Fechar

logo

Fechar

Arimatéa Souza

quinta-feira, 26/07/2018

´Cala boca, Ciro!´

Fugindo entre os dedos

Na entrevista que concedeu ontem, em João Pessoa, Ricardo Coutinho ´deu a senha´ de que o PP é um partido que está batendo em retirada dos ´jardins dos girassóis´.

“O que eu sei é que eles nos fazem oposição. Mudou alguma coisa? O que me parece é que o PP faz oposição a nós. Eu respeito cada caminho que qualquer um queira fazer”, verbalizou o governador.

 

 

Consenso

Dono do grupo Embratex/Coteminas e filho do ex-vice-presidente da República José de Alencar (governos Lula), o empresário Josué Gomes (filiado ao PR) foi aclamado por vários partidos para ser o candidato a vice-presidente na chapa a ser encabeçada pelo ´tucano´ Geraldo Alckmin (SP).

Recusa

Ele declinou do convite e dos renovados (e suprapartidários apelos).

Ao que se informa nos bastidores políticos, desistiu devido à forte (e indireta) pressão do ex-presidente Lula e do PT.

Manifesto

Na edição de ontem do jornal Folha de São Paulo, Josué publicou um artigo no qual antecipa o seu apoio ao presidenciável do PSDB.

Cabe pinçar alguns tópicos. É o segue.

Proibido errar

“O voto será decisivo para definir o país que podemos e queremos ter. Não podemos errar, sob pena de condenarmos toda uma geração ao quadro de desemprego, fechamento de empresas, falta de moradias e precarização da saúde e do ensino.

Sem arriscar

“Numa conjuntura marcada por agudos problemas, não há espaço para apostas e testes.

Perfil

“As demandas que temos pela frente delineiam com clareza o perfil do presidente da República que precisamos. Pelo que já fez e demonstrou em termos de liderança, sobriedade, capacidade de dialogar e de gerenciar bem em plena crise, Geraldo Alckmin reúne todos os requisitos para cumprir a complexa missão que se coloca.

Virtudes
“Ele agrega concreta, reconhecida e positiva experiência política e administrativa (…) Alckmin é um cidadão de bem, ser humano apegado e dedicado à família”.

Reservada

Houve há poucos dias uma ´DR´ (discutir a relação) entre o secretário de Estado do Planejamento, Waldson Souza, e o deputado Damião Feliciano (PDT).

Novo comando

O ex-deputado Robson Dutra da Silva (que tentará este ano retornar à Assembleia Legislativa) assumirá o comando do Pros em Campina Gr­­ande nos próximos dias.

Agenda

Por falar em Pros, a legenda – controlada no Estado pelo deputado federal André Amaral – fará a sua convenção estadual no próximo dia 4 de agosto, na sede da Asplan (centro de João Pessoa).

´Sai pra lá´

“A carapuça não me cabe”. Foi a reação do vereador Alexandre do Sindicato (PHS), vice-líder do Governo, sobre os ataques desfechados pela direção do Sintab, diante de sua emenda (aprovada) que alterou a base de cálculo para o reajuste dos servidores municipais de Campina Grande.

Preliminares

Alexandre alegou, em entrevista à ´Campina FM´, que a emenda foi assinada por toda a bancada governista, em acolhida a uma recomendação do Tribunal de Contas do Estado, tendo a sua apresentação sido precedida de uma “ampla” discussão com os vereadores, a assessoria jurídica do Legislativo e a Procuradoria Geral do Município.

Mapeamento

A direção nacional do Democratas iria se reunir na noite de ontem com os dirigentes estaduais do partido para tratar dos chamados palanques regionais.

´Caroço´

Um dos problemas em pauta era a Paraíba, devido à dificuldade de o DEM largar a parceria de muitos anos com o PSB.

Continuidade

Antes da reunião, o deputado federal Efraim Filho disse que “a perspectiva é de manter a aliança com o PSB, indicando o nome de Efraim Morais na vice-governadoria na chapa de João Azevêdo, porque entendemos que o nome de Efraim traria equilíbrio geopolítico para a chapa”.

Tagarela

Ciro Gomes, o presidenciável do PDT, é um problema para ele mesmo.

Padece de ´incontinência verbal´, o que na linguagem coloquial significa falar incontrolavelmente e não medir as palavras nem ter em conta ou ouvidos que vão captá-las.

Microfone

Em entrevista recente à TV Difusora, do Maranhão, a língua penalizou novamente um dos principais postulantes à sucessão do presidente Michel Temer (MDB).

Absolutismo

“(Lula) Só tem chance de sair da cadeia se a gente assumir o poder e organizar a carga. Botar juiz para voltar para a caixinha dele, botar o Ministério Público para voltar para a caixinha dele e restaurar a autoridade do poder político”, sapecou Ciro, flagrantemente extrapolando as atribuições constitucionais inerentes à Presidência da República.

Insistência…

Ciro cutucou a cúpula nacional do PT: “Estão cansados de saber que eles não vão deixar o Lula ser candidato, pela Lei da Ficha Limpa que o próprio Lula botou pra valer.”

… Burra

O presidenciável avançou nas críticas à ´companheirada´, descrevendo a estratégia que está sendo colocada em prática: “Nós (PT) vamos manter a candidatura do Lula, continuar dizendo que ele é candidato e, lá pelo meio de setembro, quando a Justiça disser que o Lula não é candidato, o Lula, então, diria assim: ‘então, se não vão me deixar, vai ser fulano’.”

Sem ´Dilma 2´

Ciro emendou: “O Brasil não aguenta um presidente por procuração a uma altura dessas (…) Eu gosto muito do Lula, mas, só porque gosto muito, ele vai apontar outra Dilma (Rousseff)”.

E a duplicação da BR 230, a partir de Campina Grande?...
Share this page to Telegram

Arquivo da Coluna

Arquivo 2019 Arquivo 2018 Arquivo 2017

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube