Arimatéa Souza

segunda-feira, 21/01/2019

Inconfidências de ´ex-amigo´

Lupa no parlamento

Em sua edição de ontem, o jornal O Estado de São Paulo informa que deputados de “pelo menos 16 assembleias legislativas são ou foram alvo de investigações sobre irregularidades cometidas nos últimos 16 anos relacionadas a salários e gratificações de servidores dos gabinetes.

A maioria dos procedimentos corre sob sigilo e apura suspeitas ou denúncias de repasse de parte dos salários ou benefícios a parlamentares e da contratação de “funcionários fantasmas”.

 

Destampou

A apuração veio à tona devido ao relatório do Conselho de Controle Atividades Financeiras (Coaf) sobre movimentação financeira atípica de funcionários e ex-funcionários da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro, entre eles Fabrício Queiroz, ex-assessor do deputado estadual e senador eleito Flávio Bolsonaro (PSL-RJ).

´Rateio´

“Costuma ser recorrente o que se convencionou a chamar de ´rachid´ – quando um servidor público divide parte do vencimento com o chefe ou empregador”, assinala a publicação.

ALPB

Na Paraíba, a publicação cita o deputado Manoel Ludgério Pereira Neto (PSD), que foi denunciado por peculato sob a acusação de contratar a própria empregada doméstica – Elizete de Moura – para o seu gabinete.

O salário de Elizete chegou a R$ 44 mil no período entre 2003 e 2009.

Da boca de…
“… É uma tendência que o nome dele seja confirmado no 1º biênio. Entretanto, ainda será objeto de discussões internas. O governo vai referendar nomes na Assembleia. Adriano Galdino tem um trabalho que o credencia estar nessa posição…” (governador João Azevedo, sobre a eleição do novo presidente da Assembleia Legislativa).

Ralo

A Operação Zelotes apurou que devido à corrupção ocorrida no âmbito do Carf (Conselho Administrativo de Recursos Federais), a Receita Federal deixou de arrecadar R$ 50 bilhões nos últimos quatro anos.

O detalhe

O Carf é o órgão que julga recursos de empresas contra multadas aplicadas pela Receita Federal.

Retaguarda

O advogado campinense Rodrigo Mota é o chefe de gabinete da secretária Ana Claudia Vital do Rêgo (Podemos) na Secretaria de Articulação Municipal do Estado.

Agilizar

Porfírio Loureiro, novo presidente da AESA, disse que uma de suas prioridades à frente do órgão estadual é “simplificar e desburocratizar ao máximo” os procedimentos administrativos.

Adiamento

O vereador (licenciado) Teles Albuquerque (PSC-CG) disse que só reassumirá o seu mandato parlamentar quando forem concluídas as principais obras em execução na sua Pasta (Esporte e Lazer), a exemplo da reforma no ginásio ´O Meninão´ e o ginásio de esportes no Parque Liberdade.

Pulverização

O governo federal constatou que existem mais de 200 sindicatos representando diversas categorias do serviço público federal.

Carão em…

“Vou decidir em primeiro de 1º de fevereiro o que eu faço normalmente com reclamações como esta. O Supremo não bateu o martelo que o foro deve existir para fatos ocorridos no cargo, e em razão do cargo? É por aí. O ministro Fux não seguiu a jurisprudência do meu gabinete. Estou cansado de receber reclamações desse tipo (como as de Flavio Bolsonaro). Processo não tem capa, tem conteúdo. Tenho negado seguimento a reclamações assim, remetendo ao lixo”.

… Público

Ministro Marco Aurélio de Mello sobre a decisão de seu colega Luiz Fux de suspender a investigação sobre o ex-assessor do senador eleito Flávio Bolsonaro, filho do presidente da República. Marco Aurélio é o relator do caso do caso no Supremo Tribunal Federal).

Tesourada

Durante a entrevista que concedeu na última quinta-feira, nas dependências do Legislativo campinense, a vereadora-presidente Ivonete Ludgério (PSD) informou que o prefeito Romero Rodrigues (PSDB) fará nos próximos dias o desligamento de 1 mil prestadores de serviço.

2ª feira filosófica

“Todo dia é uma ocasião especial. Guarde apenas o que tem que ser guardado: lembranças, sorrisos, poemas, cheiros, saudades, momentos”.

Escritora Martha Medeiros

Garimpo

Em reportagem publicada no final de semana, o jornal O Globo detalha a mais recente delação do ex-superministro dos governos Lula e Dilma, Antonio Palocci.

Leia trechos.

Temor da…

Palocci afirmou que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva não quis pagar pelo apartamento tríplex no Guarujá (SP) com seus próprios recursos porque um apartamento na praia sujaria sua biografia.

… Repercussão

“Por que você não pega o dinheiro de uma palestra e paga o seu tríplex?” – teria perguntado Palocci.

“Um apartamento na praia não cabe em minha biografia”, foi a resposta dada por Lula segundo seu ex-ministro.

Ideia fixa

“A única preocupação de Lula era preservar sua própria imagem, afastando-se deliberadamente dos momentos de ilicitudes e sistematicamente construindo versões que o isentavam de qualquer malfeito”, acrescentou Palocci.

Dentro do avião

No depoimento, ainda conforme o jornal, o ex-responsável pelo Ministério da Fazenda destacou que os pagamentos a Lula envolveram, inclusive, um encontro no avião da presidência da República e que chegou a repassar dinheiro dentro de caixas de celular e de whisky.

Cobranças

“Em São Paulo, recorda-se de episódio de quando levou dinheiro em espécie a Lula dentro de caixa de whisky até o Aeroporto de Congonhas, sendo que no caminho até o local recebeu constantes chamadas telefônicas de Lula cobrando a entrega”, relatou Palocci.

O ´dedo´ da ex-presidente

Ainda Palocci: “Durante o crescimento da Operação Lava-Jato, Dilma deu corda para o aprofundamento das investigações, uma vez que isso sufocaria e implicaria Lula”.

As condolências da coluna a Ricardo Coutinho. Mãe que se vai é lacuna impreenchível...
Share this page to Telegram

Arquivo da Coluna

Arquivo 2019 Arquivo 2018 Arquivo 2017

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube