Jornalista há quase 30 anos, escreve a coluna Aparte desde 1991. Já trabalhou em TV, rádio e foi editor chefe do Jornal da Paraíba e colunista das TVs Cabo Branco e Paraíba. É comentarista político das rádios Campina FM, Caturité AM e editor do portal de notícias Paraibaonline.

sexta-feira, 02/12/2016

Debate infrutífero

Bem instalado

O apartamento onde mora Fábio Luís Lula da Silva, primogênito do ex-presidente Lula, foi adquirido por R$ 3 milhões e recebeu reformas, armários e eletrodomésticos que, somados, custaram R$ 1,6 milhão.

É o que revela investigação desenvolvida pela Polícia Federal, conforme publicou ontem o jornal O Globo (RJ).

Tilintar

A reforma no imóvel ficou em R$ 772,7 mil; os armários planejados custaram R$ 725,8 mil; e os eletrodomésticos, R$ 130,8 mil.

Só lembrando

´Lulinha´ é o filho do ex-presidente que foi agraciado com milionários contratos da empresa OI, apesar de ter em seu nome apenas uma microempresa.

Na Serra

O dia 8 de dezembro está destinado na agenda do presidente Michel Temer (PMDB) para uma visita a Campina Grande.

Prontos…

… Para a diplomação. A Justiça Eleitoral em Campina Grande acolheu todas as prestações de contas dos candidatos eleitos nas eleições municipais deste ano.

Duro na queda

O vereador Durval Ferreira (PP) garante que já conta com o apoio de 14 dos 27 vereadores eleitos em João Pessoa para continuar na presidência do Poder Legislativo.

Sobra de apoios

O problema é que o vereador Marcus Vinicius (PSDB) assegura que tem o apoio dos 15 vereadores eleitos.

Ou seja, alguém está blefando ou sendo enganado.

Mediador

Durval disse esperar que o prefeito reeleito Luciano Cartaxo (PSD) entre em campo: “Eu acredito que ele deva entrar no jogo, como na eleição passada, e tentar ver se consegue haver um consenso”.

Troca de…

De forma (aparentemente) inesperada, foi anunciada ontem à noite uma mudança no secretariado estadual: Cláudia Veras é a nova secretária da Saúde, sucedendo a Roberta Abath.

… Comando

Cláudia Veras, formada em Enfermagem pela UFPB, era secretária executiva do Desenvolvimento e Articulação Municipal, e já havia ocupado a Secretaria Executiva da Saúde no 1º mandato do governador Ricardo Coutinho.

Canetadas

Será divulgado nesta sexta-feira, em Campina Grande, mais um lote de sentenças do ´Mutirão´ do Tribunal de Justiça da Paraíba no combate à improbidade administrativa.

Contestação

O deputado Manoel Júnior (PMDB), em entrevista ontem à TV Itararé, negou que tenha votado favoravelmente à desfiguração da emenda popular que visava coibir ainda mais as práticas de corrupção no País.

Avanço

“Fomos mais além do que o que foi sugerido pelo Ministério Público Federal”, frisou o peemedebista, para enfatizar que “não estamos tentando penalizar quem atua dentro da lei”.

Aglutinação

Ao comentar o fato de ter sido eleito praticamente por aclamação para dirigir a Associação Comercial de Campina Grande ao longo dos próximos dois anos, o empresário Marcos Procópio disse que o fato denota uma “tentativa de ter mais coesão do que divisão”.

 

Indução

“Esse modelo leva ao fortalecimento do associativismo”, emendou.

Postos de trabalho

Ao falar sobre os planos para a sua gestão, Marcos disse que pretende “trazer a experiência” que acumulou como secretário executivo de Desenvolvimento Econômico do Estado.

“Emprego é o maior programa social que pode existir”, vaticinou.

Alavanca

Marcos Procópio revelou que percorreu nos últimos meses várias cidades de médio porte pelo mundo, recolhendo a constatação de que “a economia é a base da prosperidade das cidades emergentes”.

Resistência

Dezenas de promotores de justiça e juízes se reuniram, na tarde de ontem, no Fórum Afonso Campos, em Campina, para deflagrar a mobilização pública pela manutenção das prerrogativas inerentes às duas categorias de operadores do direito.

Interesse maior

“Essa luta não é só nossa. Estamos conclamando a sociedade, porque estamos em defesa dos interesses da sociedade”, assinalou o juiz Horácio Ferreira de Melo Júnior, que coordenou a mobilização na cidade.

“Começaram a amedrontar o Judiciário e o Ministério Público”, alertou.

Sem recuar

Horácio registrou que “nada, absolutamente nada, intimidará juiz ou promotor neste Estado”, e que “não temos receio de enfrentar os poderosos e fazer o que a lei determina”.

“Nós não vamos nos calar. Perdemos a primeira batalha, mas não perdemos a guerra”, emendou.

Reavaliação

O juiz Horário Ferreira revelou aos presentes que “alguns deputados paraibanos já me ligaram hoje (ontem) e disseram que queriam reavaliar” o voto dado, “porque sequer conheciam a essência das medidas”, algo que só é possível de ocorrer se o texto aprovado pela Câmara Federal for reformado pelo Senado (onde já tramita), o que obrigaria a devolução da matéria para reexame por parte dos deputados.

Compromisso

O magistrado informou ainda que os três senadores paraibanos (Deca, Raimundo Lira e José Maranhão) já teriam garantido que “esse ´pacote de maldades´ não passará no Senado”.

Dedicação

Horário Ferreira reconheceu, ao final de suas palavras, que “temos a consciência de que precisamos mostrar mais serviço à sociedade. É preciso cada juiz dar o máximo de si”.

Avalanche

Mas o juiz ressalvou que o Poder Judiciário se depara no País com mais de 100 milhões de ações em tramitação, sendo que cerca de 800 mil delas na Justiça Comum da Paraíba, o que transparece – para ele – “um sentimento de cidadania e de confiança no Judiciário”.

Sem amarras

O procurador Bruno Barros, que representou o Ministério Público Federal, disse que é imperiosa a liberdade de atuação do MPF, “acertando ou errando, mas sempre agindo com independência”.

Sem o menor sentido

É lamentável a nova contenda pública estabelecida entre o governo estadual e a prefeitura campinense acerca do abastecimento d´água.

A situação é crítica, preocupante, e está a merecer parcerias, soma de esforços, e não desavenças de natureza política. Perder tempo e energia nesse bate-boca inconsequente significa também perder de vista a aflitiva situação da população, razão de ser do serviço público.

Quem comandará a oposição em Campina em 2017?...
Simple Share Buttons