Fechar

Fechar

Arimatéa Souza

sábado, 21/10/2017

Ecos de um fim de semana

Curva de benefícios

A Secretaria de Previdência Social do Ministério da Fazenda divulgou que no ano passado 73% das aposentadorias concedidas pelo INSS por idade foram para trabalhadores de baixa renda que não contribuíram por 25 anos.

Rumo ao DF

O promotor de justiça de Campina Grande Clístenes Holanda passa a atuar, a partir da próxima terça-feira, como corregedor auxiliar no Conselho Nacional do Ministério Público, em Brasília.

Da boca de…

“… Nas respectivas proporções e pretensões, a ordem de um Marcola ou de um Fernandinho Beira-Mar, vinda da cadeia, é capaz de mais efeitos do que a fala oficial de um Michel Temer na TV…” (Jânio de Freitas, colunista do jornal Folha de São Paulo).

Na Serra

O presidente da Capes (Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior), Abílio Afonso Baeta Neves, visitou Campina Grande esta semana.

Ele teve reuniões na Reitoria da UFCG e concedeu audiência à direção da fundação Furne.

Sem alçar voo

“Eu estou muito bem onde estou”.

Foi o que disse o vereador-presidente Marcus Vinícius (PSDB), da Câmara Municipal de João Pessoa, ontem, ao descartar as especulações de sua iminente troca de partido.

Quebrou…

Esta semana a crise entre o PP e o prefeito Romero Rodrigues (PSDB) ocupou espaço generoso na pauta política do Estado.

… O gelo

Coincidentemente, houve um diálogo telefônico entre a deputada Daniella Ribeiro (PP) e o secretário de Comunicação do Estado (e articulador politico do governador) Luiz Torres.

´Ao que vai chegar´

No dia 24 de novembro o Teatro Facisa vai comemorar os seus cinco anos de existência com o show do cantor e compositor Toquinho.

A escolha do artista foi feita pessoalmente pelo chanceler da Unifacisa, médico Dalton Gadelha.

Sábado é dia de poesia

“Tem dias que eu fico pensando na vida/ E sinceramente não vejo saída./ Como é, por exemplo, que dá pra entender:/ A gente mal nasce, começa a morrer”.

Música de Toquinho.

Na boca…

O tema segurança pública permeou o noticiário de Campina Grande ao longo da semana que chega ao seu término.

… Do povo

E não era para ser diferente, em decorrência da sequencia preocupante de investidas (ousadas) a estabelecimentos comerciais e ao roubo em série de veículos.

Reação

A gravidade do momento levou a uma tomada de posição por parte de entidades representativas, a exemplo da Associação Comercial, CDL e Fiep.

´Surfistas´

Infeliz e paralelamente, a situação aflitiva abrir espaço para a contaminação por parte da política partidária oportunista e inconsequente, uma postura lamentável, desrespeitosa à comunidade e que não leva a absolutamente nada, além da ridicularização de seus protagonistas.

Bola fora

É o caso da proposta de solicitação de tropas federais para a cidade, que já nasceu com o estigma de extrapolar a competência legal dos legislativos municipais.

Cautela

É o tipo da iniciativa que melhor seria a pura e simples adoção do silêncio, na impossibilidade e/ou incapacidade de se tratar do assunto de forma criteriosa.

 

Indignação

“É um desrespeito ao trabalho da Polícia Militar”, bradou o comandante do II Batalhão de Polícia Militar, coronel Lamark Donato.

Derivações

Não menos inoportuno é o ´discurso-mantra´ dos responsáveis pela segurança pública, segundo o qual a violência é algo que perpassa a esfera policial, daí porque – subtende-se nas entrelinhas – pouco restaria a fazer ao aparato policial, cabendo à população ´domesticar´ o seu medo e aguardar melhorias num futuro incerto.

Frouxidão

“É o sistema legal frouxo”, ponderou o coordenador local da Polícia Civil, delegado Iasley Almeida.

Uma exceção

“O único dado negativo que temos é o roubo a veículo. É uma dívida nossa. Temos que correr atrás. Eu estou numa área muito difícil de se trabalhar, muito cobrada na opinião pública e a sociedade sente os efeitos e os insucessos de imediato”, buscou minimizar o secretário de Segurança Pública, delegado Cláudio Lima.

Consenso

É inegável que a violência tem razões múltiplas e históricas, notadamente num País de imensos desequilíbrios sociais e num instante que está com a sua economia cambaleante.

Transbordou

Agora igualmente é evidente que nas últimas semanas as ocorrências policiais passaram do limite do suportável, com os seus protagonistas demonstrando uma perceptível sensação de impunidade.

Vácuo

O Estado tem negligenciado, historicamente, no campo da segurança pública, principalmente no item recursos humanos.

E é dessa vulnerabilidade evidente que a marginalidade tem tirado proveito.

Modelar

O ´sonho de cidadania´ dos campinenses seria observar, no cotidiano da cidade, uma estrutura similar a que foi montada (semanas atrás) para acompanhar a recente passagem do ex-presidente Lula por Campina Grande.

Destino

E uma grande interrogação paira no ar: para onde foram levadas as centenas de carros roubados em Campina nesse segundo semestre, poucos dos quais recuperados pela polícia?

Grande volume

A interpretação clássica de que o roubo de carros seria o prenúncio de grandes assaltos já não é aceita em sua plenitude, porque o número de veículos é impactante.

Dar um basta!

Enfim, algo precisa ser feito; as estratégias e/ou prioridades carecem de ser revistas.

São João Paulo II dizia que “a violência destrói a dignidade da vida e a liberdade do ser humano”.

Convite…

Os ministros do Tribunal de Contas da União Vital do Rêgo (PB) e Bruno Dantas, com suas mulheres, passaram um final de semana, em junho do ano passado, na mansão de Joesley Batista (Grupo JBS/Friboi), em Angra dos Reis (RJ), noticiou a revista Veja.

… Controverso

Dantas disse que o encontro não teve a finalidade de cooptá-lo, revelando inclusive que chegou a votar a favor do prosseguimento de uma investigação sobre o conglomerado.

Silêncio & voto

Vital do Rêgo não falou com a revista, mas na semana passada votou a favor da continuidade do processo contra a JBS, por conta dos empréstimos do BNDES.

Quais os ´Planos B´ de Cartaxo e de Romero?...
Simple Share Buttons

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube