Fechar

logo

Fechar

Arimatéa Souza

segunda-feira, 09/09/2019

A ´sapatada´ de Tovar

Única disputa

Com um pouco comum consenso em torno dos nomes de Jackson Macedo, para continuar dirigindo o PT na Paraíba, e Giucelia Figueiredo, como candidata de consenso do diretório de João Pessoa, as atenções da militância petista estavam voltadas nesse domingo para Campina Grande, onde três candidatos (e três chapas) concorreram ao comando partidário.

Replicar

O professor Hermano Nepomuceno liderou a chapa ´Quebra Quilos´, que defendeu internamente “trazer a tese da ´frente ampla nacional´ para o plano local nas eleições de 2020.

Arejar

“É preciso abrir o partido às novas modalidades de militância, que representam as novas pautas da sociedade brasileira contemporânea”, acrescentou.

Arrumação

Mauro Plácido, com a chapa ´Lula Livre´, entendia que é necessário “dar uma nova cara ao partido. Queremos um partido um pouco mais organizado. O partido está sem destino e sem sede própria”.

´Censo´

O presidenciável colocou como uma das prioridades fazer um recadastramento de filiados. E explicou: “Temos mais de 3 mil filiados e apareceram (ontem, para votar) menos de 500 pessoas”.

Situacionista

Apoiada pelo atual presidente, professor Márcio Caniello, a sindicalista Terezinha Cavalcante liderou a chapa ´Sem medo de ser feliz´.

Cara própria

Para ela, é indispensável o PT/CG “montar uma chapa forte para a Câmara Municipal e ter uma candidatura própria a prefeito”.

Faz tempo

“Nossa última candidatura a prefeito foi em 2004. Não dá para o PT simplesmente ficar como se estivesse no anonimato, sem colocar as suas bandeiras para a sociedade”, argumentou a candidata.

Régua

Apurados os votos – foram apenas 382 num universo superior a 3 mil filiados -, Hermano teve 46%; Terezinha 32%; e Mauro, 21%, conquistando 16, 12 e 8 cadeiras no novo diretório municipal, respectivamente.

Funil

Para o cargo de presidente, haverá 2º turno – dia 22 próximo.

O detalhe

Na disputa pela presidência nacional, a deputada Gleisi Hoffman (PR) foi a mais votada em Campina.

Tonificado

O bilionário setor do comércio varejista de eletrodomésticos no Brasil tem como fato novo o processo de retomada das atividades, com nova composição social, da rede Ricardo Eletro.

Separação

A nova fase passa pelo desligamento do grupo do empresário Luiz Carlos Batista, que era dono da rede de lojas Insinuante.

Histórico

Só recordando, em 2009 a Ricardo Eletro e a Insinuante se juntaram para formar a empresa ´Máquina Vendas´, que agora passa a ficar apenas com o dono da Ricardo Eletro (Ricardo Nunes).

Podas

Esse recomeço executa uma redução expressiva de custos – por exemplo, o fechamento de lojas em 57 shoppings – e também a separação de outra empresa que havia sido incorporada: a Eletro Shopping.

Retaguarda

O interessante dessa empreitada é o apoio de vários fornecedores da Ricardo Eletro, que estão preocupados (e temerosos) com a concentração do segmento de eletrodomésticos em dois grupos: Magazine Luíza e Via Varejo (resultante da fusão das Casas Bahia com o Ponto Frio).

Comenda

Em sessão especial programada para as 15h30 de hoje, a Câmara Municipal de João Pessoa fará a entrega da ´Medalha da Cidade de João Pessoa´ ao professor Lúcio Mariano de Melo, natural de Campina Grande.

Autoria

Trata-se de uma iniciativa do vereador João Bosco Filho (Bosquinho), dentro das comemorações pelo transcurso do ´Dia do Administrador´.

Como é

O presidente Jair Bolsonaro, conforme o jornal Folha de São Paulo, queria pular de paraquedas numa viagem, dias atrás, no interior de Goiás.

Os médicos o proibiram, terminantemente.

A dois

O prefeito Romero Rodrigues teve um rápido encontro, na última semana, com o ex-senador Cássio Cunha Lima.

2ª feira filosófica

“Sonhemos! Nada melhor para valorizar a Vida e esquecer a Morte… Esta é cruel, e mesmo como fato natural, jamais será aceita como etapa de Vida”.

Acadêmico Evaldo Gonçalves, em crônica sobre o recente falecimento do seu filho Luciano.

Serviço

Vale a pena ler na íntegra o texto de Evaldo.

Acesse clicando aqui.

Atrasado

Na opinião do governador João Azevedo (PSB), o governo federal “precisa começar a implementar políticas que venham na direção do combate ao desemprego absurdo que está ai”.

Caminho

O socialista considera que “injetar recursos na construção civil, para mim, seria o primeiro passo, considerando que a construção civil tem a capacidade de dar respostas imediatas à criação de empregos”.

Superdimensionamento

Para João, o governo Bolsonaro está “perdendo muito tempo apenas com a discussão da reforma da Previdência, que tem pontos importantes, mas não vai ser a ´bala de prata´ que resolverá todos os problemas do Brasil”.

´Carrinho´

O deputado estadual Tovar Correia Lima (PSDB) aproveitou uma recente entrevista na ´Panorâmica FM´ para enquadrar o ´voo´ solo e suprapartidário do ex-deputado e prefeitável Bruno Cunha Lima (sem partido), que tem alimentado um ´namoro´ para se filiar ao PSL.

Simbologia

A contundência do ´tucano´ é amplificada pelo fato de Bruno ser o atual chefe de gabinete do prefeito Romero Rodrigues.

Sair de cima do muro

“Primeiro, Bruno precisa se posicionar: É grupo ou não é. Se é grupo, vai depender de todos nós para que a gente chegue na eleição do ano que vem”, introduziu Tovar.

– Não adianta Bruno estar dizendo ´eu sou candidato de todo jeito´. É muito ruim porque enfraquece a todos nós. Eu, Tovar, só serei candidato se o grupo estiver coeso, unido, para que a gente vá às ruas conversar e dialogar com a cidade – delimitou o deputado.

Ex-secretários = fios desencapados...
Share this page to Telegram

Arquivo da Coluna

Arquivo 2019 Arquivo 2018 Arquivo 2017

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube