Fechar

logo

Fechar

Arimatéa Souza

quinta-feira, 01/08/2019

´Anel olímpico´ desfeito

Pronunciamento & desagravo

Romero Rodrigues concedeu a primeira entrevista, ontem, após a deflagração da Operação Famintos, na semana passada.

Inicialmente, ele se reportou à sua ex-secretária de Educação: “Por dever de justiça, não poderia deixar de dizer que é entregar nas mãos de Deus a defesa da professora Iolanda (Barbosa). Confio fidedignamente nela e digo, sem medo de errar: ela foi – e será – por muito tempo a melhor secretária de Educação de Campina Grande, dedicada e compromissada”.

Evolução

“Vamos aguardar, com a serenidade do tempo, e confiantes nela. Iolanda é uma pessoa idônea, séria e honesta”, adendou.

´In loco´

RR se permitiu um adendo: “Visitem as creches de Campina Grande e perguntem aos pais de alunos. As crianças são ´superbem´ alimentadas’.

Outra…

Ato contínuo, Romero se referiu ao ex-secretário de Administração da PMCG, Paulo Roberto Diniz: “Esse também é um grande técnico e que será difícil de substituir”.

… Baixa

“(Paulo é) Outro quadro extremamente técnico. É difícil encontrar um quadro com as qualificações de Roberto Diniz. Não é fácil substitui-lo. É uma perda também grande. Lamento muito”, comentou RR.

Caneta

O prefeito revelou que “assinar essas duas portarias de exoneração doeu profundamente no meu coração. Mas eles solicitaram para ter mais tempo para as suas defesas e a gente tem que compreender. Vamos buscar na qualificação técnica e idoneidade a substituição”.

Rito…

Romero disse aos jornalistas que Campina “tem um modelo descentralizado de administração. O processo licitatório é complexo”.

… Obedecido

Segundo ele, “toda a documentação necessária” é exigida das empresas participantes, “mas a prefeitura não é órgão policial para investigar a vida de ninguém”.

“O setor de licitação obedeceu as normas técnicas, rigorosamente”, enfatizou.

Em série

“Se – supostamente – existia uma empresa de ´fachada´, a pessoa teria que fraudar inicialmente o Fisco Estadual; depois fraudar a Receita Federal; e, inclusive, o Corpo de Bombeiros, porque tem que ser feita uma vistoria. Se houve fraude, houve uma sucessão de fraudes junto a vários órgãos”, discorreu o prefeito.

Argumento

Por fim, Romero Rodrigues assinalou que “o fundamental: todos os produtos (comprados) foram entregues, não houve dolo na questão do erário público. Foram entregues e de boa qualidade. Como identificar (algum problema)? O processo licitatório se cumpriu no instante em que os produtos comprados foram entregues”.

Da boca de…

“… Nós vamos esperar os desdobramentos…” (vereador Rodrigo Ramos, PDT-CG, sobre a Operação Famintos).

Continuidade

A respeito de recente nota publicada neste espaço, relacionada à sua militância no PRB em Campina, o vereador Marinaldo Cardoso remeteu correspondência na qual assegura que “não existe indefinição quanto ao meu futuro partidário. Permanecerei no PRB, partido pelo qual fui eleito e contribui com o seu fortalecimento no município”.

Virou a página

“Na minha vida pública, nunca tive vaidade por cargos dentro de partido. A questão da mudança de direção do partido em nível estadual e municipal já foi superada. Pretendo que o PRB chegue mais fortalecido nas eleições do ano que vem”, acrescentou o parlamentar.

Da boca de…

“… Eu não entendo alguém dizer que está decepcionado com o Bolsonaro. Nunca vi um presidente tão coerente com sua campanha. Ele, de todos que conheci, é o menos demagogo. Se alguém se arrepende de ter votado nele merece desprezo. Ele era isso aí. Quem pariu Mateus que o embale…” (cantor Léo Jaime).

Nova baixa

No dia de ontem foi anunciada mais uma mudança no ´primeiro time´ do governador João Azevedo (PSB) – e mais uma por iniciativa ou por contingência do auxiliar.

Fim do ciclo

O jornalista Luís Torres – o mais longevo titular da Pasta na história recente do governo estadual – anunciou que havia pedido exoneração da Secretaria de Comunicação.

Retomada

À imprensa pessoense, Torres informou a disposição de retomar a sua atuação como jornalista, voltar “ao batente”, como se diz na linguagem profissional.

Cansaço

“Foi uma missão honrosa e prazerosa, mas a Pasta cansa. Basta perguntar a quem já passou por ela se quer voltar. Estou há seis anos no cargo e quero voltar ao mercado do jornalismo, que é meu mundo real”, ressaltou o demissionário titular da Secom, que aguarda a oficialização do desligamento através do Diário Oficial do Estado.

Pendente

João Azevedo informou que ainda não definiu quem pretende designar para suceder Luís Torres.

Retrovisor

Recordo para o leitor o arremate da coluna na última segunda-feira: “Qual a distância atual entre João e Coutinho?”

Muito…

Apesar das justificativas de natureza pessoal e profissional acima referidas, o fato é que essa exoneração comporta uma interpretação de natureza político-partidária.

… Sintomático

Torres era o último integrante do secretariado atual que faz parte do grupo de colaboradores egressos da gestão do ex-governador Ricardo Coutinho, e com vinculações estreitas com o ´mago´.

Elos perdidos

Em apenas sete meses de governo, ficaram pelo caminho Livânia Farias (Administração), Waldson Sousa (Planejamento), Amanda Rodrigues (Finanças) e Gilberto Carneiro (Procurador Geral do Estado).

“Quem se empenha em fazer sucessor, quer suceder a ele” (Carlos Ayres Britto, ex-presidente do Supremo)...
Share this page to Telegram

Arquivo da Coluna

Arquivo 2019 Arquivo 2018 Arquivo 2017

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube