Arimatéa Souza

sexta-feira, 22/01/2021

Até que a pandemia os separou

Vergonha alheia

O portal de notícias UOL destacou nacionalmente a ´furada de fila´ de Abmael de Sousa Lacerda, conhecido como Dr. Verissinho (MDB), prefeito do município de Pombal, na Paraíba, “o primeiro a tomar a vacina da covid-19 em sua cidade, mesmo sem estar no grupo prioritário para receber a dose da coronavac”.

Pendente

O empresário Artur Bolinha Almeida (ex-prefeitável) ainda não decidiu se vai reassumir a presidência da Câmara de Dirigentes Lojistas de Campina Grande.

Fora de pauta

“Nada foi discutido ainda”, disse ontem ao colunista o presidente interino da CDL, Carlos Botelho.

Porta aberta

Entidades classistas de Campina Grande (CDL, Sindloja e Associação Comercial) decidiram ontem, diante da inexistência de impedimentos legais, que o comércio funcionará normalmente nas datas reservadas ao período carnavalesco.

O detalhe

A CDL confirmou ontem que a promoção de sorteio de prêmios para as compras natalinas resultou na distribuição de mais de 800 mil cupons.

Da boca de…

“… O Brasil precisa apresentar e levar o etanol para o mundo…” (Pablo Di Si, presidente da Volkswagen na América Latina).

O detalhe

A Volks informou que investirá, nos próximos anos, 70 bilhões de dólares no desenvolvimento de carros híbridos e elétricos.

Chegando

A agressiva rede de lojas Havan já fechou negócio e começará em breve a se instalar em Campina Grande.

Será na Avenida Brasília.

O ´capitão´

“Vamos fazer a reforma tributária no corrente ano. Não podemos ter majoração da carga tributária. (Se for aumentar imposto) deixa como está”.

Bolsonaro, ontem, numa live.

Gradual

Na percepção do presidente da Federação das Indústrias da Paraíba, Francisco Buega Gadelha, “à medida em que a vacinação for avançando, as incertezas econômicas, políticas e sociais relacionadas à pandemia se dissiparão”.

Azul

Ao abordar o cenário econômico nacional, Buega comentou que “a indústria, por incrível que pareça, vai crescer 4,8%, um crescimento gigantesco que nós não tivemos nos últimos anos”.

Sombra

Mas o empresário ressalvou que “ainda estamos vivendo um momento difícil, de medo e receio de a pandemia aumentar e do risco eminente de entrarmos num caos generalizado”.

Vacilo

“Nós fomos muito lentos, deveríamos ter negociado as vacinas com aqueles laboratórios que tinham possibilidades mais concretas de realizar a entrega das vacinas em tempo hábil”, avaliou o dirigente da FIEP.

Convergir

Por fim, Francisco Gadelha enfatizou que “não podemos minimizar a pandemia. Precisamos nos unir diante das soluções. Não podemos estar divididos. Temos que salvar vidas, cuidar das pessoas e defender os interesses de toda a sociedade. Somos pequenos grãos de areia nesse universo gigantesco e cada um precisa deixar o seu legado”.

Rumo às urnas

Um conhecido empresário de Campina Grande, ao que se informa, já tomou a decisão de disputar um mandato de deputado federal em 2022.

Da boca de…

“… Esse fato lamentável (o dedo de Ney Suassuna para José Maranhão) não representa o sentimento da Paraíba por Maranhão…” (senadora Daniella Ribeiro, do Progressistas).

Abominável

Ainda sobre o fato, as direções do MDB na Paraíba e em João Pessoa divulgaram Nota conjunta registrando que “tal gesto também revela um nefasto sentimento contra as milhares de vítimas brasileiras que tentam se recuperar, afora as que não resistiram, deste malfadado vírus que transformou a face do planeta – postura jamais esperada de qualquer ser humano, tampouco de alguém que ostenta, mesmo como suplente, uma representatividade popular”.

Reforço

O documento ainda qualifica o gesto de Ney como “reprovável, antiético e absurdo”.

Não perca a conta

Existem 56 pedidos de impeachment do presidente Jair Bolsonaro protocolados na presidência da Câmara Federal.

Marco

Alguns postos de abastecimento de João Pessoa já estão cobrando mais de 5 reais pelo litro da gasolina.

Perdão irrestrito

O presidente do TSE, ministro Luís Roberto Barroso, suspendeu as sanções impostas a quem não votou nas eleições municipais de 2020 e não apresentou justificativa ou não pagou a multa à Justiça Eleitoral.

Teto apartado

Reportagem do ´Estadão´, com base em dados divulgados pelo Colégio Notarial do Brasil (que reúne e representa os cartórios), mostra um elevado índice de crescimento dos divórcios no Brasil em 2020, comparado ao ano anterior: 15% a mais.

A entidade avalia que o crescimento decorre de efeitos colaterais da pandemia do coronavírus: maior convivência dos casais, devido ao isolamento social.

Observação importante: os divórcios consumados por intermédio de cartórios são os consensuais (não litigiosos).

Olhos para o Diário Oficial...
Share this page to Telegram

Arquivo da Coluna

Arquivo 2019 Arquivo 2018 Arquivo 2017

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube