Fechar

logo

Fechar

Arimatéa Souza

sábado, 18/04/2020

Fila milionária

O ´guru´ da esquerda

Em entrevista ao jornal britânico The Guardian, repercutida no Brasil pelo site Congresso em Foco, o ex-presidente Lula (PT) declarou que a política do presidente Bolsonaro pode levar o Brasil a repetir cenas devastadoras como as registradas no Equador, onde famílias tiveram de deixar seus entes queridos suspeitos de estarem infectados no meio da rua.

“Infelizmente, temo que o Brasil sofra muito por causa da imprudência de Bolsonaro”, acentuou.

Pensando…

O petista mudou a sua posição acerca de um eventual pedido de impeachment – até dias atrás era inteiramente contrário.

… Bem

“Não podemos apenas querer derrubar um presidente porque não gostamos dele [Mas] se Bolsonaro continuar cometendo crimes de responsabilidade … [e] tentando levar a sociedade ao matadouro – que é o que ele está fazendo – acho que as instituições precisarão encontrar uma maneira de classificar Bolsonaro. E isso significa que você precisará ter um impeachment”, afirmou Lula.

Dizimação

A Associação Nacional de Restaurantes estima que o setor de alimentação já demitiu cerca de 1 milhão de pessoas desde o início da crise desencadeada pela pandemia do novo coronavírus, noticiou o jornal Valor Econômico.

O detalhe

O setor encerrou 2019 com um faturamento de cerca de R$ 400 bilhões no país e aproximadamente 6 milhões de trabalhadores, de acordo com dados da entidade, que representa mais de 9 mil pontos comerciais.

Resgate

Em outra semana novamente tumultuada em nível local e nacional, passou um pouco ao largo na mídia a pioneira bênção apostólica do bispo diocesano de Campina Grande, Dom Dulcênio Fontes de Matos, domingo último.

A Coluna resgate hoje alguns trechos.

Ter fé

“A força do crer no Cristo Ressuscitado é o principal ímpeto da vida humana com dignidade. E, nestes dias de insegurança e de sofrimento causados pela presente epidemia, a fé faz-se mais que necessária, sendo o principal elemento vital para a humanidade.

Sempre presente

“Não uma fé qualquer, mas aquela verdadeira, prenhe de vida plena, porque é a única deixada por Aquele que não nos abandona, que sofreu, morreu e ressuscitou para dar-nos vida nova, a vida da graça, graça que se difunde nos mais diversos aspectos do nosso bom viver, ainda que com as suas desventuras e dificuldades cotidianas.

Penetração

“Desejo conceder a toda Igreja particular de Campina Grande, com os seus 61 municípios, a todo o rebanho a minha fraqueza confiado, a minha Bênção Apostólica. Tal como o sol que esparge raios para todos os lados, que ela adentre em todos os corações dos meus diocesanos.

Vítimas

“Entretanto, recordo-me mais estreitamente daqueles que contraíram a epidemia do coronavírus. E, na esperança e na certeza do Ressuscitado, afirmo: há vida, meu irmão, minha irmã adoentado.

Olhar…

“Penso nos diversos profissionais do campo da saúde: médicos, enfermeiros, auxiliares, todos os que lidam com a preciosidade da vida humana. Sois instrumentos hábeis nas mãos de Deus para levardes cura, alívio e conforto para tantos quantos buscam os vossos cuidados, exigidos por tamanha calamidade.

… Especial

“Vós que vos renunciais; vós que vos expondes ao perigo por amor e dedicação; vós que fazeis as vezes do Bom Samaritano, sabei que muito mais do que a nossa gratidão, a recompensa de Deus vos será dada profusamente.

 

Outras profissões 

“Lembro aqueles que trazem a ordem e a limpeza para a nossa sociedade em tempos tão difíceis. Profissionais que, no dia-a-dia, não são valorizados como deveriam. Espero que, de agora em diante, sejais encarados com grande dignidade e com estimável valor. A humildade do vosso trabalho não deve ser encarada como um serviço dispensável; antes é essencial o que fazeis com amor e com zelo.

Carentes

“Lembro-me dos mais empobrecidos, dos sem-teto, dos sem-comida, dos desempregados… Olhemos igualmente por eles, para que com a nossa ajuda fraterna possam sair da margem social, e que as dificuldades e os perigos que enfrentam sejam superados com a nossa solidariedade, com a nossa caridade, vendo em seus rostos a face do próprio Cristo, que Se identifica com eles.

Hora de união

“Pensemos nas nossas autoridades, na árdua labuta que têm e na grande missão que os aguarda. Superadas todas a divisões e rixas político-partidárias, superados os interesses subjetivos, governem o povo na concórdia, na ordem e no progresso, recordando-se sempre de que, em primeiro lugar, a vida humana vale mais do que outras dimensões sociais, econômicas e políticas.

Preces  

“Aos tantos pais e mães de família vai a recordação do Bispo de Campina Grande. Nestes dias de apreensão, fazei valer a sacralidade do vosso lar, cultivando nele os valores do Evangelho, fazendo valer a sua missão na sua igreja-doméstica. Rezai com os vossos filhos, orai em família! A vossa prece é forte, sabei disto! A força da fé vivida em família fortificará os vossos corações e lares.

Desejo

“Que esta bênção promova conversões sinceras ao coração aberto do Senhor Ressuscitado, nosso Cordeiro Pascal”.

Declive

Conforme informações da presidência da Petrobras, a queda nas vendas de gasolina no país foi da ordem de 60%, e do óleo diesel na faixa dos 40%.

Pior no caso do querosene de aviação: redução de 85%.

Sem esticar

O governador João Azevedo (Cidadania) se posicionou contra a proposta de prorrogação dos mandatos dos atuais prefeitos e vereadores, em função da pandemia do coronavírus.

Precocidade

“Acho que não se deve adiar as eleições por dois anos como algumas pessoas defendem. Acho muito prematura esta discussão”, assinalou.

Chegada

Ao se reportar à recente filiação ao seu partido do secretário de Saúde, Geraldo Medeiros, o governador comentou que o ato ocorreu “porque tínhamos um prazo. Ele pediu para se filiar ao Cidadania, e para nós é uma honra ter um profissional como Geraldo, que está conduzindo este trabalho de enfrentamento ao Covid”.

A perder de vista

A fila de pedidos de benefícios no INSS, à espera de apreciação pelo órgão, chegou a 1 milhão 629 mil segurados.

É preciso cantar

Duas músicas embalaram, quinta-feira última, a despedida do ex-ministro Henrique Mandetta do Ministério da Saúde, cantadas por servidores do órgão.

“Viver, e não ter a vergonha de ser feliz. Cantar e cantar e cantar, a beleza de ser um eterno aprendiz. Aí meu Deus, eu sei que a vida devia ser bem melhor e será”. (Gonzaguinha, compositor já falecido).

“Faça como um velho marinheiro, que durante o nevoeiro leva o barco devagar”.

(Paulinho da Viola, cantor e compositor).

O ministro mudou, mas o lema permanece: fique em casa!...
Share this page to Telegram

Arquivo da Coluna

Arquivo 2019 Arquivo 2018 Arquivo 2017

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube