Fechar

logo

Fechar

Arimatéa Souza

segunda-feira, 03/02/2020

Ficou pelo caminho?

Era só o que faltava

Sem muito alarde, os ministros do Tribunal Superior Eleitoral aprovaram, em dezembro último, uma Resolução que permite aos candidatos declararem como gasto eleitoral o combustível usado por veículos em carreatas de campanha, até o limite de 10 litros por carro.

Quem vai pagar?

O povo, através dos recursos públicos destinados ao chamado Fundão Eleitoral.

Inegociável

O prefeito Luciano Cartaxo (PV) mostra-se irredutível no tocante à indicação do ´cabeça de chapa´ pelo Partido Verde à sua sucessão, mesmo realçando a horizontalidade da aliança que tem com o PSDB e outros aliados.

Outro tom

“Agora, pré-candidato a conversa é completamente diferente. Nós temos um grande respeito pelos partidos aliados. Aqueles que tiverem suas pré-candidaturas, não serei eu quem vai interferir no lançamento dos seus candidatos. Mas a discussão será em outro patamar”, ressalvou LC.

Construção

O prefeito pessoense comentou ainda que “nós queremos dar continuidade a um programa de governo que está dando certo na cidade, que precisa avançar ainda mais. Dessa forma, vamos construir um nome com muita paciência política”.

Resgate

Em recente entrevista, na ´Correio FM´, o empresário e chanceler da Unifacisa Dalton Gadelha voltou a tratar sobre a sucessão campinense.

Vale a pena resgatar algumas de suas declarações. É o que segue.

Brilho

“Os meus olhos brilham mesmo quando se fala em ser prefeito de Campina Grande.

Sentimento

“O povo tem uma vontade de votar em quem está realizando, em quem quer fazer, em que está comprometido. Ninguém quer saber se o gato é preto ou branco, quer saber se ele pega o rato.

Apoio familiar

“O que um entra na luta, o outro entra. Essa não é a parte complicada, complicada é a gestão.

Corpo e alma

“Se o povo de Campina Grande me eleger prefeito, eu vou ser prefeito. Eu não posso estar misturando as coisas, não posso estar servindo a situações diferentes. Eu vou ter que me afastar da minha instituição e ser prefeito por inteiro”.

Materialização

O PT na Paraíba começa a dar concretude ao que determinou, há alguns dias, o ex-presidente Lula: ter candidatura própria a prefeito de João Pessoa.

Gancho

O mote para essa transição é a recente filiação do governador João Azevedo ao Cidadania (antigo PPS).

Avesso

“João se filia ao Cidadania, que não é um partido aliado do PT, que não está no campo das alianças e que, infelizmente, votou 90% das matérias do governo Bolsonaro e apoiou o impeachment da presidente Dilma”, verbalizou Jackson Macedo, presidente do diretório estadual.

Deliberação…

A cúpula partidária será convocada, em breve, para a tomada de posição acerca do apoio (e participação) no governo estadual.

… Colegiada

“A ideia é tomarmos uma decisão conjunta, amadurecida, conversada com todos, para que possamos ter um encaminhamento que melhor facilite o projeto que temos para João Pessoa e para o Estado”, assinalou o dirigente partidário.

Coadjuvante

Já o PT de Campina Grande, através de seu presidente, professor Hermano Nepomuceno, declarou que a nova legenda de João Azevedo “rompeu com a esquerda e passou a ser uma linha auxiliar do PSDB”.

“É um partido de centro-direita, com alguns grupos de direita”, cravou.

Apoio em bloco

“É uma pena, porque João foi eleito na perspectiva do apoio da frente democrática progressista. A esquerda toda votou e fez campanha para ele”, acrescentou Nepomuceno – que, em verões passados, presidiu o PPS na Paraíba.

Pautas…

No dia 19 de fevereiro, o Supremo Tribunal Federal vai julgar uma ação da CNI (Confederação Nacional da Indústria) sobre a tabela nacional de fretes.

… À vista
Está prevista para o dia 20 de maio, também no STF, a apreciação da constitucionalidade das medidas de juízes que bloquearam o aplicativo WhatsApp.

Bem longe

A médica Tatiana Medeiros, presidente do MDB em Campina, passa ao largo das indefinições partidárias.

Está em viagem ao exterior.

2ª feira filosófica

“Todas as grandezas do mundo não valem um bom amigo”.

Voltaire, escritor e filósofo francês.

Susto

Devido a uma queda, o bispo emérito de Palmares (PE) e originário do clero de Campina Grande, Dom Genival Saraiva de França, foi submetido a uma intervenção cirúrgica em Maceió (AL).

Já está em período de convalescença.

Alta

Após alguns dias internado, já está em casa (em Campina Grande) o professor aposentado da UEPB e padre Lourildo Soares.

Endosso

Para o deputado-presidente Adriano Galdino (PSB), o governador João Azevedo acertou ao optar por se filiar ao Cidadania.

“Eu acho que o governador fez a escolha certa em querer ter uma sigla partidária para fazer política”, frisou.

Só se for…

Ao ser questionado se acompanha João na nova casa partidária, Galdino pontuou exigências: “O Cidadania já tem um presidente, que é o Ronaldo Guerra, e nós ainda não conversamos sobre isso.

… No comando

Ainda Adriano: “Mas a minha condição é de sair para presidir uma legenda. Eu posso até ir para o Cidadania, mas só se tiver essa premissa de presidir o partido. Se não for assim, eu não irei”.

Jogo rápido

Coluna: Houve desdobramento político do afago público que o presidente Bolsonaro lhe fez recentemente em Campina Grande?

Ex-senador Cássio Cunha Lima: “Até aqui, não”.

Contagem regressiva...
Share this page to Telegram

Arquivo da Coluna

Arquivo 2019 Arquivo 2018 Arquivo 2017

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube