Fechar

logo
logo

Fechar

Arimatéa Souza

sexta-feira, 05/02/2021

Em dose dupla

Não vai cair

O deputado paraibano Aguinaldo Ribeiro (Progressistas) será mantido como relator da proposta de reforma tributária em tramitação na Câmara Federal.

Ajuda externa

O prefeito de Campina Grande, Bruno Cunha Lima (PSD), dependeu dos votos da bancada de oposição para obter a aprovação de um projeto que desapropriou um terreno público para a implantação de uma fábrica de motocicletas na cidade.

Sem barulho

Um grupo de vereadores governistas sutilmente deixou o plenário para uma sala anexa, com a finalidade de esvaziar o quórum.

Sem esperar

Com o prolongamento da sessão, surgiram múltiplas motivações de edis governistas para não esperar pela colocação em pauta do aludido projeto.

Caneta

Joelma Martins dos Santos foi nomeada, interinamente, como secretária de Assistência Social de Campina Grande.

Retrovisor

Arremate da coluna na edição de quarta-feira: “Olhos para o Judiciário…”

Dose dupla

Na manhã de ontem, em duas fases simultâneas, reapareceu com força no cenário político e administrativo do Estado a Operação Calvário, que muitos chegaram a pensar no seu definhamento, no rastro da desmobilização provocada pela Covid-19.

Superficial

O colunista ainda não leu em detalhes o embasamento para essa nova ação liderada pelo Ministério Público e com o aval do Tribunal de Justiça da Paraíba.

Lá atrás

Mas já é possível pontuar alguns aspectos, a começar pelo fato de as novas fases fazerem alusão ao que é considerado o ´marco zero´ das denúncias de recebimento de propina que envolvem o grupo do ex-governador Ricardo Coutinho (PSB).

Rastro inicial

A “Origem” de tudo remontaria ao período em que o ex-governador pavimentou, em 2010, a sua renúncia à condição de prefeito de João Pessoa – tendo cumprido menos de metade do segundo mandato – para enfrentar uma disputa (tida como desigual na época) com o então governador José Maranhão, do PMDB, pelo cargo de governador.

Outra área

Dessa vez, não se trata do ´lote´ de acertos considerados espúrios e que passam pela Cruz Vermelha Brasileira para a gestão de unidades da rede hospitalar estadual.

Debulhando

A vertente das fases atuais está apenas começando.

Trata-se de negociações inerentes à compra de livros didáticos e outros equipamentos para a área educacional, com propinas que chegaram a até 30% em algumas operações.

`Profético´

Voltam à tona, a propósito, as vigorosas declarações do então líder do bloco oposicionista na Assembleia Legislativa, deputado Raniery Paulino, no deflagrar da ´Calvário´, apontando que o pior das denúncias estaria por vir, citando justamente o setor da educacional.

´Café pequeno´

Severino Souza de Queiroz, chefe da Controladoria Geral da União na Paraíba, antecipou que as operações de ontem “foram só o começo. Mais contratos serão investigados. Muita coisa ainda há de vir”.

E se o ´mago´ decidir falar?...

Arquivo da Coluna

Arquivo 2019 Arquivo 2018 Arquivo 2017

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube