Fechar

logo

Fechar

Arimatéa Souza

quarta-feira, 04/10/2017

Convergência tucana

´Mico´ à vista

O ministro (que não se contem) Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal, alertou ontem para o risco de o STF “acabar nos (programa dos) Trapalhões”.

“Nós temos já vários senadores e deputados com denúncia recebida. Nesse caso, também nós deveríamos afastá-los? E aí nós podemos afetar a Câmara?” – indagou.

 Estímulo

“Aí você vai dar para o juiz a possibilidade de prender o parlamentar em 1º grau? De determinar escutas, busca e apreensão? Tudo isso é convite para crise, e a gente já sabe que não vai dar certo”, argumentou Gilmar.

Primeira dama

“Eu nunca vislumbrei a possibilidade de ser candidata. O político lá em casa é Romero (Rodrigues). Eu só o acompanho e o ajudo no que for preciso. Essa discussão (sobre a candidatura do marido) vai ser feita em 2018, pois tem muita água para rolar debaixo dessa ponte”.

Micheline Rodrigues, ontem, em entrevista.

´Isonomia´

O vereador Renan Maracajá (PSDC) remeteu oficio ao governo estadual solicitando que seja estendido, ao posto de abastecimento instalado em Campina Grande, a mesma alíquota diferenciada de ICMS sobre o querosene de aviação concedida ao Aeroporto Castro Pinto (JP).

O detalhe

A medida contribuiria decisivamente para a atração de novos voos para a cidade.

Aval

A Assembleia Legislativa aprovou ontem, com os votos contrários da oposição e em regime de urgência, a autorização para que o Executivo contraia um empréstimo de R$ 189 milhões para obras de infraestrutura.

Foi mal

O senador José Maranhão, presidente do PMDB/PB, disse ontem que o presidente nacional (interino) do partido, senador Romero Jucá (RR), esqueceu de incluir a Paraíba entre os prováveis Estados nos quais o partido terá candidato a governador.

Consumado

“Nossa Executiva já decidiu que o PMDB terá candidatura própria. Romero Jucá tem reiterado apoio e solidariedade comigo”, assinalou Zé.

Intensivão

O presidente Temer promoveu, ontem, uma verdadeira ´romaria´ ao seu gabinete.

Ele recebeu praticamente 10% dos integrantes da Câmara Federal (cerca de 50 deputados) para pedir apoio e celeridade no arquivamento da mais recente denúncia da Procuradoria Geral da República.

Conterrâneos

Entre os deputados, pelo menos dois paraibanos: Efraim Filho (DEM) e Benjamin Maranhão (SD).

Degelo

Uma saudação recorrente de Temer, no começo dos diálogos: ´como o governo pode ajudar o seu mandato?´

Fé ´blindada´

A Câmara Federal aprovou ontem a isenção de cobrança de tributos da União incidentes sobre patrimônio, renda ou serviços para igrejas e instituições de ensino vocacional.

Alcance

A isenção valerá por cinco anos para entidades que exerçam atividade de assistência social, sem fins lucrativos.

Nem JC…

Houve outra concessão: o perdão de dívidas tributárias com a Receita Federal de igrejas, entidades religiosas e instituições de ensino vocacional sem fins lucrativos.

… Faria tanto

A remissão inclui débitos inscritos ou não na Dívida Ativa da União, inclusive os que foram objeto de parcelamentos anteriores ou que são alvo de discussão administrativa ou judicial.

Ninguém sai

Ainda nas votações relacionadas ao novo Refis, os deputados rejeitaram uma emenda (do PSOL) para proibir políticos, funcionários públicos e suas empresas de aderirem a esse novo parcelamento.

Placar incontestável: 205 a 164.

´Por que não eu´?

“Daqui a pouco só em ser político já vai ser crime”, justificou o líder do governo, Aguinaldo Ribeiro (PP-PB).

O detalhe

Os deputados e senadores devem à Receita Federal R$ 533 milhões – como pessoa física ou jurídica.

E já têm R$ 300 milhões refinanciados de outras versões do Refis.

Agora é Lula

“Não tenho pretensão de me matar. Vou enfrentar. Já provei minha inocência. Quero que provem uma única culpa”.

Em evento, ontem, no Rio de Janeiro.

Ajuda

Romero Rodrigues (PSDB) anunciou ontem que remeteu ao Legislativo um projeto que concede uma bolsa para as mães que possuem filhos com microcefalia.

Longe das urnas

“Não há pensamento nem pretensão de candidatura de Micheline (sua esposa). A preço de hoje, possibilidade nenhuma de candidatura dela”, esclareceu o prefeito.

Desdobramento

“O que estamos falando (sobre sua eventual candidatura a governador) é de um projeto politico para Campina; do resultado de uma gestão que está dando certo”, frisou Romero, na ´Correio FM´.

Nada impede

Sobre a construção da chapa majoritária oposicionista para 2018, Romero comentou que “não há razão, de forma nenhuma, para a minha candidatura ser fator impeditivo para a postulação dos demais membros do PSDB. Acho que não há nenhuma restrição”.

Adequação

Não deixa de ser sintomático. Num intervalo inferior a 24 horas, o senador Cássio e o prefeito Romero ajustaram a avaliação que prevalecia no ambiente oposicionista, segundo a qual a presença de ambos na chapa majoritária de 2018 era, do ponto de vista estratégico e geográfico, pouco recomendável.

Resta saber a reação das demais legendas que integram esse arco oposicionista.

O ´mago´ se movimenta para tentar ´reconquistar´ Campina...

Arquivo da Coluna

Arquivo 2018 Arquivo 2017 Arquivo 2016
Simple Share Buttons

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube