Fechar

logo

Fechar

Arimatéa Souza

terça-feira, 04/12/2018

“Bolas nas costas”

Inflexível

Nem mesmo a proximidade da conclusão de seu mandato fez Ricardo Coutinho (PSB) abrandar a sua postura com relação à gestão orçamentária do Estado.

Ele reafirmou, ontem, que não vai incrementar, além do que está proposto na LOA (Lei Orçamentária Anual), o repasse do duodécimo (recursos) aos demais poderes e órgãos com autonomia financeira.

 

Tudo tem…

“A ideia de que o Estado é um poço sem fundo e que sempre pode fazer retiradas é uma ideia que não faz parte da realidade. E isso não vai nenhuma crítica a ninguém, muito pelo contrário. Eu estou apenas dizendo uma coisa que é lógica: cuidar do Estado significa cuidar dos poderes, e eu fiz isso atravessando a pior crise financeira que o país teve”, discorreu RC.

… Limites

“Eu não pude gastar aquilo que gostaria dentro do Poder Executivo e tive que restringir despesas, tomar medidas que não foram simpáticas. Mas fiz isso e acho que todo mundo tem que fazer. Ninguém está dentro de uma redoma de vidro”, acentuou Ricardo.

Sob controle

Quanto à situação da base aliada na Assembleia Legislativa, no tocante à eleição da nova mesa diretora, em fevereiro próximo, o governador garantiu que “está tudo em ordem, tudo bem. Vamos estabelecer os ritos sem nenhum problema. Isso não é para ter problema. Nosso projeto ganhou as eleições e vamos ter o apoio de setores da oposição”.

É só ligar

Ricardo Coutinho externou confiança com os destinos políticos e administrativos do Estado, a partir de janeiro: “Que o projeto precisa continuar é evidente que sim. E foi por isso que população votou. Mas quem vai tocar isso é João Azevedo. Cabe a João definir, e quando ele julgar que é importante uma palavra minha, uma opinião minha, ele sabe que tem linha direta comigo e sempre vai ter”.

Fumaça branca

O governador eleito João Azevedo (PSB) deverá anunciar os primeiros nomes de sua equipe até a próxima sexta-feira (7).

Sem cambalhotas

O socialista ressaltou que o seu governo é de continuidade do projeto do PSB para a Paraíba, e só não vai continuar no governo quem, realmente, não quiser.

Ele adiantou que poucas mudanças deverão ocorrer.

Sem pressa

Azevedo disse que as ´acomodações´ de natureza política serão feitas de maneira gradual, “até porque os deputados (nova legislatura) só tomarão posse a partir de fevereiro”.

Gerenciamento

O novo governador cogita criar uma unidade descentralizada na Secretaria de Saúde para a gestão da rede hospitalar.

Enxugamento

Igualmente, especula-se a redução da quantidade de secretarias e de órgãos da administração estadual.

Convocação

O Procon de Campina Grande notificou, ontem, os 53 postos de abastecimento existentes na cidade para que entreguem, no prazo máximo de 48 horas, as cópias das notas fiscais de compra de combustíveis nos últimos 90 dias.

Sem explicação

“O preço da gasolina em Campina é uma situação insuportável e incompreensível”, avaliou Rivaldo Rodrigues, coordenador do Procon-CG, em entrevista ao Jornal da Manhã da Rádio Caturité FM (104.1).

Pêndulo

Outro aspecto que o Procon quer avaliar é a oscilação no preço do etanol simultaneamente ao preço da gasolina.

“Não faz sentido esse sincronismo de preços, até porque até a tributação dos dois produtos é diferente”, observou Rivaldo.

Oligopólio

Como pano de fundo dessa situação no preço dos combustíveis na cidade está a existência de poucos donos de postos.

“Há uma hegemonia, quando a concorrência deveria ser a mais livre possível”, enfatizou Rivaldo.

BB é…

Por outro lado, o Procon-CG também está cobrando explicações do Banco do Brasil, que no final de semana deixou muitos de seus clientes em Campina Grande na mão, com a inexistência de dinheiro na maioria dos caixas eletrônicos, conforme reportagem publicada no sábado pelo PARAIBAONLINE.

… Inquirido

“Não conseguimos entender porque aconteceu isso. Queremos uma explicação racional do Banco do Brasil”, acentuou Rivaldo Medeiros.

Na Capital

Em João Pessoa, ontem, vários postos de abastecimento já vendiam a gasolina a R$ 4,17 o litro.

Biografia

Em solenidade marcada para as 18h de hoje na Fundação Casa de José Américo (Cabo Branco), em João Pessoa, será lançado o livro ´Ernani Satiro – Amigo Velho´, de autoria de Flávio Satiro Fernandes.

Tucano

O senador Cássio Cunha Lima (PSDB) vai estar hoje no ´centro do debate´ no programa ´Ideia Livre´ da TV Itararé, que começa às 21h15, logo após o Jornal da Cultura.

Você pode assistir pelo canal 18.1 (HD) ou pela internet, no endereço www.tv.itarare.com.br

Concessões

Em entrevista ontem à TV Itararé, o reitor da UEPB, professor Rangel Júnior, declarou que em sua gestão já foram dados R$ 10 milhões em benefícios salariais aos funcionários da instituição.

Novas…

Em passagem ontem por Madri (Espanha), o ex-juiz Sérgio Moro, futuro superministro da Justiça, clareou um pouco mais sobre o que o fez abdicar da carreira na magistratura e ser ministro do Poder Executivo.

… Luzes

Segundo ele, apenas o trabalho de procuradores, policiais e juízes não basta para enfrentar a corrupção.

“Bola nas costas”

Dois trechos das declarações de Sérgio Moro: “Como gostamos de futebol, temos no Brasil uma expressão segundo a qual alguém diz estar cansado de levar bola nas costas. Meu trabalho no Judiciário era relevante, mas tudo aquilo poderia se perder se não impulsionasse reformas maiores, que eu não poderia fazer como juiz.

“Durante estes quatro anos (de atuação na Lava Jato), me perguntei se não tinha ido longe demais na aplicação da lei, se o sistema político não iria revidar. Esse caso ia chegar ao fim, e era preciso que gerasse mudanças institucionais. Me senti tentado pela possibilidade de fazer algo mais significativo, não pela posição de poder”.

 

As novidades no 1º escalão de João Azevedo encherão a ´palma da mão´(5)?...
Share this page to Telegram

Arquivo da Coluna

Arquivo 2019 Arquivo 2018 Arquivo 2017

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube