Fechar

logo

Fechar

Arimatéa Souza

quinta-feira, 09/07/2020

Ex-senador não filtra apoios

Juros nas alturas

A questão do custo do crédito no Brasil está no rol dos principais problemas econômicos do País, ainda mais diante do tombo provocado pela pandemia.

O presidente da Câmara Federal, deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ) abordou o assunto em entrevista ao jornal Valor Econômico (SP).

“Não defendo congelamento de juros, tabelamento de juros. Eu defendo o fim dos produtos, como eles estão formatados. Qual é problema no cartão de crédito? O problema é o parcelado sem juros, que acaba concentrando em um número pequeno de pessoas os juros do cartão de crédito, com uma taxa muito alta. Cheque especial, ele representa uma participação pequena do crédito e uma participação razoável do resultados dos bancos”, avaliou Maia.

“Extorsão”

Ainda conforme o deputado, “o cartão de crédito tem que acabar no formato que está para que a taxa de juros caia, aí tem que ver o formato que tem que fazer. E o cheque especial, que você procure um outro formato. O cheque especial, no meu ponto de vista, é uma extorsão ao cidadão”.

Para o…

Viralizou nos meios jurídicos o ´cochilo´ ocorrido ontem, durante sessão de julgamento por videoconferência da 4ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça da Paraíba.

… Mundo

O procurador de Justiça José Raimundo mergulhou numa ´soneca´ durante a sessão.

Os desembargadores presentes não contiveram o sorriso.

Fora de…

Dirigente do PSC local, o ex-deputado estadual Renato Gadelha disse à Coluna que “não existe essa possibilidade” de aliança com o MDB para disputar a prefeitura campinense este ano.

… Cogitação

“Fazemos parte da base do prefeito Romero Rodrigues e vamos votar no candidato que for escolhido pelo grupo”, garantiu Renato.

Sem volta

O ex-senador Cícero Lucena (Progressistas) deverá assumir hoje, definitivamente, a condição de pré-candidato a prefeito de João Pessoa.

Será durante uma ´live´ denominada de “Pós-Pandemia. E agora, João Pessoa?”.

Começa às 11 horas.

Na tela

Cícero foi o entrevistado da noite de terça-feira no programa Ideia Livre da TV Itararé de Campina Grande.

Sem restrições

No programa, ele se mostrou receptivo a uma aliança com o governador João Azevedo (Cidadania).

Leia algumas de suas declarações.

Mudança…

“O PP me convidou dizendo que tanto poderia ir para compor os seus quadros, como seria  uma honra ter a minha candidatura a prefeito de João Pessoa, daí motivo de eu ter me desfiliado do PSDB, que já tinha candidato posto na rua (deputado Ruy Carneiro).

… De partido

“Eu deixei o PSDB porque o deputado Ruy Carneiro me perguntou, no ano passado, se eu seria candidato. Eu estava decidido a não voltar à vida pública. Existiram novos fatos e eu não achei justo ficar no PSDB para, eventualmente, disputar uma convenção, ou mesmo provocar a retirada da candidatura de Ruy.

Elegibilidade

“Ganhamos por unanimidade todas as ações criminais que existiam contra a minha pessoa. Depois de 15 anos, com muita paciência, equilíbrio e tranquilidade, consegui provar a minha inocência. E isso me dá total condições de ser candidato.

Prioridade

“O grande problema de João Pessoa hoje é a questão do transporte de massa. Nós estamos praticamente com as condições de 30 anos atrás, sem incorporar tecnologias.

Razões…

“Às vezes, eu sou indagado se estou voltando (à política) para lavar a alma, por tudo o que eu passei e sofri, e injustamente me foi atribuído. João Pessoa é uma cidade onde um candidato não pode ser candidato por vingança ou por revolta.

… Para voltar

“O candidato também não pode ser por experiência ou sonho. João Pessoa não pode ser uma cidade para as pessoas aprenderem a administrar!

Se eleito

“Vou pensar grande e na frente, e não apenas na rotina do dia a dia.

Preterições…

“Não olho para atrás, somente como aprendizado. Prefiro olhar para frente. Todos podem ter informações ou fazer avaliações equivocadas.

… No PSDB

“Em absoluto. Não guardo mágoas de Cássio (Cunha Lima) e Ruy Carneiro. Tenho ótimo relacionamento com eles.

Gratidão

“Não quero ser prefeito por orgulho ou por vaidade. Quero ser prefeito para servir e cuidar da cidade que quando eu vim do Sertão da Paraíba me acolheu. Sou muito grato a João Pessoa.

Disputa…

“Comparação pode servir para a história, mas não serve para resolver os problemas que a cidade enfrenta.

… Plebiscitária?

“Espero que o eleitor avalie a capacidade dos candidatos de resolver os problemas; que tenha coragem de enfrenta-los.

A campanha será…

“O eleitor vai querer muito mais discutir o papel do prefeito; quem é preparado e tem visão de futuro; quem tem compromisso de cuidar das pessoas. É será o mote maior.

… Nacionalizada?

“Não estamos discutindo eleição nacional nem estadual. Vamos discutir os problemas da cidade, diagnosticá-los e ter a capacidade de propor soluções.

Operação Calvário

“Cabe ao eleitor fazer essa avaliação. Com certeza ele vai refletir e vai comparar os candidatos.

Devassa

“De todos os homens públicos da Paraíba, o mais investigado e que conseguiu provar a sua inocência fui eu, porque estava com a verdade.

Participação

(na obra da transposição) “Deus quando lhe oferece as missões é para você cumpri-las, e não para se envaidecer, muito menos ficar querendo sempre o reconhecimento (…)

Projeção

“O Eixo Leste da transposição (do Rio São Francisco) vai servir no futuro a João Pessoa, através do Rio Paraíba.

Paralelo

“1 e meio do orçamento atual de João Pessoa é praticamente o correspondente ao orçamento dos 8 anos que eu tive como prefeito.

Futuro de Cássio

“O senador Cássio Cunha Lima tem serviços prestados à Paraíba, em vários níveis. O tempo irá se encarregar de que ele disponha e o povo da Paraíba assim o que queira.

Expectativa

(no 1º ou 2º turnos) “Espero o apoio dele (Cássio) e dos amigos dele.

Mandato integral

(se for eleito) “Eu tenho a total responsabilidade de saber a importância disso. Meu projeto é ser prefeito de João Pessoa, deixando e preparando a prefeitura de uma forma moderna e eficiente, onde um alvará de construção não demore seis meses para sair”.

Rola aproximação?

Ainda Cícero Lucena: “Estou fazendo um projeto para a cidade de Joao Pessoa (…) Se o governador (João Azevedo) considerar que os nossos projetos são importantes para a cidade e puder contribuir também com ideias, obviamente que ficaremos à disposição para receber essas ideais e receber o seu apoio”.

Teremos ´a maior abstenção eleitoral do mundo´?...
Share this page to Telegram

Arquivo da Coluna

Arquivo 2019 Arquivo 2018 Arquivo 2017

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube