Fechar

logo

Fechar

Arimatéa Souza

sexta-feira, 20/07/2018

Congresso no fundo do poço

Puxaram as rédeas

O PP – aqui e acolá – é pragmático. Entenda-se como um partido que se move, fundamentalmente, por seus interesses.

Quando o PP e os demais partidos que integram o ´Centrão´ – Democratas, PRB, Solidariedade e mais recentemente o PR – se balançaram para acertar o apoio ao presidenciável Ciro Gomes (PDT), o alarme tocou.

Ameaça

O presidente Michel Temer avisou que se fosse fechado o acordo com Ciro, as legendas acima referidas perderiam todos os cargos no governo, imediatamente.

Interlocutores

O recado foi dado ao presidente nacional do PP, senador Ciro Nogueira (PI), e ao líder do Governo na Câmara Federal, deputado Aguinaldo Ribeiro (PP-PB).

O recuo também foi imediato.

Só lembrando

O PP comanda os ministérios da Saúde, Agricultura e Cidades, além de ter indicado o presidente da Caixa Econômica Federal.

Não é pouca coisa.

Rumo ao ninho

Com pressa, o tal do ´Centrão´ (bloco centrista de deputados na Câmara Federal) – grupo de partidos que – aproximou-se do presidenciável do PSDB, o ex-governador de São Paulo Geraldo Alckmin.

Avalizar

Os partidos do grupo acima referido pretendem apontar o empresário Josué Gomes (grupo Coteminas/Embratex) como indicação conjunta para a vaga de vice-presidente.

Sem sentido

Os três juízes eleitorais de Campina Grande realizaram, ontem, a PRIMEIRA reunião com as forças de segurança pública com vistas ao pleito de outubro próximo.

Mas desde o 1º semestre já enviaram um pedido de tropas federais para a cidade.

Não foi chamado

O ex-governador Roberto Paulino (MDB) disse ontem que não colocou o seu nome à disposição para concorrer a uma cadeira no Senado nas eleições deste ano, mas frisou que é um homem de partido, disponível para cumprir missões.

“Maranhão sempre teve e terá na minha pessoa um aliado”, sublinhou.

Palpite

Na opinião do ex-governador, “com certeza Maranhão vai se eleger e eleger um senador”.

Em termos proporcionais, ele espera que o MDB eleja 1 deputado federal e 3 estaduais.

Aceno

Ainda segundo as suas palavras, a deputada Daniella Ribeiro (PP) “ficaria mais confortável” na chapa de Maranhão.

“A gente sabe que ela não tem trânsito nas outras coligações”, emendou.

Arrependimento

Roberto Paulino disse na ´Campina FM´ que os políticos que deixaram há pouco tempo o MDB “estão arrependidos e já falam em voltar”.

Local

Será no Clube Astrea a convenção do PV/PSDB e partidos aliados, no dia de 5 de agosto.

Suplências

O presidente do PSB/PB, Edvaldo Rosas, é o nome que começa a ser propagado como o 1º suplente de Veneziano (PSB) na disputa para o Senado.

O detalhe

O cotado para a 2ª suplência é o ex-deputado estadual Neto Franca.

Ingresso na…

“Chegando o sono no dia da despedida de meu Pai! Vou dormir triste e choroso de saudades, mas sem reclamar de nada! Ele teve vida plena e longa. Julgou sem medo e teve muitos alunos. Bebeu a cachaça rainha de Bananeiras e ouviu Dolores Duran. Fundou colégio. Deixou amigos e lições. Cumpriu o ciclo da vida e não vai transitar em julgado!”

…. Orfandade

Frase do desembargador paraibano Márcio Murilo Ramos, ao comentar nas redes sociais a morte de seu pai, o ex-desembargador Miguel Levino, aos 94 anos (incompletos), na madrugada de ontem.

Agregados

Mais três vereadores campinenses deverão apoiar Leonardo Gadelha (PSC) na disputa por uma cadeira para a Câmara Federal: Janduy Ferreira (Avante), ´Rui da Ceasa´ (PSDC) e Aldo Cabral (PSC).

Sinal verde

Foi publicada na edição de ontem do Diário Oficial da União o ato do governo federal que autoriza a Rádio Caturité de Campina Grande a iniciar as suas transmissões em FM (frequência modulada).

Da boca de…

“… Qualquer companheiro que for indicado para ser nosso parceiro de chapa como 2o candidato ao Senado terá de mim a postura que eu sempre tive: de pedir votos, de mostrar que é fundamental uma chapa uma. Seja a atual deputada Daniella Ribeiro, seja qualquer outro partido que venha indicar membros seus…” (Veneziano, pré-candidato a senador pelo PSB).

Sem convite

O deputado federal Luiz Couto (PT) garantiu, ontem, que em nenhum momento foi sondado pelo governador Ricardo Coutinho (PSB) para concorrer a uma cadeira na Câmara Federal.

Se colar…

“O que houve foi que o Jackson (Macedo, presidente do PT/PB) me lançou candidato ao Senado sem conversar comigo”, situou.

A fila andou

Diante das cíclicas notícias de que poderia disputar o Senado, Couto alegou que é um homem de partido, mas ressalvou que essa possibilidade “não teve passos significativos para construí-la”.

Ocupação

O efeito prática dessas conjecturas, observou o deputado, “foi que começaram a invadir as áreas onde sou votado”.

O ´dedo´ de Lula

Luiz Couto disse na ´Campina FM´ que o ex-presidente Lula recomendou à direção do PT uma atenção especial, em termos de coligações, em dois Estados: Maranhão, com o governador Flávio Dino (PCdoB), e a Paraíba, com Ricardo Coutinho.

O ´cara´

“O compromisso do PT é com Ricardo”, enfatizou o parlamentar, ao deixar em segundo plano o fato de partidos da base política do presidente Michel Temer (MDB) estarem na coligação estadual que o seu partido deverá integrar.

Ladeira abaixo

Luiz Couto proclamou a sua avaliação do atual parlamento brasileiro: “O Congresso Nacional atual é um dos piores da história da República”.

– É o Congresso da chantagem e do ´toma-lá-dá-cá´ – arrematou.

O PP/PB se bandeia para Lucélio...
Share this page to Telegram

Arquivo da Coluna

Arquivo 2019 Arquivo 2018 Arquivo 2017

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube