Fechar

Fechar

Arimatéa Souza

quinta-feira, 06/10/2016

Artilharia amiga

Caindo a ficha

“Parece inacreditável”. Eis a expressão do prefeito Romero Rodrigues (PSDB), ontem, ao fazer um pronunciamento acerca do pleito do último domingo.

Ele grifou que foi “uma vitória eleitoral e uma vitória política”.

O tucano aproveitou para renovar publicamente o agradecimento domiciliar: “Micheline (sua esposa) foi gigante, foi fantástica”.

Ação…

O prefeito anunciou que vai protocolar pedidos de audiência junto ao governador do Estado e ao presidente Michel Temer (PMDB) para tratar da questão hídrica de Campina Grande.

… Externa

Nos dois casos, a sua intenção é se fazer acompanhar de representantes do Poder Legislativo e de entidades classistas, assim como de prefeitos das cidades que são abastecidas pela barragem de ´Boqueirão´.

No Cariri

Romero faz hoje uma visita às obras de transposição do Rio São Francisco na cidade de Monteiro, acompanhado de lideranças empresariais.

Congelamento

Na entrevista que concedeu ontem, ele anunciou que não vai postular a correção na remuneração do prefeito – por lei os vencimentos podem ser idênticos ao que ganha um deputado estadual.

Equidistância

Acerca do processo de escolha do novo presidente da Câmara de Vereadores, Romero comentou que “se for consultado, vou dialogar”. “Mas não vou impor nada”, ressalvou.

Agregar

O prefeito disse que espera tomar posse em janeiro, para o 2º mandato, com uma bancada superior aos 18 vereadores que o seu grupo elegeu domingo último.

Alocução

Sem estabelecer contatos com a imprensa desde a eleição do último domingo, o deputado-presidente Adriano Galdino (PSB) se pronunciou ontem, no Jornal da Manhã da Rádio Caturité.

Deixou a desejar

“O resultado (em Campina) foi abaixo do esperado. Eu esperava uma votação maior, sendo bem franco, honesto e sincero. Cumpri tudo aquilo que estava dentro do meu alcance”, avaliou Galdino.

´Orfandade´

Conforme o seu relato, o PSB “me deu a missão, mas não me deu a mínima condição de participar dessa eleição. Eu não tive um centavo de ajuda do partido, um centavo sequer. Mas a missão foi cumprida com muita força, muita determinação”.

Fraude

Quanto ao pleito na cidade de Pocinhos – no qual a sua esposa Eliane (PSB) perdeu por menos de 80 votos -, Adriano afirmou que “foi uma eleição fraudada. Se formou uma quadrilha em Pocinhos, composta por empresários, pelo atual prefeito, alguns seguidores deles e, literalmente, fraudaram a eleição”.

Compra

Conforme o relato do socialista, “essas pessoas conseguiram juntar em torno de R$ 500 mil, da sexta para o sábado, e fizeram uma distribuição de dinheiro. Nós estamos com depoimento de pessoas que receberam dinheiro e apontando outras que também receberam”.

A lista cresce

O vereador eleito Bruno Faustino (PSB) anunciou ontem que também colocará o seu nome como postulante à presidência do Poder Legislativo de Campina Grande a partir de janeiro próximo.

Migração

O ministro das Comunicações, Gilberto Kassab, assinou ontem a autorização para que a Rádio Caturité de Campina Grande passe a transmitir em FM.

Presenças

A emissora foi representada pelo seu diretor legal, o ex-bispo de Campina Grande Dom Matias Patrício de Macedo, e pela administradora Lúcia Duarte.

O deputado Rômulo Gouveia (PSD) prestigiou a solenidade.

Reta final

A delação do ´fim do mundo´, como está sendo chamada a do Grupo Odebrecht, está na reta final de fechamento.

Detonação

Foram contundentes – e surpreendentes – as denúncias feitas pelo vereador (não reeleito) Renato Martins (PSB), que se propagaram através das redes sociais e desaguaram nas emissoras de rádio pessoenses.

Trio

O socialista acusou diretamente dois secretários de Estado – Livânia Tavares, de Administração, e Gilberto Carneiro, procurador geral do Estado (e ex-secretário de Administração) -, e o ex-secretário de Esporte e Lazer (e vereador eleito em JP) Tibério Limeira.

Implacável

“Tibério e Estela (Bezerra, deputada) saquearam os cofres do Estado durante quatro anos”, bradou Renato, que chama a deputada noutro trecho de “corrupta” e Livânia de “chefe da corrupção no Estado”.

Incapaz

Prontamente, o presidente do PSB na Capital, Ronaldo Barbosa, divulgou nota oficial asseverando que o vereador, “inconformado pela derrota nas urnas, de maneira antiética, procura transferir para outrem toda sua incapacidade pessoal de assegurar democraticamente a renovação do seu mandato na Câmara Municipal, atacando”.

Processar

Barbosa informou que o assunto está sendo encaminhado para o Conselho de Ética do partido – sinalizando um processo de expulsão – e sugeriu que os acusados acionem judicialmente o vereador socialista.

Incompetente

Estela divulgou também uma nota, na qual sublinha que “cada calúnia dita por ele (Renato) será objeto de ações judiciais, cíveis e penais”.

“Um cidadão que tem representação pública precisa ter ética, equilíbrio e respeito. Um derrotado não pode responsabilizar os outros pela sua incompetência”, finaliza a deputada.

Qual o destino do PT em Campina?...
Simple Share Buttons

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube