Fechar

Fechar

Arimatéa Souza

quarta-feira, 03/08/2016

´Acordão do ódio´

´Bota fora´

A ´caneta´ do governador Ricardo Coutinho (PSB) vai funcionar – com força – nas próximas edições do Diário Oficial do Estado.

Ele anunciou ontem que afastará todos os ocupantes de cargos comissionados que tenham sido indicados por lideranças do PMDB.

´Ilhas´

A exceção nessa regra geral serão os ´avalizados´ pelos deputados Veneziano Vital e Nabor Wanderley, que na segunda-feira – mesmo sem domicílio eleitoral em João Pessoa – hipotecaram apoio político à prefeitável socialista Cida Ramos, numa clara confrontação com a cúpula estadual do partido.

Mantida

Nesse parâmetro fixado pelo governador, a mãe de Veneziano, ex-deputada Nilda Gondim, permanece como secretária executiva da representação do Governo da Paraíba em Brasília.

O detalhe

Aliás, o ´V´ deverá ser contemplado em breve com mais uma fatia de poder no Estado.

Caminho de volta

Ricardo anunciou também, na Rádio Arapuan FM, que o deputado Trócolli Júnior (Pros e ex-PMDB) deve reassumir hoje a sua cadeira na Assembleia Legislativa, desalojando da Casa de Epitácio Pessoa a suplente Olenka Maranhão (PMDB), sobrinha do senador José Maranhão.

Latifúndio

Na noite de segunda-feira, em entrevista à TV Arapuan (ao jornalista Heron Cid), o secretário de Comunicação do Estado, jornalista Luís Torres, afirmou que “se você pedir para o senador José Maranhão listar ou fazer o pedido nominal da entrega de cargos que o partido ocupa no governo, certamente ele começaria hoje e só terminaria no final das eleições”.

Da boca de…

“… Candidato à reeleição é teto de vidro…” (advogado eleitoralista Rodrigo Rabelo, ao fazer uma projeção sobre a batalha jurídica durante o processo eleitoral que se avizinha).

Sem plenário

Veneziano anunciou ontem que vai se afastar por 120 dias da Câmara Federal – para participar da campanha eleitoral -, abrindo espaço para o suplente André Amaral (PMDB).

Remarcada

A convenção do PSC em Campina foi marcada para a tarde desta 5ª feira, na sede da Associação Campinense de Imprensa – ACI.

Prognóstico

Presidente estadual do Democratas, o deputado Efraim Filho projeta que o partido saltará dos atuais 23 prefeitos no Estado para 30 nas eleições de outubro próximo.

CDL

A diretoria da Câmara de Dirigentes Lojistas de Campina Grande pretende realizar nas próximas semanas um debate com os prefeitáveis locais.

TST

Recente decisão do Tribunal Superior do Trabalho fixa que os empregados nomeados para cargos comissionados sob o regime celetista têm direito ao depósito do FGTS ao ser exonerado do cargo.

Mas não devem receber a multa de 40% nem aviso prévio.

Da boca de…

“… Era tão bom que coerência fosse vendida na farmácia ou no supermercado…” (Raniery Paulino, deputado estadual pelo PMDB, sobre o ´acordão´ PMDB/PSD/PSDB, em João Pessoa).

Simplificação

Na negociação da delação premiada de executivos da empreiteira Odebrecht, os integrantes da Procuradoria Geral da República fizeram uma proposta invertida: que eles citassem quais obras executadas não foram objeto de práticas de corrupção.

Muito além da…

Chama-se Rejane Maria, professora de educação básica e educação infantil, militante do PSOL há sete anos, a candidata a vice-prefeita na chapa encabeçada pelo professor David Lobão (PSOL-CG).

… Sala de aula

“Pra mim é muito dignificante, porque é um partido de luta. O PSOL me orgulha”, disse Rejane à APARTE.

Reforços

A direção estadual estima que o PPS em Campina conseguirá atrair mais dois partidos para a coligação que vai apresentar a candidatura do prefeitável Artur Bolinha.

O PV já se coligou.

Mentor

Sobre a política pessoense, o vice-prefeito Nonato Bandeira ressaltou ontem na ´Campina FM´ que o senador Cássio – ocultamente – “é o grande articulador” do famoso ´acordão´, que juntou PSD, PSDB, PSC e PMDB na Capital.

Teleguiado

“Cássio está tutelando a candidatura (de Luciano Cartaxo) porque o prefeito não teve capacidade política de aglutinar essas forças”, enfatizou Bandeira.

Profissional…

O vice disse que “não cabe em mim a carapuça” de preguiçoso, verbalizada por Cartaxo em relação à sua pessoa, quando da convenção do PMDB, sábado último.

… Da política

“Ele (Cartaxo) é que é um político profissional, que vive só de mandatos e da política”, reagiu Nonato, para observar que “o vice só atua por delegação do prefeito”.

O combustível do acordão

Após acentuar que o rompimento do PMDB com o governador era “uma crônica anunciada”, Nonato Bandeira frisou que os líderes do PMDB e do PSDB “já estão misturando” as campanhas de 2016 e 2018.

– Essa aliança (acordão) é uma aliança negativa, porque se faz uma aliança para resolver os problemas da cidade, e não baseada no ódio – finalizou.

Enivaldo como vice, Daniella embarca na campanha?...
Simple Share Buttons

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube