Fechar

Fechar

Arimatéa Souza

segunda-feira, 13/03/2017

A vacante ´Sé da Borborema´

Suprema estreia

No Brasil conflagrado e aviltado dos tempos atuais, no qual o noticiário politico tem sido predominantemente convertido em crônica policial, um dos poucos consensos em termos de personalidades é o sergipano Carlos Ayres de Britto, ex-presidente do Supremo Tribunal Federal.

Trata-se de um renomado ex-integrante do STF, que teceu com o passar dos anos uma linguagem própria, ao mesmo tempo compreensível e cativante.

Pois bem, com extremada satisfação para todos nós, a partir desta semana o PARAIBAONLINE passa a publicar os artigos desse brasileiro que conquistou a admiração nacional.

Vertentes

É, ao mesmo tempo, um presente aos nossos internautas – que nos brindam, mensalmente, com centenas de milhares de páginas visualizadas -, mas também representa regar com palavras e testemunho vivo as sementes de um novo tempo.

Dimensão

Afinal de contas, o Brasil é muito maior do que a indecência de boa parte de seus homens públicos, e vai muito além das vicissitudes do presente.

Leque

Só lembrando, além de ilustres colunistas conterrâneos, que nos oferecem as suas motivações e reflexões, o PARAIBAONLINE publica regularmente os artigos dos senadores José Serra (SP) e Cristovam Buarque (DF); do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso; do ex-ministro Maílson da Nóbrega; do ministro da Cultura, Roberto Freire; do cientista político Murillo de Aragão, entre outros.

O ´novo crack´

Uma nova droga começa a preocupar as autoridades do Rio de Janeiro. Ainda sem ´batismo´ definitivo, está sendo chamada de inalante e tem em sua formula gasolina e inseticida.

Já é a segunda droga mais consumida pelos adolescentes.

Périplo

Segundo o Ministério da Integração Nacional, é o seguinte o ´passeio´ que a água faz desde o Rio São Francisco, através da transposição.

Eixo Leste

Floresta, Custódia, Betânia e Sertânia (PE) e Monteiro (PB).

Eixo Norte

Cabrobó, Salgueiro, Terranova e Verdejante (PE); Penaforte, Jati, Brejo Santo, Mauriti e Barro (CE); São José de Piranhas, Monte Horebe e Cajazeiras (PB).

Sem trégua

As águas do ´Velho Chico´ não amorteceram a disputa política no PMDB paraibano.

Inevitável

O senador Raimundo Lira reafirmou que “existe uma vontade de renovação” no comando partidário, “que vai acontecer de forma absolutamente democrática, nos prazos regulamentais, naquilo que estabelece o PMDB”.

Necessidade

“O desejo de renovação existe em todos os grandes partidos. Só aqueles partidos pequenos, que têm donos, é que não se renovam. Por ser um partido grande, o PMDB precisa de uma renovação. Agora, essa deve ser democrática, pacifista e consensual”, sublinhou o senador.

Memória

Diante das periódicas especulações quanto a uma eventual reaproximação com o governador Ricardo Coutinho (PSB), o prefeito pessoense Luciano Cartaxo (PSD) se permitiu uma consulta ao seu ´diário´.

 

Negativa

“Poucas pessoas acreditavam que era possível Ricardo Coutinho reverter a vitória que era dada como certa a Cássio (eleição para governador, em 2014). Mas nesse momento apostamos num projeto do Estado, de longo prazo, e ganhamos as eleições. O nosso apoio foi fundamental. Tínhamos o intuito de dar sequência a isto, mas nas eleições municipais ele se negou a participar do nosso projeto”, discorreu Cartaxo, em tom de desabafo.

Antagônicos

Sobre o mesmo tema – reaproximação -, Coutinho declarou, dias atrás, que “não trato de aproximações ou reaproximações que não sejam em cima de visão de vida, visão da política e forma de governar. Temos (ele e Cartaxo) diferenças bastante significativas em relação a esses três pontos. Penso a política de forma diferente”.

´Midas´

O jornal O Globo revelou, no final de semana, que dois meses antes de ser preso o ex-governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral (PMDB), comprou 1 milhão e 50 mil dólares em diamantes.

Sensata…

Salta à vista o evidente acerto do papa Francisco ao indicar como o novo arcebispo da Paraíba o frade franciscano Dom Manoel Delson, que respondia pela Diocese de Campina Grande.

… Escolha

Na quadra histórica adversa que atravessa há anos a Arquidiocese, Dom Delson chega com as credenciais para colocar a casa definitivamente em ordem, num terreno “já aplainado”, para invocar a expressão do atual administrador apostólico, Dom Genival Saraiva de França.

Consequências

Mas é preciso que a Igreja milenar – a começar por seu povo de Deus, seus padres e leigos atuantes nas diversas pastorais e serviços – lance o seu olhar e atenção sobre a novamente vacante diocese (a Sé da Borborema, como é chamada na linguagem interna).

Rotatividade

Num intervalo de uma década, três bispos já passaram por essa imensa diocese em termos geográficos, com incontáveis realidades locais, que estão a desafiar e a reivindicar um tratamento diferenciado e, em muitos casos, inadiável.

Rupturas

A descontinuidade pastoral da diocese campinense é incontestável.

Para ser mais objetivo, Campina foi transformada numa espécie de ´entrepostos´ para futuros arcebispos.

Paradoxo

A satisfação pela ascensão episcopal de muitos bispos tem como contraponto a preocupação com a continuidade da caminhada diocesana.

Posicionamento conjunto

Entendo que chegou a hora de o tema ser tratado pelo Regional Nordeste II da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (dioceses de AL, RN, PE e PB), como forma de se tomar uma posição regional acerca do assunto, até porque é impraticável o tema chegar naturalmente ao conhecimento da Nunciatura Apostólica (representação do Vaticano no Brasil) e do papa, que não são obrigados a conhecer essa realidade local, algo inacessível diante das milhares de dioceses espalhadas pelo mundo.

Reforma da Previdência: Assembleias Legislativas poderão dividir o ônus...

Me Aguarde

Palanque

Simple Share Buttons

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube