Fechar

Fechar

Arimatéa Souza

segunda-feira, 05/12/2016

´Arrombaram´ o teto

A sinceridade lulista

Está chegando às livrarias do País o livro ´Anatomia de um desastre´, de três jornalistas (Claudia Safatle, do jornal Valor Econômico, João Borges, da Globo News, e Ribamar Oliveira, também do ´Valor´), que relata as equivocadas decisões de natureza econômica ao longo dos últimos anos.

Um dos destaques é um diálogo entre a ex-presidente Dilma e o ex-presidente Lula, logo após a reeleição da petista em 2014.

Dilma: “Qual é a lição que devemos tirar dessa eleição?” – indagou Dilma.

Lula: “É que nós estamos fodidos!”

Expansão

Durante as comemorações dos 90 anos de fundação da Associação Comercial e Empresarial de Campina Grande, sexta-feira à noite, o empresário Alexandre Moura, presidente da Federação das Associações Comerciais da Paraíba, anunciou que muito em breve a cooperativa Sicoob Borborema – que já movimenta cerca de R$ 400 milhões – vai se transformar em ´Sicoob Paraíba´, ampliando o seu raio geográfico de ação.

Enraizada

“Vai se transformar em ´Sicoob Paraíba´, mas a matriz continuará sendo Campina Grande”, ressalvou Moura.

Interlocução

Ex-presidente da Associação Comercial, o secretário de Desenvolvimento Econômico de Campina, Luiz Alberto Leite, assinalou que “o grande desafio” da entidade “é manter a sua representatividade”.

Legado

O empresário Álvaro Barros, que na mesma solenidade repassou a presidência ao empresário Marcos Procópio, fez um balanço de sua gestão, realçando as reformas nas instalações do edifício-sede e o resgate histórico da entidade, além das ações de natureza institucional.

Desafiante

Procópio verbalizou que assumia a presidência da ACCG “num momento extremamente grave e delicado” para todo o País.

Ele frisou que Campina sempre teve “o trabalho e a economia como os nossos grandes orgulhos”.

Grata lembrança

Marcos fez alusão à “época de pujança econômica” da cidade, no ciclo do algodão principalmente, “que é lembrada com saudosismo”.

Interação

O novo dirigente da ACCG sublinhou que para os dias atuais é visível “que precisamos fazer com que institucionalmente” os setores vivos da sociedade local “se conectem melhor”.

Juventude

Marcos Procópio acentuou que é preciso centrar fogo nas fontes de geração de empregos, até como forma de “não tolher os sonhos dos jovens”, como também “atrai-los para o associativismo”.

Compartilhar

No final de seu pronunciamento, o novo presidente da ACCG ressaltou que “problemas coletivos não têm como ser resolvidos individualmente”.

E emendou: “E temos graves problemas coletivos”.

À reflexão

A frase final do novo dirigente foi uma indagação deixada no ar para os convidados: “O que vamos fazer para que o futuro seja melhor do que o passado?”

 

Candidatos

Dois fundos de investimentos dos Estados Unidos e um da Suíça sinalizaram interesse em assumir o controle acionário da operadora de telefonia OI, que enfrenta um processo de recuperação judicial da ordem de R$ 65,4 bilhões.

Supressão

Para tentar atrair o apoio de todos os governadores, o governo federal admitiu retirar duas exigências da ´carta de compromisso´ que propôs como condição para repassar R$ 5,3 bilhões aos Estados: não mexer nas despesas com cargos comissionados e não limitar os gastos à inflação do ano anterior.

Em pauta

A Câmara campinense deverá deliberar esta semana sobre o reajuste na remuneração dos vereadores para a próxima legislatura.

O índice proposto é 26,3%, o que elevaria o ´salário´ mensal para aproximadamente R$ 15 mil e 200.

Da boca de…

“… A agenda pós-impeachment tem apenas dois itens: combate à corrupção e resgate da economia. Não são permutáveis nem adiáveis. Não sendo atendidos, o impeachment, motivado pela soma deletéria de má gestão e roubalheira, por parte dos governos do PT, não terá feito sentido…” (senador Ronaldo Caiado, DEM-GO).

Farpas

A discussão sobre as mudanças no Código Tributário Municipal de Campina Grande, na última semana, ensejou um ´bate-boca´ no plenário da Câmara envolvendo os vereadores João Dantas (PSD), Olímpio Oliveira (PMDB) e Antonio Lula Cabral (PMB).

Recolhimentos

Na sessão que festejou na última semana, no Legislativo campinense, os 45 anos da Unimed-CG, o presidente da Cooperativa, médico Francisco Vieira, disse que o recolhimento mensal de tributos federais é da ordem R$ 1 milhão e 800 mil.

Em termos de tributos municipais, R$ 3 milhões e 600 mil anuais.

Aproximação

O governador Ricardo Coutinho (PSB) reúne hoje os prefeitos eleitos na Paraíba este ano, em João Pessoa, para iniciar um ´diálogo institucional´.

Acima do teto

Em sua coluna de ontem no jornal O Globo, o renomado jornalista Elio Gaspari informa que existem mais de 10 mil magistrados pelo Brasil ganhando acima do teto constitucional – R$ 37.763,00 mensais, que é a remuneração de um ministro do Supremo Tribunal Federal.

´Cidade maravilhosa´…

… Para poucos. O Rio de Janeiro é um exemplo emblemático. 98,5% dos magistrados (848) recebem acima do teto constitucional.

Entre os promotores e procuradores de justiça 887 dos 904 também ´estouram´ o teto.

Gaspari relata o caso da desembargadora Marianna Fux, 35 anos, filha do ministro Luiz Fux, do Supremo, que tem remuneração de R$ 46.830,00, apesar de só estar há sete meses como desembargadora.

Os gestores vão pegar nas ´tesouras´...
Simple Share Buttons

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube