Fechar

logo

Fechar

Arimatéa Souza

sexta-feira, 29/05/2020

Fratura exposta

Extrato da convulsão

O que você vai ler a seguir – admire ou não o governo atual; tenha ou não votado nele – não pode ser normal.

Mais do que isso não deve ter exaltado, nem mesmo tolerado.

Bolsonarista

Primeiramente, o que foi propagado pela ativista Sara Winter nas redes sociais, diante da operação da Polícia Federal para investigar a ´usina´ de fake News, realizada por determinação do ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal.

Agressividade

“Se eu pudesse, eu já estava na porta da casa dele (Alexandre) convidando ele para trocar soco comigo. Juro por Deus, essa é minha vontade, eu queria trocar soco com esse f… da p…, com esse arrombado. Infelizmente eu não posso, ele mora lá em São Paulo, né? Pois você me aguarde, o senhor nunca mais vai ter paz”.

´Se prepare´

Ainda a ativista: “A gente vai infernizar a tua vida. A gente vai descobrir os lugares que o senhor frequenta, quem são as empregadas domésticas que trabalham para o senhor”.

Devassa

“A gente vai descobrir tudo da sua vida. Até o senhor pedir para sair. Hoje (anteontem) o senhor tomou a pior decisão da vida do senhor”.

Prenúncio

Em live (internet) o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), filho do presidente, prognosticou um “momento de ruptura” no Brasil.

“Quando”

“Até entendo quem tem uma postura moderada, vamos dizer, para não tentar chegar a um momento de ruptura, o momento de cisão ainda maior, conflito ainda maior. Entendo essa pessoas que querem evitar esse momento de caos. Mas falando bem abertamente, não é mais uma opção de se, mas, sim, de quando isso vai ocorrer”.

Repetição

“E não se enganem, as pessoas discutem isso. Essas reuniões entre altas autoridades, até a própria reunião de dentro de setores políticos, eu, Bia (deputada federal), etc., a gente discute esse tipo de coisa porque a gente estuda história. A gente sabe que a história vai apenas se repetindo. Não foi de uma hora para outra que começou a ditadura na Venezuela, foi aos poucos.”

Tempero
Agora o próprio Jair Bolsonaro, começando por uma postagem em redes sociais na noite de quarta-feira: “Sinal que algo de muito grave está acontecendo com nossa democracia”.

Mais…

Na saída matinal do Palácio da Alvorada (residência da Presidência da República), ontem, Bolsonaro subiu novamente o tom das declarações.

Operação…

“Trabalhamos ontem (anteontem) quase que o dia todo voltado para uma causa, com dor no coração, ouvindo reclamos daqueles que tiveram sua propriedade privada violada. Não são bandidos, não são marginais, não são traficantes.

… Da PF

“Mais um dia triste na nossa história. Mas o povo tenha certeza, foi o último dia triste. Repito, não teremos outro dia igual ontem (anteontem). Chega. Chegamos no limite. Estou com as armas da democracia na mão.

Palavrão

“Acabou, porra! Me desculpem o desabafo. Acabou! Não dá para admitir mais atitudes de certas pessoas individuais, tomando de forma quase que pessoal certas ações.

Freio

“Nunca tive a intenção de controlar a Polícia Federal, pelo menos isso serviu para mostrar ontem (anteontem). Mas, obviamente, ordens absurdas não se cumprem. E nós temos que botar um limite nessas questões.

Monólogo

“(pergunta de um repórter) Quem está falando sou eu. Não estou dando entrevista. Quem não me quiser ouvir, pode ir embora.

Invenção

“Inventaram o nome gabinete do ódio, alguns acreditaram e outros foram além, abrir processo no tocante a isso. Não pode um processo começar em cima de um factoide. Em cima de uma fake News. Respeitamos os demais poderes, mas não abrimos mão que nos respeitem também.

Alvo

“O objetivo dessa ação é atingir quem me apoia. Se eu tivesse feito algo contra a esquerda, estariam dando pancada em mim. Eu convivo com a esquerda, posso não suportar, mas convivo. Não persigo a esquerda. Estão perseguindo gente que apoia o governo de graça. Querem tirar a mídia que eu tenho, a meu favor, sob o argumento mentiroso de ‘fake News.

Reversão

“A responsabilidade do que tornou-se público não é de nenhum ministro (do governo), é do ministro Celso de Mello (STF). Eu peço pelo amor de Deus, não prossiga com esse tipo de inquérito, a não ser pela lei de abuso de autoridade, que está bem claro, que (infringe a lei) quem divulga vídeos, imagens ou áudios do que não interesse do inquérito. Está lá, um a quatro anos de detenção.

Indireta

“(ao ministro Celso de Mello) O criminoso não é o Weintraub (ministro da Educação), não é o Salles (ministro do Meio Ambiente), não é nenhum de nós. A responsabilidade de tornar público aquilo é de quem suspendeu o sigilo.

Reciprocidade

“Respeito o Supremo Tribunal Federal, respeito o Congresso Nacional, mas para esse respeito continuar sendo oferecido da minha parte, tem que respeitar o poder Executivo também. Humildade, lealdade ao povo brasileiro, patriotismo, compromisso com o Brasil é o mínimo que se espera.

Não avançará

“Não vão fazer com que eu transgrida, que eu me transforme em um pseudoditador da direita. Isso não existe. Irei contra as últimas consequências com qualquer um do meu meio que por ventura pense dessa maneira”.

Flagrante

Salta à vista que crescentemente esse cabo-de-guerra é insustentável e inadmissível.

Nas circunstâncias atuais é também – e principalmente – uma desconsideração às milhares de vítimas da Covid-19.

Rota de…

Da parte do presidente, verifica-se a adversa conjugação entre sua limitação para o exercício pleno do cargo e a quase obsessiva intenção de blindar os seus filhos (flagrantemente inconsequentes).

… Colisão

Do lado de seus adversários e críticos, aflora o desejo indisfarçável de potencializar as limitações e rompantes presidenciais.

A lição que perderam

Bem lá atrás na história, na Grécia antiga, o filósofo Aristóteles ensinava que “a maioria dos homens é mau juiz quando seus próprios interesses estão envolvidos”.

É preciso recitar

“Coragem é a resistência ao medo, domínio do medo, e não a ausência do medo”

(Mark Twain, escritor americano).

´Deus na causa´...
Share this page to Telegram

Arquivo da Coluna

Arquivo 2019 Arquivo 2018 Arquivo 2017

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube