Fechar

logo

Fechar

Arimatéa Souza

sábado, 25/08/2018

Fôlego ´de menino´

Triangular

Um grupo de vereadores da base governista em Campina Grande deverá se reunir neste final de semana com o ex-governador e candidato ao Senado Roberto Paulino (MDB).

Não é que esse grupo ´rebelde´ tenha tido um súbito encantamento com o emedebista.

Mas querem ser notados pela família Ribeiro – a do vice-prefeito Enivaldo Ribeiro e da candidata ao Senado Daniella Ribeiro.

Artilharia

A campanha do presidenciável Geraldo Alckmin (PSDB), conforme o ´Estadão´, definiu que o tucano vai começar a bater na estratégia de campanha do PT de insistir na candidatura de Lula, mesmo ele estando preso e condenado em 2ª instância.

Calendário

Foi definida, através de reunião com as respectivas assessorias, a ordem de entrevistas com os candidatos a governador no programa ´Ideia Livre´ da TV Itararé: dia 4/9 – Tárcio Teixeira (PSOL); dia 11/9 – José Maranhão (MDB); dia 18/9 – Lucélio Cartaxo (PV); e dia 25/9 – João Azevedo (PSB).

Sempre às 22h15.

Desistência

A vereadora-presidente Ivonete Ludgério (PSD) está deixando o processo eleitoral deste ano como postulante à Câmara Federal.

Vai apoiar a ex-prefeita de Monteiro Edna Henrique (PSDB), esposa do deputado estadual João Henrique.

Botou as fichas

A previsão do cientista político Murillo de Aragão, da Arko Advice (e colunista do PARAIBAONLINE), é de que vai dar Fernando Haddad (PT) e Jair Bolsonaro (PSL) no 2º turno das eleições de outubro, com possibilidade menor de Geraldo Alckmin (PSDB) estar no páreo, caso o eleitor decida pelo ´voto útil´.

Cartas marcadas

A candidata a governadora pelo PSTU, Rama Dantas, lamentou ontem o fato de “nossas propostas sofrerem uma dificuldade imensa para chegar às classes trabalhadoras”, uma vez que a concepção do processo eleitoral “é feita para beneficiar os partidos tradicionais”.

´Queimação´

Rama também sublinhou que “a mídia faz uma propaganda extremamente negativa das candidaturas de esquerda”.

Mercantilização

Na sua participação na rodada de entrevistas da ´Campina FM´ com os candidatos a governador, Rama realçou que “as pessoas vivem numa situação tão precária, que acreditam que vão mudar a sua vida trocando o seu voto por alguma coisa”.

Aparência

Sobre os seus adversários, a candidata do PSTU enfatizou que “de dois em dois anos aparecem maquiando a realidade para mostrar o que eles não são”.

“A Paraíba do conto de fadas não existe”, emendou.

“Farra”

Rama Dantas frisou ainda que “os incentivos fiscais” no Estado “viraram uma farra”, e que os seus concorrentes na disputa “têm projetos para administrar para os empresários”.

Garimpo

“Acho que sou uma pessoa infeliz, no sentido de que estou sempre descontente com o que já fiz, estou descontente com que eu tinha que fazer hoje. É difícil aplicar a ideia da felicidade no meu caso porque eu me sinto muito insatisfeito com as coisas e comigo mesmo.”

Otávio Frias Filho, ex-diretor de redação do jornal Folha de São Paulo, que morreu esta semana.

Sábado é dia de poesia

“Errar é útil/ Sofrer é chato/ Sorrir é rápido/ Não ver é fácil/ Olhar é móvel/ Falar é mágico/ Desfazer é árduo/ Esperar é sábio/ Refazer é ótimo/ Amar é profundo/ Abraçar é quente/ Beijar é chama/ Pensar é ser humano…” (Zélia Duncan, que encerrou esta semana a 43ª edição do Festival de Inverno de Campina Grande).

´Batismo´

Com o seu ´glamour´ habitual, saiu ontem a 1ª pesquisa do Ibope acerca da sucessão estadual na Paraíba, encomendada pelas TVs Cabo Branco e Paraíba.

 

 

Alegoria verbal

Numa analogia com uma corrida de Fórmula 1, essa pesquisa inicial é uma espécie de largada para a fase decisiva da disputa.

Mas os posicionamentos demonstram quem melhor fez os ´treinos preparatórios´ que formam o ´grid´ de largada.

Duro na queda

Na corrida para as duas cadeiras no Senado pela Paraíba, o senador Cássio (PSDB) vem na dianteira (41% das intenções de voto), a despeito de toda a campanha de desconstrução comandada pelo governador Ricardo Coutinho (PSDB).

Incógnita

Na verdade, o ´fantasma´ que ronda o ´tucano´ é o 2º voto (ou opção) para o Senado, com alto índice de indefinição.

Vice-liderança

Até por estar há muito tempo ´colado´ nas andanças do candidato a governador João Azevedo (PSB), não surpreendeu o posicionamento de Veneziano na 2ª colocação (atrás de Cássio), com 33% das intenções de voto.

´Salve-se…´

A posição do deputado Luiz Couto (PT), com 22%, reflete a sua entrada com relativo atraso na chapa majoritária, o que poderá propiciar uma disputa predatória (e inevitável) com Veneziano em algumas regiões do Estado, em função da colocação de ambos na pesquisa Ibope.

Tempo perdido

A entrada atrasada na corrida eleitoral de Daniella Ribeiro (PP), com 14%, e Roberto Paulino (MDB), com 11%, igualmente reflete a falta de assimilação de seus nomes por parte do eleitorado estadual.

Potencial

O resultado para governador surpreendeu muito mais pelas intenções de votos apuradas do que pela ordem dos candidatos na pesquisa.

Com folga

Essa surpresa maior ficou para o senador José Maranhão (MDB), cuja liderança já era aguardada, mas num patamar bem mais modesto do que os 31% obtidos.

Noutras palavras

Cálculo simplório, mas didático: Zé poderia perder metade do que obteve no levantamento e ainda assim estaria da disputa para ir ao turno suplementar e decisivo.

Surpreendidos

Com uma chapa capenga e uma coligação acanhada, o desempenho de Maranhão assusta aos concorrentes por duas razões que saltam à vista.

Massificado

A primeira delas é que ter um nome conhecido na vida pública faz uma diferença enorme numa campanha eleitoral de ´manga curta´ como a atual.

Comedimento

Em segundo lugar, visivelmente os adversários de Zé estão poupando ataques à sua candidatura, por considerar que ela estava definhando com o passar dos dias e que era aconselhável não criar arestas, na perspectiva de tentar atrair o seu apoio para um provável 2º turno.

Redirecionamento

Esse raciocínio carece de reavaliação imediatamente, até porque atesta-se que as ´máquinas partidárias´ na retaguarda das campanhas de João Azevedo (PSB) e de Lucélio Cartaxo (PV) ainda não conseguiram inocular as suas existências perante fatia expressiva do eleitorado.

Passando a régua

José Maranhão mostrou algo inquietante aos olhos de seus concorrentes: tem gordura para queimar nos 40 dias que nos separam das urnas.

 

Oh ´bicho danado´ é o voto...
Share this page to Telegram

Arquivo da Coluna

Arquivo 2019 Arquivo 2018 Arquivo 2017

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube