Fechar

logo

Fechar

Arimatéa Souza

sábado, 17/11/2018

Estabilidade em xeque

Fermentada

Quando fevereiro chegar, na visão do deputado Hervázio Bezerra (PSB) – atual e provável futuro líder do governo na Assembleia Legislativa -, o governador João Azevedo (PSB) contará com uma bancada entre 25 e 27 deputados. Ou seja, a oposição poderá ficar restrita a menos de uma dezena de representantes.

É algo relevante para a coligação governista, que nas urnas elegeu em outubro último 22 parlamentares.

Embasamento

“Falo isso (aumento da bancada) pela minha experiência política e pelas sinalizações que tenho recebido”, verbalizou Hervázio ao participação ontem do programa ´Conexão Caturité´, na nova Rádio Caturité FM (104.1), de Campina Grande.

Fatura salgada

Na percepção do socialista, a oposição estadual “pagou muito caro” por sua postura no último pleito, e mesmo assim “ainda continua dizendo algumas besteiras”.

Congelamento

Hervázio afirmou aos ouvintes que “não vejo margem” para que a Assembleia possa reajustar a remuneração dos deputados no começo da próxima legislatura, mesmo com a aprovação parte do Congresso Nacional.

“Não vejo qualquer cenário para isso”, reforçou.

Antecipação

Será nesta 2ª feira – e não mais no dia 28 próximo, como anunciado inicialmente – a eleição da nova direção do Sebrae na Paraíba.

Na sede na entidade, em João Pessoa.

Gesto

A direção estadual do PT aguarda uma sinalização do governador eleito João Azevedo (PSB), no sentido de assegurar, por antecipação, a representação partidária na próxima legislatura, uma vez que o atual deputado Anísio Maia ficou na 1ª suplência.

´Mea culpa´

“O deputado Anísio Maia teve mais votos do que sete deputados que foram eleitos. Isso porque erramos na Coligação”, admitiu, ontem, Jackson Macedo, presidente do PT/PB.

Preferência

Para o petista, é mais relevante o PT ter espaço na ALPB do que eventualmente no secretariado do futuro governo.

Incorrigível

Apesar de toda carga negativa que o Judiciário enfrenta perante a opinião pública, o Tribunal de Justiça da Paraíba ´enforcou´ novamente ontem o expediente da sexta-feira, criando um ´feriadão´ onde ele inexiste.

Quem se habilita?

Está na praça um processo licitatório para a compra de combustíveis, aditivos e a lavagem dos veículos da frota, por parte da Prefeitura de João Pessoa.

3º turno

O deputado/padre Luiz Couto (PT) disse ontem que cogita ingressar com uma ação na Justiça Eleitoral contra a senadora eleita Daniella Ribeiro (PP), alegando a prática de abuso de poder econômico.

Sem perdão

“Fiz uma campanha limpa, assim como é a minha história de vida. A Paraíba fez a sua escolha. É necessário saber perder e saber ganhar, mas vale lembrar que calúnia dá cadeia”, rebateu prontamente a parlamentar.

Sem passividade

O presidente do Supremo Tribunal Federal, ministro Dias Toffoli, afirmou que a população brasileira deveria parar de “esperar tudo de um representante eleito” para ser mais autônoma.

Contenção

“Não podemos transferir ao Poder Judiciário todos os conflitos que existem na sociedade. Nós temos de investir numa mudança de cultura. A sociedade, através das suas organizações, das suas lideranças, também é responsável pela solução dos seus conflitos”, afirmou o ministro.

´Capitão´

“Qual a razão de incluir ideologia e politicagem nos testes que medem o conhecimento dos nossos alunos? Não devemos fabricar militantes, mas preparar o jovem para que se torne um bom profissional no futuro. O modelo atual não funciona, temos péssimos indicativos. É preciso mudar”

Presidente Jair Bolsonaro, sobre o Enem.

Sábado é dia poesia

“Deixa ser, tudo tem a hora certa para acontecer/ Deixa estar, o tempo sabe o jeito certo de curar…” (música Baobá, do cearense radicado em Campina Grande Sócrates Gonçalves, que ontem se apresentou no ´Palco Caturité´, na nova Caturité FM, 104.1).

Recondução

Dia 26 próximo, no prédio da Reitoria (bairro Jaguaribe, em João Pessoa), o professor Cícero Nicácio tomará posse em seu segundo mandato como reitor do IFPB.

Da boca de…

“.. Pensamento único é para ditadores. Verdade absoluta é para tiranos. A democracia é plural em sua essência…” (ministra Carmen Lúcia, do Supremo Tribunal Federal).

Carta de…

Em sua edição de ontem, o jornal O Globo detalha o documento que esta semana foi entregue ao presidente eleito por governadores igualmente escolhidos pelo voto popular este ano.

… Intenções

Batizado de “Carta dos Governadores”, o documento contém 13 prioridades sugeridas e/ou encaminhadas ao futuro ´governo central´.

Vínculo

Chama a atenção a proposta de “flexibilização da estabilidade” do servidor público, cuja demissão pela legislação atual só ocorre em situações extremas.

Bisturi

Os futuros governadores cogitam a possibilidade de desligamento do serviço público para atender aos limites impostos pela Lei de Responsabilidade Fiscal, se outras medidas adotadas para conter despesas, como a exoneração de comissionados, não surtirem efeitos.

Outras metas

Demais sugestões que constam da ´Carta´ entregue a Jair Bolsonaro: que os Estados possam explorar os portos e a infraestrutura aeroportuária; adoção de PPPs (parcerias público-privadas) no sistema penitenciário.

Na educação e saúde, os governadores solicitaram a “ampliação” do Fundeb, cuja vigência termina em 2020; e o reajuste da tabela do SUS, com correção dos pagamentos feitos a estados e municípios por procedimentos realizados.

E o preço da gasolina na Paraíba? Vai permanecer ´nas alturas´?...
Share this page to Telegram

Arquivo da Coluna

Arquivo 2019 Arquivo 2018 Arquivo 2017

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube