Fechar

logo

Fechar

Arimatéa Souza

quarta-feira, 27/01/2021

Bate e volta

A ´feira´ bilionária

O deputado David Miranda (PSOL-RJ) protocolou uma ação pedindo que o procurador-geral da República, Augusto Aras, investigue o gasto de R$ 1 bilhão e 800 milhões do governo federal em alimentos e bebidas no ano de 2020.
“Bolsonaro gastou mais de R$ 1 bilhão 800 milhões em mercado. Isso só em 2020. O Brasil não estava quebrado? Quantos cilindros de oxigênio esse valor compraria? Isso é lavagem? Superfaturamento?”, indagou o autor da ação ao jornal Folha de São Paulo.

Supérfluos

O levantamento dos gastos presidenciais foi feito pelo portal Metrópole.

Entre os produtos adquiridos estão R$ 2,5 milhões em vinhos, R$ 15 milhões em leite condensado e R$ 2,2 milhões em gomas de mascar.

Para todos…

Estão também listados R$ 5 milhões na compra de uvas passas, R$ 1 milhão em alfafa, R$ 15 milhões em açúcar, R$ 16,5 milhões em batata frita embalada, R$ 14,8 milhões em temperos.

… Os paladares

Mais: R$ 4,5 milhões com água de coco, R$ 14 milhões em café, R$ 3,2 milhões em caldas doces para recheios e coberturas, R$ 1,7 milhão em chantili, R$ 6,7 milhões em chuchu, R$ 1,8 milhão em geleia de mocotó.

Pizza e refrigerante: R$ 32,7 milhões dos cofres da União.

´Tô na…

O governador João Azevêdo (Cidadania) reiterou ontem que pretende concorrer à reeleição no ano que vem, mas que o tema só deve ser tratado no momento oportuno.

… Área´

“Todos os aliados sabem que nós temos esse projeto (reeleição). Só que não há interesse de ficar publicizando isso o tempo todo, discutindo isso num momento como esse. Essa é uma questão que precisa ser compreendida. A pauta desse momento é conseguir vacina, é a logística para distribuir vacinas”, assinalou Azevedo.

O detalhe

No final de dezembro, em entrevista ao programa Ideia Livre (TV Itararé – canal 18.1), João Azevedo externou o desejo de renovar o mandato no ´Palácio da Redenção´.

Chute…

O presidente da Câmara Federal, deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ), deu uma cutucada pública no presidente nacional de seu partido, ACM Neto, ex-prefeito de Salvador (BA).

… Na canela

Segundo Maia, a orientação de ACM está levando o DEM a virar o “partido da boquinha”.

´Degola´ à vista

A revista Veja noticiou que o governo federal já identificou 150 cargos que foram indicados por deputados que estão apoiando o deputado federal Baleia Rossi (MDB-SP) para a presidência da Câmara Federal.

Valendo

Desde o começo do mês está em vigência uma Portaria do vereador-presidente da Câmara campinense, Marinaldo Cardoso, que suspende “imediatamente todos os serviços e/ou contratos não aditivados e fora do período de vigência”.

O ´capitão´

“Brevemente estaremos nos primeiros lugares (de vacinação no mundo). Para dar mais conforto à população, segurança a todos e de modo que a nossa economia não deixe de funcionar”.

Presidente Bolsonaro, ontem, em evento.

Sem sinal

O vereador Olímpio Oliveira (PSL-CG) disse ontem na ´Caturité FM´ que “ainda não tive a oportunidade de dialogar com a instância partidária” com relação à sua postura no Legislativo, no tocante à administração municipal.

Sem radicalizar

“Nós estaremos agindo como sempre agimos, com liberdade”, adiantou o edil, acrescentando que “não serei uma oposição raivosa nem belicosa, mas uma oposição disposta a contribuir”.

Na ponta do lápis

As vacinas contra a covid-19 distribuídas até ontem no país são suficientes para imunizar 7% dos públicos prioritários definidos no plano de imunização contra a doença, informou o jornal Valor Econômico.

Fonte

O balanço foi apresentado em debate virtual reunindo representantes do Ministério da Saúde, do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass) e do Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde (Conasems).

Sobrevida

Paulatinamente, o governo federal passa a admitir o presumível: a prorrogação do auxílio emergencial.

A versão que está sendo modelada prevê três parcelas mensais de 200 reais (cada).

Degelo

Na semana passada, o prefeito Bruno Cunha Lima (PSD-CG) convocou a sua bancada para a reunião pioneira, após a posse.

Foi na sala de reunião de um dos hotéis da cidade.

´Sonrisal´

Quem mirasse a fisionomia do prefeito, logo identificaria o seu desapontamento com a pauta originária de alguns aliados.

A recíproca – registre-se – igualmente era perceptível.

SOS

A certa altura, foi colocado um ´bode na sala´: como o Executivo poderia ajudar a resolver a milionária conta deixada pela gestão da ex-presidente Ivonete Ludgério (PSD) no que diz respeito à remuneração de vereadores e de assessores.

Por empréstimo

Bruno concordou em socorrer emergencialmente o Legislativo para suprir esse ´passivo vivo´, por se tratar do rendimento de dezenas de pessoas.

Mas o prefeito fez um adendo inesperado (para os interlocutores): tudo o que fosse antecipado à Câmara seria abatido nos repasses mensais futuros (duodécimos), ainda no exercício de 2021.

Faz lembrar um conhecido adágio popular: ´Quem pariu Mateus, que balance´.

João Azevedo já ´amoleceu o coração´ para o ´partido do coração´?...
Share this page to Telegram

Arquivo da Coluna

Arquivo 2019 Arquivo 2018 Arquivo 2017

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube