Fechar

logo

Fechar

Arimatéa Souza

sábado, 03/04/2021

As cartas do PP

Agora é Lula

O ex-presidente Lula concedeu, anteontem, uma longa entrevista à Rede Bandeirantes (rádio e TV), feita pelo jornalista Reinaldo Azevedo.

Leia alguns trechos de suas declarações a seguir.

Na defensiva

“A sociedade se acovardou. Eu nunca vi tanta gente covarde (…)

Ex-juiz

“O Sérgio Moro foi tratado como Deus”.

Tamanho…

“Eu sou contra o governo empresarial. Mas eu sou favorável a um governo que seja indutor ao processo de desenvolvimento.

… Do Estado

“Setores estratégicos não devem ser privatizados (…) Mas Furnas e Eletrobras (setor elétrico) e Caixa Econômica podem ser empresas de economia mista.

´Segredo´

“O milagre do meu governo foi colocar o pobre no Orçamento (do governo).

´Romaria´

“Se esse tal de mercado tivesse juízo, ele iria para Aparecida do Norte (SP) pagar promessa para eu voltar para a Presidência (da República)”.

Aos…

O bispo de Campina Grande, Dom Dulcênio Fontes de Matos, divulgou na última quinta-feira uma Carta direcionada aos padres diocesanos.

… Sacerdotes

“Vivemos dias difíceis – é bem verdade! – em que vemos o povo que nos foi confiado sofrer e morrer. Dias em que aquilo que acreditamos e Aquele a quem servimos são relativizados em sua suma importância”, enfatiza o prelado.

´Pseudo´

Ele segue observando que “assistimos, sem saber o que fazer, os nossos templos fechados em nome de uma pseudossegurança no combate a um vírus, quando este é instrumentalizado pelo ódio à fé, causados por discórdias políticas e outros tipos de interesses espúrios”.

Luz que brilha

“Porém – avança Dom Dulcênio – não obstante este triste cenário, sabemos que o nosso cuidado pastoral não se restringe a paredes e portas que foram trancafiadas, que o nosso zelo vibrante vai além de decretos e de coibições, porque sabemos que a luz de Cristo é infinitamente mais forte do que a tristeza, a doença e a morte”.

“Coragem!”

Na celebração da Missa dos Santos Óleos – de renovação dos compromissos sacerdotais -, Dom Dulcênio exclamou ao Clero “coragem! O trabalho é árduo, porém é de Deus. Sustentemo-nos uns aos outros nas preces e considerações, sempre eivadas pela caridade, geradora de fraternidade entre nós”.

Crença

Ainda na quinta-feira, na celebração da Ceia do Senhor (que instituiu a Eucaristia), o bispo de Campina Grande afirmou que “cremos na força e na veracidade da Eucaristia”.

Convite

“Neste dia, eminentemente eucarístico, queremos proclamá-la como remédio para tantos e tantos corações ameaçados, expostos aos perigos da alma e do corpo, principalmente nestes dias tão difíceis em que os contratempos corporais estão em maior evidência do que os riscos espirituais. A Eucaristia é um sério e, simultaneamente, feliz convite à caridade”, acrescentou Dom Dulcênio.

Entrega

Na celebração da Paixão de Cristo, ontem, o bispo campinense pontificou que Jesus “nos entregou o Seu Espírito. Fazendo-o, recria a humanidade, não mais plasmada do barro da terra, como quando da criação do velho Adão, mas no homem novo, modelado pela graça”.

Inspiração

“O Espírito concedido por Jesus na cruz é a síntese de todos os bens outorgados pelo Senhor no Seu desígnio salvador da humanidade. Segundo esta grande oferta, vivamos sabendo que, somente assim, faremos jus ao grande amor que Deus nos cumulou em Cristo, que, movido pelo Espírito Santo, nos inspira, com o Seu divino sopro, tão grande dom”, discorreu Dom Dulcênio.

Em JP

Em João Pessoa, na Basílica metropolitana, o arcebispo Dom Manoel Delson aprofundou a reflexão acerca da Eucaristia.

Indagações

“Como nós vivemos a Eucaristia hoje na dimensão do serviço? Como lavamos os pés dos irmãos hoje? Em família, é no cuidado e no amor entre esposo e esposa, dos pais para com os filhos e filhos com os pais. Os jovens, se resguardando em casa, evitando a contaminação de amigos e familiares. Lavar os pés é enxergar aqueles que estão sofrendo com a fome e o desemprego”, asseverou o prelado.

Como ´lavar´

Prosseguiu o arcebispo: “Os médicos e equipes de enfermagem, cansados, exaustos, mas sem deixar de cuidar de quem chega aos hospitais também estão lavando os pés dos irmãos. E nós lavamos os pés deles quando colaboramos com a diminuição dos casos de pessoas infectadas pela Covid-19 com nossas ações de responsabilidade social”.

Que eficácia?

Para Dom Delson, “se a pessoa vai até a igreja, participa da Eucaristia, recebe o Corpo do Senhor no seu coração de forma respeitosa, piedosa, mas quando sai da igreja não é capaz de estender a mão ao irmão necessitado, àquele que está caído; se não é capaz de perdoar o irmão que falhou, dialogar com aqueles que pensam diferente… eu pergunto: essa Eucaristia, celebrada assim, está surtindo efeito na vida dessa pessoa?”.

Abrir-se

“A Eucaristia não nos fecha em nós mesmos. Ao contrário, ela nos abre ao serviço, para o amor, para a compaixão, para a fraternidade, para a sensibilidade com o nosso semelhante (…) Se não fazemos o mesmo que Cristo fez, que Eucaristia estamos celebrando?” – questionou o arcebispo.

Sempre ao lado

Na celebração da Paixão de Cristo, ontem, o arcebispo invocou novamente a pandemia para salientar que o Senhor jamais desampara os seus filhos: “No medo da solidão e do desamparo, olhemos para a cruz e lembremos que Deus nunca nos abandona e nos ama profundamente. Vivamos esse amor, trabalhando para que o amor reine entre nós”.

Cada um faça…

“Não é fácil para nós mais um ano com essa vivência diferenciada da nossa Semana Maior. Mas temos a convicção de estarmos fazendo a nossa parte nessa tentativa de frear a pandemia”, sublinhou Dom Delson.

… A sua parte

O prelado reforçou que “os hospitais estão lotados, os trabalhadores da linha de frente exaustos, todos temendo um colapso total da rede de saúde”

“Não podemos ficar indiferentes a esta realidade”, acentuou.

Significado

“Nós não celebramos a Paixão de Nosso Senhor como se fosse um funeral. Nós celebramos experimentando no nosso coração o gosto saboroso e precioso do amor de Deus em nossas vidas”, acentuou Dom Delson.

Trazer à tona

Em Roma, o papa Francisco, na quinta-feira, afirmou que “a palavra de Jesus tem o poder de trazer à luz aquilo que uma pessoa guarda no coração, sendo habitualmente uma mistura de coisas como o joio e o trigo. E isto provoca luta espiritual”.

Vinculação

“A proclamação do Evangelho está sempre ligada ao abraço duma cruz concreta. A luz suave da Palavra gera clareza nos corações bem-dispostos, e confusão e rejeição naqueles que o não estão. Vemos isto constantemente no Evangelho”, frisou o santo padre.

Decano

A missa da ´Ceia do Senhor´, em Roma, foi presidida pelo cardeal Giovanni Battista Re (mais antigo do Colégio Cardinalício).

Exortação…

“A Eucaristia é um apelo à abertura aos outros, ao amor fraterno, a saber perdoar e ajudar os que estão em dificuldade. É um convite à solidariedade, ao apoio mútuo, a não abandonar ninguém.

… À interação

“É um apelo a um compromisso ativo com os pobres, os sofredores, os marginalizados. É uma luz para reconhecer o rosto de Cristo no rosto de nossos irmãos e irmãs, especialmente das pessoas feridas e necessitadas”, verbalizou o cardeal.

´Dupla´…

Como tradicionalmente ocorre, a homilia da celebração da Paixão de Cristo, no Vaticano, é feita pelo pregador da Casa Pontifícia Frei (e cardeal) Raniero Cantalamessa, da Ordem dos Franciscano Capuchinhos.

… Irmandade

A certa altura, o frei disse que “todos os seres humanos são irmãos enquanto criaturas do mesmo Deus e Pai. A isso, a fé cristã acrescenta uma segunda e decisiva razão. Somos irmãos não apenas a título de criação, mas também de redenção; não só porque todos temos o mesmo Pai, mas porque todos temos o mesmo irmão, Cristo”.

Singeleza

“A fraternidade se constrói exatamente como se constrói a paz, isto é começando de perto, a partir de nós, não com grandes esquemas, com metas ambiciosas e abstratas”, grifou o cardeal.

Escolhido

O advogado Saulo Muniz de Lima é o novo coordenador do Procon Municipal de Campina Grande, conforme anúncio do prefeito Bruno Cunha Lima.

O ´Capitão´

“As informações que nós temos pelo Brasil todo é que não tem faltado leito de UTI. Chega em 95%, 90%, mas não tem faltado leito de UTI. E se tiver faltando, (é porque) está faltando planejamento por parte dos interessados”.

Bolsonaro, anteontem, em sua live semanal.

´Não faça o que eu digo´

O presidente Bolsonaro deverá se vacinar hoje, quando idosos a partir de 66 anos poderão ser imunizados no Distrito Federal.

Mediação

O deputado Aguinaldo Ribeiro (PP-PB), novo líder da Maioria da Câmara Federal e no Senado, ressaltou que nas suas novas atribuições “nosso papel é construir consensos que possam traduzir o pensamento da maioria dos congressistas”.

À Capital…

À ´Correio FM´, ele abordou a rota de colisão entre esferas de governo no tocante à gestão da pandemia da Covid-19: “Temos que trabalhar em unidade. É um momento em que temos que somar esforços”.

… E ´à Campina´

“Deve haver, por parte dos governantes, o bom senso para não se ter disputa nem politização de nada. Esse não é o momento de se politizar”, enfatizou Ribeiro.

“Espero que haja convergência nas ações. E que se use o princípio básico, que é o da ciência”, adendou.

Uma vaga ´é nossa´

Aguinaldo, ao tratar sobre o futuro do Progressistas (PP) no Estado, afirmou que “o projeto nesse momento é um projeto majoritário. Vamos trabalhar priorizando isso. Mas não é o momento para se discutir isso. Agora é o projeto combater a pandemia”.

O deputado se permitiu um complemento: “O PP tem a oportunidade, por sua consolidação, de participar de um projeto majoritário (na Paraíba)”.

Não faça da sua Páscoa um túmulo (fechado em si mesmo)...
Share this page to Telegram

Arquivo da Coluna

Arquivo 2019 Arquivo 2018 Arquivo 2017

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube