Fechar

logo

Fechar

Arimatéa Souza

quarta-feira, 17/03/2021

Candidatura ´na praça´

“É muito brutal!”

O secretário executivo de Saúde da Paraíba, médico Daniel Beltrami, fez um emocionado desabafo na edição desta terça-feira do Jornal da Manhã, programa líder na audiência regional no horário, transmitido pela Rádio Caturité FM (104.1) de Campina Grande (a partir das 6h da manhã).

“A solução não é só abrir leitos, ativar leitos. O remédio hospital está sendo utilizado à exaustão (…) Os profissionais de saúde têm feito um sacrifício imenso nesse momento. Eles não têm mais sossego, eles não têm mais paz, estão perdendo a saúde, não só física. A saúde mental: é muito brutal, muito violento, perder esse volume de pessoas todos os dias. Não é possível que as pessoas não compreendam isso. É tempo de parar de negar o óbvio! Nós estamos perdendo vidas para uma guerra. Para quem gosta de imagem futebolística, estamos perdendo de 7 a 1”.

O que é sublime

Ainda o secretário: “Minimizar essa situação, só pode ser de duas naturezas: ou irresponsabilidade ou insanidade (…) É hora de proteger vidas, de maneira inegociável. Nada é mais importante do que a vida das pessoas”.

Primeiras…

“A política é do governo Bolsonaro, não é do ministro da Saúde. A Saúde executa a política do governo.”

… Palavras

“Eu fui convocado pelo presidente para dar continuidade a esse trabalho (do ministro Pazuello) e vencer essa crise na saúde pública brasileira, que não é só na saúde brasileira, é mundial”.

Crédito

Médico paraibano Marcelo Queiroga, em sua primeira entrevista coletiva após ser indicado para assumir o Ministério da Saúde.

Afastamento

A deputada estadual Cida Ramos (PSB) anunciou que está afastada das atividades em função da Covid-19.

Da boca de…

“… Independentemente dos acenos de Lula ou de Bolsonaro, é preciso que os partidos de centro dialoguem entre si. E impossível uma candidatura só (a presidente). Mas se este campo se dividir demais, perde competitividade…” (deputado federal Baleia Rossi, de São Paulo, presidente nacional do MDB).

Sinal dos tempos

O grupo Boticário começou a utilizar, em fase experimental, drones para entregar compras em suas lojas em São Paulo e no Rio de Janeiro.

Tramitando

O bloco de oposição na Câmara campinense propôs uma emenda à Lei Orgânica do Município visando a colocação em prática de emendas individuais impositivas à Lei Orçamentária Anual (LOA).

Inflamável

Sem nenhuma justificativa (aparente) em termos de custo, a grande maioria dos postos de abastecimento de Campina Grande elevou o preço do litro do etanol, no últimos dias, entre 70 centavos e R$ 1,10.

Arrumação

“É exatamente isso: iremos dar organicidade ao nosso partido”.

Senador Veneziano sobre a sua chegada ao comando do MDB na Paraíba.

Maré baixa

Começa a ganhar corpo na internet o movimento chamado ´Bolsocaro´, com críticas ao governo federal com relação ao custo de vida, especialmente alimentos e combustíveis.

´Alô´

Um integrante da bancada de oposição no Legislativo campinense recebeu, dias atrás, uma inesperada ligação oriunda do ´Palácio da Redenção´.

´Me dê motivos´

O interlocutor pessoense queria saber a razão para tanta indiferença com relação à administração estadual.

Da boca de…

“… O papel dele (João Doria, governador de São Paulo pelo PSDB) é importantíssimo. Se não fosse ele, não teríamos vacinação. São do Butantan cerca de 8 milhões das 12 milhões de vacinas aplicadas até agora no Brasil…” (governador Wellington Dias, do PT do Maranhão).

Sem volta

O deputado Efraim Filho, líder do Democratas na Câmara Federal, afirmou na noite desta terça-feira, na TV Itararé (canal 18.1), que já tomou a decisão de disputar uma cadeira no Senado (a única no próximo ano) pela Paraíba em 2022.

De todo jeito

Com a decisão já consolidada, Efraim disse que “trabalho com todos os cenários”, ao ser lembrado que existem muitos postulantes a essa vaga na chapa a ser liderada pelo governador João Azevedo (Cidadania) na (provável) disputa pela reeleição.

Leque

O demista sublinhou que conta, já na largada, com a retaguarda de 38 prefeitos e que, no campo das hipóteses, estão postas no ´xadrez´ político estadual as postulações para o governo do ex-prefeito Romero Rodrigues (PSD) e dos senadores Veneziano Vital (MDB) e Daniella Ribeiro (PP).

Na paralela

O deputado abominou a polarização política em voga há anos na Paraíba: “É um rame-rame tupiniquim, que não leva a nada. Chega desse jogo quanto pior, melhor”. Bradou.

´Pilatos´

Instado a falar sobre as ásperas críticas da bancada do seu partido na Câmara Municipal de Campina Grande ao governador João Azevedo, Morais respondeu que “a realidade local deve ser respeitada”.

Deferência serrana

A certa altura de sua participação no programa ´Ideia Livre´, Efraim acentuou que o prefeito de Campina Grande, Bruno Cunha Lima (PSD), “é meu amigo. Temos uma relação de amizade e de convivência”.

“Agora, isso não significa aliança nem alinhamento para o futuro”, ressalvou.

O PSD nacional pode ´baldear´ as alianças na Paraíba...
Share this page to Telegram

Arquivo da Coluna

Arquivo 2019 Arquivo 2018 Arquivo 2017

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube