Fechar

Fechar

Arimatéa Souza

terça-feira, 15/05/2018

Exemplo extremo

A necessidade de voar

O homem é o seu estilo, proclama a filosofia. O deputado Rômulo José de Gouveia foi ao limite da existência terrena fiel às suas crenças e à sua compulsão em servir e ser absolutamente inquieto.

Ao contrário da recomendação médica para estender por mais alguns dias a sua internação, no sábado ele assinou um ´termo de responsabilidade´ para abreviar a sua alta.

Colheita precoce

O que se viu no domingo e ontem em Campina Grande foi a aglutinação, em presenças, dor e lágrimas do que ele plantou pela vida: amizades e generosidades.

Adeus

As cerimônias de despedida de Rômulo, na tarde de ontem, nas dependências do cemitério Campo Santo Parque da Paz, foram rápidas.

Prova viva

O primeiro a falar foi o deputado Manoel Ludgério, vice-presidente do PSD/PB: “Na vida pública difícil que vivemos hoje, é muito difícil encontrar um homem com a conduta de Rômulo. Aqui está a demonstração disso: uma legião de amigos que se multiplicam em tristeza e dor”.

Afago

“Deus lhe conforte e lhe dê muita força”, disse o deputado se dirigindo à viúva Eva Gouveia. “Ao meu amigo Rômulo, um beijo no coração”, finalizou.

Solidez

O senador Raimundo Lira (PSD) rememorou que conhecia Rômulo desde o longínquo ano de 1986, e destacou a afinidade dele com a sua esposa Gitana: “Ela abriu as portas de nossa casa, em 1988, em sua primeira eleição para vereador, para acolher Rômulo e os seus amigos. Foram 32 anos de uma amizade, de uma confiança, de uma estima recíprocas. Uma amizade marcada pelo coração”, discorreu.

Acolhedor

Lira sublinhou a característica marcante do deputado: “Era aberto para acolher todas as pessoas que o procuravam”.

Braços abertos

Ele assinalou que foi o “excesso de qualidades que levou Rômulo ao “excesso de trabalho, querendo resolver tudo de todos”.

Lacuna

“Vai fazer muita falta em Campina e em Brasília. Era o ´gordinho´ querido, amado e estimado por todos”, concluiu o senador.

Remediando

Amigo fraterno de Rômulo, o presidente nacional (licenciado) do PSD, Gilberto Kassab registrou em sua passagem ontem por Campina que “não há momento mais triste que esse. Todos nós estamos aqui tentando trazer a Eva, aos filhos e demais familiares aquela força que a gente sabe que não é suficiente e jamais será suficiente, até porque nada preencherá esse vazio”.

Envolvente

O ex-ministro registrou que em Brasília é “impressionante como Rômulo era querido”. Ele avançaria para disputar até mesmo a presidência da Câmara Federal, caso fosse reeleito este ano, projetou.

“Seria um fortíssimo candidato”, reforçou.

Incansável

“Rômulo encerra a sua carreira e deixa só saudades e lembranças boas nas pessoas. Trabalhava 24 horas por dia. Morreu trabalhando. Vocês terão muita saudade, como todos nós, mas também terão um sentimento de orgulho. Tinha nele um amigo, um irmão sincero”, acentuou o dirigente do PSD.

Sintonia

“Nos últimos anos, fui privilegiado de contar com o carinho, a confiança e a amizade. E a recíproca era muito forte. Tinha com Rômulo uma interlocução diária. Tinha nele um amigo e um irmão sincero”, sublinhou o ex-ministro.

Impensável

Por fim, Gilberto Kassab verbalizou que “jamais poderia esperar de tão cedo viver este momento: de estar aqui, mais uma vez em Campina, por causa do Rômulo. E dessa maneira”.

Ilimitado

Romero Rodrigues, entre lágrimas, começou a falar afirmando que Rômulo era “o mais atencioso (homem público) e de maior coração da Paraíba”.

“Exagerados”

“De tanto amor e de tanto carinho, terminou se excedendo e cuidando mais dos outros do que de si próprio (…) Somos uns exagerados. Não nos cuidamos e Rômulo era o mais exagerado de todos”, declarou RR.

Cumplicidade

“Rômulo passou pela vida pública e só soube fazer amizades. Foram tantos anos de lealdade e de confidências. Vai com Deus. Você, Rômulo, é um amigo e um irmão que a vida nos ofereceu”, concluiu o prefeito.

Testemunhos

Ao agradecer as manifestações de carinho e de conforto em nome de família, Pablo Gouveia (filho de Rômulo) disse que “nem precisa falar o que ele era para os paraibanos. Eu ouvi muitos testemunhos aqui, que foram muitos fortes. Eu sei o quanto ele fazia pelo povo. Mas cada um que passava dava um testemunho”.

Dimensão

“Eu via no meu dia a dia como ele era. Mas agora tive mais certeza do amor e do carinho que a população tinha por ele”, acrescentou.

O detalhe

Eva Gouveia ainda tentou falar às pessoas presentes, mas suas palavras se misturaram ao choro e ficaram inaudíveis.

Coração andante

“Eu nunca cheguei perto de Rômulo para não me sentir melhor. Rômulo vivia se doando e se expandindo. Rômulo sempre foi um coração ambulante”, proclamou o deputado Pedro Cunha Lima.

Lado a lado

O senador Cássio assinalou inicialmente que era um “momento difícil para se falar”.

E lembrou que “eu acompanhei Rômulo em sua trajetória integral. Temos uma vida inteira juntos”.

´Pai´

“Você pode ter um coração igual ao de Rômulo; maior é impossível”, enfatizou CCL.

Ainda segundo ele, “todos nós estamos sentindo nesse instante uma enorme perda.

Rômulo teve uma postura paterna em relação a milhares de pessoas”.

Vale a pena

“É momento de resignação e de compreender que a generosidade vale a pena. Toda generosidade que Rômulo teve durante a sua existência mostra que vale a pena ser generoso, humano, solidário, tratar as pessoas com respeito e dignidade; chamá-las pelo nome. E não há nada mais importante do que o nosso próprio nome. E isso demonstrava o significado de valor que ele dava a cada uma das pessoas”, discorreu o senador.

Assimilação

Presente ao velório, o bispo dom Dulcênio observou que “em apenas cinco meses que me encontro nessa diocese, já conheci o legado do deputado Rômulo Gouveia. E pude perceber que se tratava de um homem de fé, que preza pela família e pela sociedade”.

Solícito

Sebastião Tavares, pastor da 1ª Igreja Batista de Campina Grande (igreja na qual Rômulo congregava), pontificou que o deputado “sabia unir o seu destino ao destino de cada pessoa que se apresentava a ele. Saiba deixar as portas abertas de sua vida e de sua casa para todos”.

Homenagem

Às 22h15 de hoje, a TV Itararé exibirá a mais recente participação do deputado Rômulo Gouveia (PSD) no programa Ideia Livre, em novembro último.

Canal 18.1 (HD) e 19 (analógico) ou pela internet – www.tvitarare.com.br

Homenagem

O governador Ricardo Coutinho anunciou, ontem, que encaminhou projeto à Assembleia Legislativa com o objetivo de denominar a obra rodoviária Eixo das Nações, em Campina, com o nome de Rômulo Gouveia.

Uma despedida ao seu estilo

Rômulo Gouveia possuía dois lotes no Campo Santo Parque da Paz. Pela estrutura do local, esses espaços comportam até 12 corpos.

Diante das solicitações de eleitores e amigos, todos os espaços foram cedidos e estão ocupados. E ele teve que ser sepultado em outro local pertencente à sua família.

Assim era o ´gordo´: tinha o peso de sua generosidade e um coração hipertrofiado.

Esta é a 2ª coluna Aparte que não será lida por Rômulo Gouveia. É a ele dedicada, sob lágrimas pelo adeus e alegria pela amizade de muitas décadas...

Me Aguarde

Palanque

Simple Share Buttons

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube