Jornalista há quase 30 anos, escreve a coluna Aparte desde 1991. Já trabalhou em TV, rádio e foi editor chefe do Jornal da Paraíba e colunista das TVs Cabo Branco e Paraíba. É comentarista político das rádios Campina FM, Caturité AM e editor do portal de notícias Paraibaonline.

terça-feira, 26/09/2017

De volta ao leito natural

Sem nitidez

Líder do Democratas na Câmara Federal, o deputado Efraim Morais abriu espaço, ontem, para falar um pouco acerca da ´política paroquial´.

“O que eu tenho visto para 2018 é um cenário de muita indefinição”, frisou.

Largada

À ótica do demista, Ricardo Coutinho “já colocou o nome de João Azevedo (secretário de Infraestrutura do Estado) como pré-candidato a governador. Acho que foi uma decisão acertada, para não repetir os erros das eleições de 2016 em João Pessoa e Campina, quando o nome (do candidato) apareceu de última hora”.

Pífio

“Em Campina, foi um resultado bastante deficitário”, grifou.

Em aberto

Efraim observou que “a própria decisão do governador de ficar ou de sair (do governo, para se candidatar em 2018) é uma coisa que ele vai refletir até o dia 7 de abril”.

Compartilhamento

“Acho que as decisões ainda estão muito internas, do ponto de vista do governador. Espero que esse diálogo se aprofunde com os aliados, porque essa não é uma decisão para pertencer a apenas uma cabeça. É uma decisão que deve ser conversada, construída e dialogada por todo o arco de aliança que hoje ajuda a governar o Estado”, discorreu o deputado na ´Campina FM´.

Feito a…

Para Efraim Filho, “temos que sentar à mesa e montar uma chapa. Não tenho dúvidas de que o DEM tem envergadura politica para ocupar um desses espaços: são 20 prefeituras. O DEM tem tido esse perfil de ser o fiel da balança no resultado final das eleições” na Paraíba.

… Diferença

“A construção da chapa tem que ser dialogada conosco”, lembrou.

Equívoco

O líder do DEM comentou ainda os gestos de Ricardo Coutinho em direção ao senador José Maranhão e, por extensão ao PMDB: “Ele fez esses movimentos com o PMDB. São legítimos, apesar de eu discordar, já que Maranhão diz em todo canto que não abre mão da cabeça de chapa. Esse diálogo enfraquece a candidatura de João Azevedo”.

Escolha…

Reconduzido ao comando do PSB/PB no final de semana, Edvaldo Rosas disse ontem que Azevedo é o melhor nome para o governo em 2018.

… Consumada

“Ele é um supersecretário que toca obra na saúde, na infraestrutura, na educação e nos recursos hídricos. Ele é uma mistura de técnico com político, mais técnico que político, mas que essencialmente conhece o projeto da Paraíba e conhece o Estado muito bem”.

Como é?

Supersecretário na administração Ricardo Coutinho? Rosas se deu conta do que disse?

Episcopado

De hoje até o dia 29 próximo acontece no Convento Ipuarana, em Lagoa Seca, a 52ª Assembleia Pastoral da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) Regional Nordeste 2, que congrega as dioceses da PB, PE, RN e AL.

Da boca de…

“… Estudos apontam que, em todo mundo, e também no Brasil, a democracia está sendo desafiada pelo crescimento do número de apoiadores de posições totalitárias. Diminui a confiança nas instituições, apontam pesquisadores…” (Raquel Dodge, nova procuradora geral de Justiça, ontem, na cerimônia de posse de conselheiros do Conselho Nacional do Ministério Público).

Debate

O advogado e professor da UEPB Harrison Targino é o entrevistado de hoje no programa ´Ideia Livre Política & Economia´, que começa às 22h15 na TV Itararé: canal 18.1 (HD) e 19 (analógico), como também pela internet: www.tvitarare.com.br

Recorrente

Ricardo Coutinho voltou a falar, ontem, sobre o (aparente) dilema entre concluir o mandato ou concorrer às eleições que se aproximam.

Futuro do…

“Seria muito fácil, para mim, pensar em mim primeiro. Mas estou convencido de que o Estado está evoluindo muito e, se consolidarmos isso, a Paraíba será o melhor estado do Nordeste.

… Pretérito

“Eu só sairia candidato se eu tivesse absoluta certeza de que nenhum dos meus companheiros, de que tudo isso que nós construímos, não seria abalado minimamente. A minha permanência no governo nos dá grande chance de vencer as eleições”, completou.

Tradução

Coloquemos a luz solar sobre as palavras do governador: ele só disputa 2018 se a sua vice-governadora Lígia Feliciano (PDT) renunciar com ele.

Objetividade

É de uma clareza cristalina a decisão do presidente do Tribunal Regional Federal da 5ª Região – TRF5, desembargador federal Manoel Erhardt, de sustar uma liminar dada pela 4ª Vara da Fazenda Federal, com sede em Campina Grande, que havia determinado a retomada do racionamento d´água em CG e mais 18 cidades.

Fora da…

O presidente do TRF5 assinalou que não cabe ao Judiciário fazer análise técnica sobre a necessidade, ou não, do racionamento de água.

… Competência

“O que os entes administrativos tencionam garantir aqui, portanto, é a sua competência para deliberar acerca do reinício/suspensão do racionamento, dado que, na decisão verberada – ressaltam –, deixou-se a critério do próprio Judiciário definir os requisitos e a data para retorno do regular fornecimento de água”, cita o magistrado em sua decisão.

´Cada qual no seu cada qual´

Manoel Erhardt enfatiza adicionalmente, conforme o TRF5, que cabe às autarquias demandadas (Cagepa, AESA e ANA) deliberar acerca da gestão dos recursos hídricos, sendo certo que foram constituídas para este fim e que detêm o conhecimento técnico para tal.

“A assunção da competência pelo Judiciário para deliberar acerca de quando se iniciará ou suspenderá o racionamento (e de qual a sua extensão) importará em dificuldade para o próprio gerenciamento dos recursos hídricos na região”, esclareceu o presidente do TRF5.

PT e PMDB recomeçam a ´paquera´...
Simple Share Buttons