Fechar

Fechar

Arimatéa Souza

segunda-feira, 30/04/2018

A síntese perfeita

Judicialização contra o SUS

O Superior Tribunal de Justiça (STJ) definiu um ´itinerário´ para quem deseja entrar com uma ação judicial visando obter um medicamento que não está disponível no Sistema Único de Saúde (SUS).

Os critérios estabelecidos são: a existência de registro do medicamento na Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa); um laudo médico que comprove necessidade da droga e a ineficácia dos fármacos já fornecidos pelo SUS; e a comprovação de que o paciente não pode pagar pelo remédio.

Vácuo

Permanente a indefinição no tocante à necessidade de medicamentos para o tratamento de doenças raras.

Online

Se a projeção do Banco Central se confirmar, até meados de 2019 todas as transferências interbancárias ocorrerão de forma instantânea em todas as modalidades e sem restrição de dia ou horário.

Da boca de…

“… Há vários municípios paraibanos que são absolutamente discriminados, que estão riscados do mapa…” (senador Raimundo Lira, PSD, aumentando o fosso que o separa de Ricardo Coutinho).

Lacuna

O prefeito Romero Rodrigues (PSDB) ainda não sinalizou os novos ocupantes dos cargos vagos em seu 1º escalão.

 Semas

Na Secretaria de Ação Social, tudo indica que o ´ungido´ será respaldado pelo deputado Rômulo Gouveia (PSD).

Ilustre…

Um número surpreendente da recente pesquisa do Instituto Datafolha: sete em cada dez habitantes não sabem o nome do atual prefeito da cidade.

… Desconhecido

Na verdade, o vice-prefeito eleito que sucedeu este mês ao titular João Doria Júnior (PSDB), que se afastou do cargo para disputar o governo estadual.

Trata-se de Bruno Covas Neto (PSDB), neto do ex-governador Mário Covas.

Da boca de…

“… No meu DNA não tem a palavra recuar…” (senador e pré-candidato a governador José Maranhão, do MDB).

Dobradinha

O deputado estadual Adriano Galdino (PSB) acertou um parceria em Campina Grande com o vereador Bruno Faustino (PSB), que tentará um mandato à Câmara Federal.

Pensando bem

Com a atual performance do Legislativo campinense, aspirar um mandato noutro nível de poder é positivismo exacerbado ou obstinação por uma suplência.

Ponta-de-lança

“O Nordeste é o ponto forte do PT. Uma candidatura majoritária que não surfa na onda da opinião pública daqui tem um trabalho redobrado. A missão do Democratas e de outros partidos de centro para chegar ao Nordeste é combater a guerra da desinformação”.

O diagnóstico/medicação é do deputado federal Efraim Morais (DEM-PB).

Diferenciação

Efraim declarou ao ´Estadão´ que o ´lulismo´ ainda “é muito forte no Nordeste, mas o petismo não”.

“O petismo está em decadência”, vaticinou.

Pé na estrada

O vice-prefeito de João Pessoa, Manoel Júnior (PSC), visitou neste final de semana vários municípios do Cariri e Zona da Mata, segundo a sua assessoria.

Indecifrável

“Ele aproveitou os encontros para intensificar entendimentos com aliados com vistas às eleições estaduais deste ano”, informa o texto, genericamente.

Ponto morto

Ainda não foi anunciada pela prefeitura campinense a nova modalidade de gestão do serviço de estacionamento rotativo denominado Zona Azul.

Focos

De acordo com o jornal ´Estadão´, estão resumidas a São Paulo, Pernambuco e Paraíba (leia-se Ricardo Coutinho) as resistências à candidatura do ex-ministro do Supremo Joaquim Barbosa a presidente pelo PSB.

Da boca de…

“… Para quem não frequentava ambiente público, não dava entrevista, tem uma vida pacata, está muito bom…” (Lucélio Cartaxo, ao fazer um balanço inicial de sua pré-campanha).

Bilionária

A arrecadação de cartórios de todo o país cresceu 42,6% de 2013 a 2017.

Em reais: saltou de 11,1 bilhões em 2013 para 15,8 bilhões no ano passado.

Existem 11.954 cartórios em todo o Brasil.

 

Garimpo

O texto que segue retrata muito bem o momento nebuloso que o País enfrenta. É uma construção, como sempre primorosa, do jornalista Josias de Souza (UOL).

Raivoso

“Investigado sob a suspeita de lavar dinheiro por meio de imóveis em nome de familiares, Michel Temer convocou os jornalistas (sexta-feira última). Nada de perguntas nem de respostas. Apenas um pronunciamento enfurecido.

Repetição

“A Polícia Federal conduz uma perseguição disfarçada de investigação, acusou o presidente, em timbre ácido. O último líder político que disse coisas assim foi Lula. Está preso em Curitiba.

Liquidificador

“A Lava Jato triturou a Presidência de Dilma, encarcerou o projeto eleitoral de Lula, dissolveu a pose de Aécio, enjaulou a arrogância de (Eduardo) Cunha, fez o diabo. E continua tornando impotente quem se achava poderoso. Tempos assim, extraordinários, reclamam a presença no poder de líderes extraordinários, capazes de comandar uma reação. Mas acontece exatamente o oposto”.

“Vácuo moral”

Ainda Josias de Souza: “O Brasil de hoje, marcado por um surto de indecência extraordinário, é melancolicamente comandado por Temer, um presidente ordinário – com duplo sentido, por favor -, incapaz de transmitir uma noção qualquer de ética. Falta-lhe autoridade tanto quanto sobram suspeitas ao seu redor. Temer costuma dizer que o principal símbolo do seu governo é a recuperação econômica. Engano. A oito meses do final, a grande marca da gestão Temer é o vácuo moral”.

Zé Maranhão vai pedir votos para Temer nos palanques e na TV?...
Simple Share Buttons

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube