de…

“… Quem vende o voto é tão criminoso quanto quem vende o voto…” (Dom Manoel Delson, bispo de Campina Grande).

Agora é Lula

“Nem no pior pesadelo poderia imaginar o que está acontecendo conosco”.

Em recente comentário com correligionários.

Silêncio

Não houve qualquer registro de atividade no último dia de campanha do prefeitável Adriano Galdino (PSB-CG).

Apostas

Entre a classe política campinense, dois nomes despontam como ´campeões´ de votos na disputa por vagas no Legislativo: o estudante de Direito Renan Maracajá (PSDC) e Bruno Faustino (PSB), que atua no segmento da segurança privada.

Da boca de…

“… Analfabetos não podem fazer leis. Todos nós estamos vendo o custo que tem para nós uma lei mal feita…” (ministro Gilmar Mendes, presidente do TSE, sobrea Lei da Ficha Limpa).

Chegou o dia

Na mais insossa campanha de que se tem notícia em tempos recentes em Campina Grande, mergulhamos todos num domingo atípico, numa cidade que se mostrou indiferente, em boa medida, ao assédio pessoal e midiático dos concorrentes.

Sem estrelas

Uma campanha na qual as principais lideranças estaduais tiveram um papel secundário, até pouco perceptível, a exemplo do senador Cássio e do governador Ricardo Coutinho.

Causa & efeito

No caso de Cássio, a sua proeminência em escala nacional tem como contrapartida a contestação ostensiva por parte dos que não assimilam o afastamento da ex-presidente Dilma, processo do qual foi um dos principais protagonistas.

Dubiedade

No caso do atual governador, a sua estratégia de ´dividir as fichas´ entre dois ´aliados´ – Adriano e Veneziano –, como forma de assegurar um segundo turno contra o prefeito Romero Rodrigues (PSDB), corre o risco de malograr.

Mutilado

A estratégia de RC vai deixando no rastro um desgaste flagrante para o seu partido na cidade, que nessa empreitada sofreu uma abrupta intervenção no diretório municipal.

Descartados

Registre-se que também as grandes lideranças nacionais não foram demandadas para sensibilizar o eleitorado local, a exemplo do ex-presidente Lula e do senador Aécio Neves (PSDB-MG).

Nem cogitado

E nem se fale no presidente Michel Temer (PMDB), que tem amargado uma perseguição implacável por parte de ex-governistas, como também pelo fato de não ser um primor no item carisma.

Voo solo

Em João Pessoa, o PSB também purga – à luz das pesquisas – pela opção feita por Ricardo Coutinho de exercer um protagonismo político sem ´sombras´, ao ponto de ter perdido o ´aliado preferencial´ chamado PMDB.

Separação

RC também contribuiu – ou, no mínimo, consentiu – para o precoce fim da aliança com o prefeito Luciano Cartaxo (PSD), firmada em 2014.

Instabilidade

Na contabilidade socialista também deve ser computada a troca de candidatura em plena pré-campanha, com a saída de cena do secretario de Infraestrutura João Azevedo.

Vereança

Ainda mais insondável está a concorrência por cadeiras no Legislativo.

Tradicionalmente a disputa proporcional é ofuscada pela eleição do prefeito. Dessa vez, o imponderável se mostra com cores ainda mais fortes.

A chance para a compra

Como se não bastasse o desgaste visível da classe política e do parlamento em particular, adicionalmente existe uma fatia expressiva do eleitorado disposta a anular o voto proporcional, o que faz aumentar as chances de vitória por parte dos candidatos que buscam os eleitores ´pragmáticos´.

O cenário eleitoral com relação ao Legislativo pessoense não difere muito do quadro em Campina.

2018 pode acabar hoje precocemente para muita gente...
Simple Share Buttons